Município de Penaforte contrata empresa de lava jato por R$ 265 mil

Município de Penaforte contrata empresa de lava jato por R$ 265 mil

Município de Penaforte contrata empresa de lava jato por R$ 265 mil

Escândalo em Penaforte, no Sul do Ceará.

A população exige explicação do prefeito Francisco Agábio Sampaio Gondim (PDT) que fechou contrato empresa de lava jato no valor de R$ 265,9 mil. O contrato foi publicado em 14 de fevereiro e só agora foi descoberto pelos moradores e tem tudo para se tornar um escândalo com o gasto do dinheiro público. Moradores afirmam que a empresa contratada pertence a um aliado político do prefeito e o lava jato fica próximo à prefeitura.

Segundo o blog do Flávio Pinto, a reportagem tentou ouvir o prefeito Agábio, mas as ligações não foram atendidas.

Com informações do Blog do Flávio Pinto

Leia também




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade




Facebook

Publicidade

Enquetes

VOCÊ É A FAVOR DO PORTE DE ARMAS PARA QUALQUER PESSOA?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2018 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados

Mulher de 18 anos é executada com tiro na nuca em Caririaçu e agricultor de 53 morre ao ser atropelado na BR 116 no Barro.

Mulher de 18 anos é executada com tiro na nuca em Caririaçu e agricultor de 53 morre ao ser atropelado na BR 116 no Barro.

Mulher de 18 anos é executada com tiro na nuca em Caririaçu e agricultor de 53 morre ao ser atropelado na BR 116 no Barro.

DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Redação – Fotos: Reprodução/WhatsApp

Duas pessoas perderam suas vidas na noite desta sexta-feira (11) no cariri cearense, vítimas de mortes violentas. O primeiro caso aconteceu em Caririaçu. A jovem Sayure Alves Nobre, 18 anos que morava na Rua Vereador Antonio Braz, bairro Limoeiro, em Juazeiro de Norte foi localizada por volta das 20h40min, por populares que avisaram a polícia militar assassinada com um disparo de arma de fogo na nuca, às margens da rodovia CE 060 nas imediações do lixão na entrada da zona urbana.

Sayure Alves Nobre, 18 anos
Sayure Alves Nobre, 18 anos

Uma equipe da PM compareceu ao local do achado do cadáver e solicitou a presença da perícia forense. De principio a vítima não foi identificada, sendo o corpo trasladado pelo rabecão para o Núcleo de Ciências Forense Regional do Cariri em Juazeiro do Norte onde na manhã deste sábado, familiares fizeram reconhecimento.

Até o fechamento dessa matéria, a polícia ainda não tinha informações de quem seria o acusado do homicídio, e nem a motivação. A polícia não informou se Sayure Alves possuía ou antecedentes criminais.

José de Arimatéia Mariano de Oliveira, 53 anos
José de Arimatéia Mariano de Oliveira, 53 anos

Cerca de duas depois da localização do cadáver de Sayure Alves, um atropelamento com vítima fatal foi registrado na BR 116 próximo a divisa com o município de Milagres. O agricultor de 53 anos de idade, José de Arimatéia Mariano de Oliveira, morreu ao ser atropelado quando seguida caminhado com destino a casa onde morava. O veiculo atropelador não foi identificado. O corpo de José de Arimatéia igualmente ao da jovem também foi encaminhado ao Núcleo de Ciências Forense Regional do Cariri para ser necropsiado.

©Todos direitos reservados a Caririceara.com. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível de ação judicial com base na Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998 dos Direitos Autorais.

Leia também




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade




Facebook

Publicidade

Enquetes

VOCÊ É A FAVOR DO PORTE DE ARMAS PARA QUALQUER PESSOA?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2018 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados

Obstáculos nas calçadas e ruas impedem mobilidade

Obstáculos nas calçadas e ruas impedem mobilidade

Obstáculos nas calçadas e ruas impedem mobilidade

Conteúdo do Diário do Nordeste – Foto: André Costa

Para os cadeirantes, sair de casa para realizar um simples passeio é um martírio, por causa das barreiras colocadas indevidamente em calçadas e vias da cidade
Juazeiro do Norte. A rotina de Veríssimo Santos, 56, começa cedo. Junto aos primeiros raios de sol, ele sai de sua residência, no bairro Salesiano, neste Município, em direção à rádio Juazeiro FM, onde comanda um programa musical de 5h às 7h. Após o trabalho, atravessa duas ruas no bairro Romeirão, pega um coletivo e segue até o mercado central, no Centro da cidade, onde desenvolve outras atividades até o fim da tarde. A rotina seria comum a tantos outros trabalhadores não fosse a deficiência visual de Veríssimo.

> Há ainda muito a se fazer, diz entidade

“Vim ao mundo sem o globo ocular”, pontua. Veríssimo nasceu em Santa Luzia do Sabugi, no Estado de Pernambuco e, aos 22 anos, passou a morar em Juazeiro. Após mais de três décadas residindo na segunda maior cidade do Estado, Veríssimo conta que conhece “cada canto da cidade, inclusive os milhares de obstáculos nas ruas”. Ele elenca que as principais dificuldades para o deficiente, de um modo geral, são as calçadas desniveladas e sem acesso para cadeirante, paradas de ônibus sem acessibilidade e, sobretudo, “a falta de educação das pessoas”. “É cultural”, lamenta ele.

Sem sinalização sonora nas paradas de ônibus, o radialista, que também é compositor e músico, conforme faz questão de ressaltar, utiliza-se de sua experiência para saber qual coletivo pegar. “Eu conheço pelo barulho do motor”, diz. No entanto, reconhece que nem todos possuem tal sensibilidade auditiva.

“Eu consigo me locomover de um canto para o outro pois tenho muita experiência. Nasci com essa deficiência mas desde os nove anos de idade caminho pelas ruas, justamente por não querer ser limitado. Mas, para os outros deficientes, que não possuem o mesmo conhecimento, é um desafio diário sair pelas ruas da cidade”, critica.

“Pegar ônibus é o de menos. Desafio grande é trafegar pelas calçadas”, conta, entre um obstáculo e outro vencido nas ruas do Centro. “As calçadas são horríveis. Além disso, falta educação nas pessoas. Muitos estacionam carros, motos e os comerciantes ainda montam barraquinhas nas calçadas. Fica difícil”, acrescenta. A dura realidade não é exclusividade apenas dos deficientes visuais.

Valéria Oliveira tem 33 anos. Nasceu com uma distrofia muscular. Sempre cadeirante, ela conta com os cuidados da Maria do Socorro Pereira para “passear pelo bairro”. Sem o auxílio, no entanto, seria difícil. “Não tem condição. Um cadeirante não consegue andar sozinho na cidade. Só se tiver muita força, para conseguir subir essas calçadas de Juazeiro”, critica Maria.

Mudanças estão próximas, afirma a Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) de Juazeiro. Segundo a pasta, todas as residências e comércios que estiverem obstruindo as calçadas, sejam com piquetes ou grandes rampas serão notificadas. Após as notificações, o proprietário do imóvel terá de dois a três dias para se apresentar à Seinfra e receber direcionamentos de como proceder.

Caso não haja comparecimento no prazo estabelecido, será gerada multa de R$ 300. As remoções têm como objetivo, segundo a Seinfra, promover uma melhor acessibilidade nas calçadas de maior fluxo em Juazeiro .

Apesar dos desafios diários em que os deficientes são submetidos, Juazeiro do Norte aparece entre as 50 melhores posicionadas no ranking Connected Smart Cities, que avaliou os municípios que apresentam melhor mobilidade urbana e com acessibilidade. Pela primeira vez, desde que o estudo foi criado, o Ceará emplacou três cidades dentre as 50 melhores. Além de Juazeiro (37ª), Crato (48ª) e Fortaleza – que passou da décima para a sexta posição – figuraram na lista da Urban Systems, empresa responsável por qualificar as cidades.

Para avaliar as cidades, oito critérios foram levados em consideração. Proporção entre ônibus e automóveis; idade média da frota dos meios de transporte públicos; quantidade de ônibus por habitante; variedade dos meios de transporte; extensão de ciclovias; rampas para cadeirantes (acessibilidade); número de voos semanais (conectividade com outras cidades); e transporte rodoviário.

A explicação para o surgimento dos dois municípios interioranos na lista é justamente a contemplação de vários destes critérios avaliados.

Juazeiro do Norte é conhecida por ser equidistante de várias capitais do Nordeste. A localização privilegiada, no entanto, seria subutilizada caso o município não tivesse bom equipamento aeroportuário. As melhorias, entretanto, estão por vir. Foi o que garantiu o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella Malta Lessa. Ainda este ano, o Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes passará por reforma. Serão mais de R$ 30 milhões investidos em duas etapas.

Liberado

A primeira delas, com obras previstas para serem iniciadas já no mês outubro, terá investimento de R$ 2,7 mi. Serão reforçadas as pistas de pouso e decolagem e as duas taxiways – faixas que permitem o taxiamento dos aviões. A partir de março, com o fim das obras, o aeroporto estará liberado para receber aeronaves de grande porte e, com todas essas melhorias, o PCN (Pavement Classification Number), que indica a resistência do pavimento, hoje classificado com PCN 32, passará para o PCN 46. Desta forma, a expectativa é que a quantidade de voos diários tenha considerável aumento já a partir do primeiro semestre do ano seguinte.

VLT do Cariri

Para além da baixa acessibilidade ao deficiente, cidades do Cariri começam a expandir as opções de locomoção. Na região, transitar entre um destino e outro não significa necessariamente a utilização de carro, ônibus ou taxi. As opções vão além. Em junho, voltou a funcionar, após quase sete meses de inatividade, o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) do Cariri, popularmente chamado de Metrô do Cariri. A operação havia sido suspensa em novembro passado para viabilizar a continuidade das obras da Avenida do Contorno, projeto executado pela Secretaria das Cidades, cujo objetivo é desafogar o trânsito da Avenida Padre Cícero, rodovia estadual que liga o Cariri à região Centro-Sul do Estado.

O Anel Viário, como também é chamado o projeto do Governo do Estado, cujo investimento é de R$ 17 milhões, conta com a construção de viadutos, vias em duas mãos, ciclovia, acostamento, canteiros central e, ao todo, terá mais de 14 km de extensão. A obra segue em fase de conclusão e deve ficar pronta até o fim deste ano. Outra obra que está prevista para ser entregue até dezembro próximo é a Ciclovia Cariri. Serão mais de 17km, que unirá as cidades de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha. O equipamento começou a ser construído no ano passado e terá investimento total de R$ 2,6 milhões.

Adequação

Em Juazeiro, de acordo com a Secretaria de Infraestrutura, o Município já dispõe de 4.631,52 metros de ciclofaixas e 27.696,33 metros de ciclovias em toda a cidade, o que corresponde a um total de 32,33 km destinados aos ciclistas. Já em Crato, segundo o secretario Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Territorial, Francisco de Brito Lima Junior, apesar de o Município ainda não dispor de ciclofaixas ou ciclovias, “já se tem análise de que é possível adequar boa parte das principais vias de acesso”. Conforme acrescenta, todas as novas principais vias já são planejadas com esse equipamento.

Leia também




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade




Facebook

Publicidade

Enquetes

VOCÊ É A FAVOR DO PORTE DE ARMAS PARA QUALQUER PESSOA?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2018 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados

IBDVAMA realiza curso sobre legislação ambiental neste sábado em Crato

IBDVAMA realiza curso sobre legislação ambiental neste sábado em Crato

IBDVAMA realiza curso sobre legislação ambiental neste sábado em Crato

Davi Salomão com reportagens de Ambrósio Santos
Foto: Jota Lopes/Caririceara

A unidade do Instituto Brasileiro do Direito a Vida dos Animais e Meio Ambiente (IBDVAMA), em Crato, estará realizou na amanhã a partir das 7 horas no Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEJA), um curso na área de legislação ambiental.

Um dos coordenadores do IBDVAMA, João Bosco, explica que a formação tem como objetivo capacitar tanto os agentes da entidade como também toda a sociedade…

©Todos direitos reservados a Caririceara.com. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível de ação judicial com base na Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998 dos Direitos Autorais.

Leia também




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade




Facebook

Publicidade

Enquetes

VOCÊ É A FAVOR DO PORTE DE ARMAS PARA QUALQUER PESSOA?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2018 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados

Degradação da Caatinga avança no Estado

Degradação da Caatinga avança no Estado

Degradação da Caatinga avança no Estado

Conteúdo do Diário do Nordeste – Foto:Alex Pimentel

O Dia Nacional da Caatinga é 20 de agosto; todavia, para os ambientalistas, não há motivo para comemoração no próximo domingo. Pesquisadores já catalogaram mais de 1.700 espécies vegetais deste bioma, das quais muitas são arbóreas de grande porte, como a Barriguda, Baraúna e a Aroeira. No entanto há uma perspectiva de ainda serem descobertas mais de mil espécies, pois ainda há pouco estudo e conhecimento.

Conforme membros do Movimento Pró-Árvore, um coletivo multidisciplinar lançado em setembro de 2011 na capital cearense, corremos o risco de perder aquilo que nem conhecemos, já que mais de 50 % do território do Semiárido está em franco processo de desertificação e os outros 50 % estão no mesmo caminho. Menos de 1% da área é protegida por áreas de preservação permanente. Nos períodos chuvosos, espécies de plantas herbáceas se abrem em flor, dentre as quais a malva, a malícia e a flor de tijirana. Juntas, representam um tesouro natural, ameaçado pela ação do homem.

Conscientização e conhecimento. Essas são as principais ferramentas utilizadas pelos técnicos do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) no Ceará no combate à degradação desse bioma. Embora desde outubro de 2011 a proteção das paisagens naturais notáveis, a proteção do meio ambiente, o combate à poluição em qualquer de suas formas e a preservação das florestas, da fauna e da flora tenham passado à responsabilidade de estados e municípios, os demais agentes públicos e da sociedade civil organizada também precisam agir.

Conforme dados do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), o Sertão Central abrange uma área de 15,6 mil km², composta pelas cidades de Banabuiú, Choró, Deputado Irapuan Pinheiro, Ibaretama, Milhã, Mombaça, Pedra Branca, Piquet Carneiro, Quixadá, Quixeramobim, Senador Pompeu e Solonópole. A população total dos 12 municípios é de 362.091 habitantes, dos quais 158.415 vivem na área rural, o que corresponde a 43,75% do total. É nela que estão as maiores áreas de degradação, explica o Ibama.

Para eles, a área e o número de municípios sob risco no Ceará é bem maior. Outros 12 foram incluídos no plano de formação de gestão ambiental pública.

Durante três dias (7, 8 e 9 de agosto), técnicos do Núcleo de Educação Ambiental e do Núcleo de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (PrevFogo) realizaram em Quixeramobim o curso “Introdução à gestão ambiental pública”. O evento era dirigido aos secretários municipais do Meio Ambiente; todavia, da relação de convidados, apenas o titular da pasta de Boa Viagem, Aislan Melo Cavalcante, participou da capacitação. O restante enviou coordenadores e técnicos da área ambiental, explicou o técnico do Ibama Douglas Damaso dos Santos. “Uma demonstração do desinteresse e da preocupação dos gestores públicos com o seu próprio habitat”, acrescentou.

Dentre outros, objetivo do evento é disseminar entre os representantes dos municípios da região conhecimentos para a gestão participativa dos recursos ambientais. Alternativas de enfrentamento dos problemas e conflitos socioambientais também atraíram o interesse do grupo, formado ainda por líderes comunitários. Os municípios priorizados foram Banabuiú, Boa Viagem, Canindé, Choró, Madalena, Pedra Branca, Quixadá, Quixeramobim e Santa Quitéria, onde o NEA e o PrevFogo desenvolvem trabalhos educativos com comunidades de agricultores com vistas à construção de alternativa ao uso do fogo.

Queimadas

Além dos incêndios acidentais, as queimadas realizadas para o cultivo de culturas de subsistência e até a produção de carvão, associadas à exploração vegetal descontrolada, são consideradas as principais causas do empobrecimento do solo e da extinção da mata nativa, ressaltou o analista ambiental do Ibama José Maria Barbosa da Silva.

Associados a todos esses problemas, segundo o Ministério do Meio Ambiente (MMA), a área desmatada da Caatinga chega a 46%. No Ceará, conforme a Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), 80 mil hectares de áreas estão em processo de desertificação. As mais afetadas foram identificadas na macrorregião de Sobral, em Irauçuba, na Ibiapaba e Sertão de Inhamuns.

A Semace traçou a estratégia de recuperar 20 mil hectares por ano. A alternativa para o controle está na criação de mais unidades de conservação federais e estaduais nesse bioma. Também é preciso encontrar alternativas para o uso sustentável da sua biodiversidade, acrescenta o órgão estadual.

Fique por dentro
Carnaúba é árvore símbolo do Ceará

No dia 30 de março de 2004, através de decreto estadual, o ex-governador Lúcio Alcântara institui a Carnaúba, cujo nome científico é Copernicia prunifera, como a árvore símbolo do Ceará. O decreto estabeleceu ainda que o corte dessa árvore fica condicionado à autorização dos órgãos e entidades estaduais competentes. Pelos ambientalistas ficou conhecida como “árvore da vida”, por uma série de utilidades para o homem.

As raízes da carnaubeira têm uso medicinal como eficiente diurético e antivenéreo; os frutos são um rico nutriente para a ração animal; o tronco é madeira de qualidade para construções; as palhas servem para a produção artesanal, adubação do solo e extração de cera, um insumo valioso utilizado na composição de diversos produtos industriais.

Enquete
Como reverter a degradação?

“Quando a gente não conhece sequer as árvores ao nosso redor é porque realmente algo muito grave está ocorrendo. Assim, como ocorre com as pessoas, precisamos saber quem elas são para poder salvá-las”

Maria das Graças Ribeiro. Agricultora

“A conscientização é com certeza o primeiro passo para evitar a extinção da nossa Caatinga. Mesmo assim estamos devastando praticamente tudo. Mas a falta de fiscalização acelera esse processo de destruição”

Rafael Ancelmo Marques. Coord. Da Sec. De Meio Ambiente de Mombaça

“Há falta de vontade política para reverter esse quadro que está se tornando cada vez mais crítico e devastador no nosso Estado. Os cidadãos também têm essa responsabilidade e não apenas os órgãos oficiais”

Leia também




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade




Facebook

Publicidade

Enquetes

VOCÊ É A FAVOR DO PORTE DE ARMAS PARA QUALQUER PESSOA?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2018 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados

Prazo para pagamento de Licenciamento anual de veículos com placa de final 6 chegou ao fim nesta quinta-feira

Prazo para pagamento de Licenciamento anual de veículos com placa de final 6 chegou ao fim nesta quinta-feira

Prazo para pagamento de Licenciamento anual de veículos com placa de final 6 chegou ao fim nesta quinta-feira

DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Davi Salomão com reportagens de Ambrósio Santos
Foto: Jota Lopes/Caririceara

Terminou nesta quinta-feira (11) o prazo para o pagamento do licenciamento anual dos veículos com placa de final 6. Os proprietários dos veículos que não receberam o boleto, podem obtê-lo acessando o site do Detran ou se dirigir até uma unidade do órgão.

O assessor de comunicação do Demutran do Crato, Edilson Marques destaca qual a punição para aqueles que não efetuarem o pagamento do licenciamento…


Edilson ainda ressalta sobre como estão os trabalhos do órgão no combate a atividade de mototaxista pirata. Apesar de existir fiscalização, ainda é comum serem encontrados vários deles circulando pela cidade. Segundo Edilson, um dos problemas que fazem com que a fiscalização não seja mais intensa está no baixo número de agentes de trânsito…

©Todos direitos reservados a Caririceara.com. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível de ação judicial com base na Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998 dos Direitos Autorais.

Leia também




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade




Facebook

Publicidade

Enquetes

VOCÊ É A FAVOR DO PORTE DE ARMAS PARA QUALQUER PESSOA?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2018 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados

Policia prende quadrilha que aterrorizava a cidade de Icó

Policia prende quadrilha que aterrorizava a cidade de Icó

Policia prende quadrilha que aterrorizava a cidade de Icó

Após intensa troca de tiros, polícia militar prendeu o elemento Francisco Vieira Pastor – o Cabeludo e mais quatro homens, todos de alta periculosidade, no bairro São Vicente de Paula em Icó, na última sexta-feira, 11.

Cabeludo, acusado de homicídios e de ser traficante de drogas no município icoense, estava bancando o terror naquela cidade.

Vários homicídios ocorreram nos últimos dias em Icó. Todos por guerra pelo domínio do tráfico.

VELÓRIO

Na hora da prisão, estava ocorrendo o velório do pai de Cabeludo, o comerciante Róseo Pastor, morto naquele dia com vários tiros de pistola .40

A polícia recebeu a informação que Cabeludo e comparsas estavam fortemente armados em casa ao lado do velório. Em diligência, conseguiu prender todos, com muitas armas e munições.

Pela manhã a polícia já tinha trocado tiros com Bismark Pastor, filho de Cabeludo, acusado de vários crimes.

“Foi um terror. O dia todo de tiroteio entre a polícia e bandidos em nosso bairro”, disse uma moradora que não quis se identificar.

Segundo o delegado Marcos Sandro, os comparsas de Cabeludo não são do Icó.

“Devem ter sido contratados para cometerem crimes em série em Icó, principalmente vingança”, disse o delegado.

Recentemente, além do pai de Cabeludo, foi morto a tiros no conjunto Gama, um outro irmão do traficante. Cabeludo é acusado de um rosário de crimes em Icó.

Com informações de Rafael Lira – Blog iconarede

Leia também




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade




Facebook

Publicidade

Enquetes

VOCÊ É A FAVOR DO PORTE DE ARMAS PARA QUALQUER PESSOA?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2018 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados

Liderança FM 91,9 investe no radiojornalismo

Liderança FM 91,9 investe no radiojornalismo

Liderança FM 91,9 investe no radiojornalismo

Grande Jornal Liderança FM 91,9 vai ao ar de segunda a sexta, às seis da manhã, priorizando o regional.

A Agência Caririceara dá mais um passo para se consolidar no campo jornalístico caririense. Além do site www.caririceara.com, um dos mais acessados da Biorregião do Araripe, desfrutando, portanto, de credibilidade perante os internautas, e do noticioso Mesa de Redação, a nossa empresa coloca mais um produto no mercado: o Grande Jornal Liderança FM 91,9.

O programa seguirá os moldes do Mesa de Redação veiculado de segunda à sexta às 18 horas na 105,9 FM São Francisco do Crato. O noticiário irá ao ar em breve às 6 horas pela frequência 91,9 – Rádio Liderança.

Com a isenção de profissionais como Lucion Oliveira, Jota Lopes, Ambrósio Santos, Francildo Gonçalves, e Davi Salomão, a Agência Caririceara assume com o Cariri o compromisso da prática do bom jornalismo que retrate com fidelidade, precisão, rapidez e qualidade os acontecimentos de interesse social.

Segundo o diretor presidente, radialista e publicitário Jota Lopes, o programa é resultado de um esforço de pessoas com experiência na área da comunicação mesclado com jovens profissionais. “Seremos uma voz firme na luta pela implantação de políticas públicas capazes de mudar a realidade da região metropolitana do Cariri”, finaliza.

Leia também




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade




Facebook

Publicidade

Enquetes

VOCÊ É A FAVOR DO PORTE DE ARMAS PARA QUALQUER PESSOA?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2018 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados

Jornalista Francisco José lança neste sábado o livro 40 anos no Ar, no Salão de Atos da URCA

Jornalista Francisco José lança neste sábado o livro 40 anos no Ar, no Salão de Atos da URCA

Jornalista Francisco José lança neste sábado o livro 40 anos no Ar, no Salão de Atos da URCA

O Jornalista Francisco José irá lançar, neste sábado, às 19h30, no Salão de Atos da Universidade Regional do Cariri (URCA), o livro 40 Anos no Ar, A Jornada de um Repórter pelos Cinco Continentes.

Com uma sessão de autógrafos, o jornalista cratense, Repórter da Rede Globo de Televisão, abre esse momento para profissionais e amigos, além do público em geral, para falar um pouco sobre a sua trajetória e da sua forte ligação com o Cariri.

Como repórter de atuação nacional e internacional, Francisco José se destaca como um dos grandes divulgadores das potencialidades do Cariri, abordando temas relevantes da região, a exemplo da riqueza fossilífera e do Geopark Araripe, propiciando a valorização dos recursos naturais e da cultura local.

Universidade Regional do Cariri (URCA)

Núcleo de Comunicação

Telefones: (88) 3102-1213 – 9 – 8812.5525 ramal 2617

Twitter: @URCA_noticias

Facebook: facebook.com/urca30anos

www.urca.br – Crato, AGOSTO DE 2017.

Leia também




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade




Facebook

Publicidade

Enquetes

VOCÊ É A FAVOR DO PORTE DE ARMAS PARA QUALQUER PESSOA?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2018 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados