Com gol de Dourado, Flamengo derrota o Botafogo e vai à final da Taça Guanabara

Com gol de Dourado, Flamengo derrota o Botafogo e vai à final da Taça Guanabara

Com gol de Dourado, Flamengo derrota o Botafogo e vai à final da Taça Guanabara

A ceifada, a tradicional comemoração de Henrique Dourado Foto: Marcelo Theobald / O Globo

Extra online

O Flamengo será o adversário do Boavista no dia 18, na final da Taça Guanabara, pelo primeiro turno do Campeonato Estadual do Rio. Enquanto time de Saquarema eliminou o Bangu, quinta-feira, no empate em 2 a 2, o rubro-negro foi superior e venceu, neste sábado, o Botafogo por 3 a 1, em Volta Redonda. Estreante pelo time da Gávea, Henrique Dourado marcou o segundo gol. Vinícius Jr., autor do terceiro gol, comemorou provocando o time rival, o que gerou revolta no alvinegro.

– Dedico esse gol ao meu filho, Vinícius, que fez seis anos na sexta-feira – contou o Ceifador.

A etapa inicial foi de amplo domínio do Flamengo. Até o gol de Everton, aos 35, de cabeça, o time de Paulo César Carpegiani criara outras boas chances, como uma cobrança de falta de Lucas Paquetá no travessão de Jefferson. Do outro lado, o goleiro Cesar não fez qualquer defesa nos primeiros 45 minutos.

O Flamengo ampliou o placar logo aos 3 da etapa final: Diego cruzou, Paquetá desviou, e Dourado não perdoou. Seu primeiro gol pelo novo clube foi de perna direita. E não faltou a tradicional ceifada na comemoração.

A equipe rubro-negra tirou o pé do acelerador após o segundo gol. E Kieza, que entrara aos 19 minutos, no lugar de um apagado Brenner, diminuiu aos 23, ao invadir a área, ganhar de Réver na corrida, e chutar no canto, entre César e a trave direita. Foi o primeiro gol sofrido pelo rubro-negro no ano, e a primeira vez que o atacante marcou pelo alvinegro. Mas o Botafogo não teve mais forças para ir além disso e ainda viu Vinicius Júnior fazer um no fim. O jovem atacante bateu da entrada da área, no ângulo esquerdo de Jefferson.

Na comemoração, Vinícius Jr. fez uma provocação ao time adversário, ao comemorar fazendo gesto de choro.

– O gol não foi para provocar ninguém, só pra comemorar com a minha torcida – minimizou o atacante rubro-negro.

Leia também




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade




Facebook

Publicidade

Enquetes

VOCÊ É A FAVOR DO PORTE DE ARMAS PARA QUALQUER PESSOA?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2018 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados

Multidão protesta na Itália contra fascismo e racismo

Multidão protesta na Itália contra fascismo e racismo

Multidão protesta na Itália contra fascismo e racismo

Cortejo ocorre em Macerata, onde jovem atirou em negros

Agência ANSA

A cidade de Macerata, na Itália, foi palco de um cortejo antifascista e antinazista neste sábado (10), em solidariedade às três pessoas feridas pelo jovem Luca Traini há uma semana. Com apenas 41 mil habitantes, o município localizado na região de Marche, no centro do país, reuniu uma multidão de vários cantos da Itália. Para evitar confrontos, as autoridades blindaram toda a cidade, reforçando os esquemas de segurança, além de suspenderem aulas e interromperem os serviços de transporte público. O prefeito de Macerata, Romano Carancini, autorizou a manifestação e demosntrou apoio, mas disse acreditar que “não era o momento certo”, já que o clima de tensão está elevado na cidade desde o tiroteio. “Com o coração, estarei nas ruas hoje. Mas, por coerência, reconheço que a cidade precisa respirar”, comentou. No último dia 3 de fevereiro, o jovem italiano Luca Traini disparou aleatoriamente contra imigrantes negros em Macerata.

Ele justificou o ato como uma vingança pelo assassinato da também jovem Pamela Mastropietro, que foi encontrada morta e desmembrada em malas. Os principais suspeitos do crime são nigerianos, o que inflamou os ânimos de Traini, que tem ligação com a extrema-direita italiana. As autoridades prenderam três suspeitos de envolvimento na morte de Pamela: Innocent Oseghale, Desmond Lucky e um outro jovem de 29 anos, detido na estação de Milão ontem.

O ministro do Interior da Itália, Marco Minniti, que é da legenda governista de centro-esquerda Partido Democrático (PD), fez apelos contra o fascismo e o nazismo. “Não tem nenhuma razão que possa justificar um ato criminal de um criminoso. O único ponto de conexão entre as vítimas era a cor da pele, o que faz toda essa história ser inaceitável”, disse. “O fascismo na Itália morreu para sempre e não deixou uma lembrança boa ao nosso povo”, completou. (ANSA)

Leia também




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade




Facebook

Publicidade

Enquetes

VOCÊ É A FAVOR DO PORTE DE ARMAS PARA QUALQUER PESSOA?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2018 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados

Barroso intima Segovia após críticas à investigação

Barroso intima Segovia após críticas à investigação

Barroso intima Segovia após críticas à investigação

Diretor-geral da PF teria minimizado provas contra Michel Temer e dito que condutor do inquérito pode ser punido

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, intimou o diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia, após as declarações dadas sobre a investigação contra o presidente Michel Temer à agência Reuters. Barroso, que é relator do inquérito sobre o caso no Supremo, quer que Segóvia explique por que afirmou que a tendência na PF é recomendar o arquivamento da investigação. Temer é suspeito de beneficiar a empresa Rodrimar em um decreto que renovou concessões no Porto de Santos.

Para Barroso, a conduta de Segovia na entrevista “é manifestamente imprópria e pode, em tese, caracterizar infração administrativa e até mesmo penal”. Ainda segundo o ministro, na entrevista o diretor da PF ameaçou o delegado responsável pelo caso, “que deve ter autonomia para desenvolver o seu trabalho com isenção e livre de pressões”.

Na intimação, Barroso afirma ainda que a investigação está em andamento, “razão pela qual não devem ser objeto de comentários públicos” e que, como relator do caso, ainda não recebeu relatório final” do delegado Cleyber Malta Lopes nem parecer da Procuradoria-Geral da República (PGR), que conduz a investigação. Barroso frisou ainda que Segóvia deverá se abster de novas manifestações sobre o caso.

Delegados criticam declarações de Segovia sobre investigação contra Temer

A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) divulgou nota reagindo às declarações de Segovia, que teria afirmado em entrevista à agência de notícias Reuters que não haveria provas de crime contra Michel Temer. Ainda segundo a Reuters, Segovia afirmou que, se a Presidência da República acionar formalmente a PF sobre do tom de perguntas feitas por escrito a Temer pelo presidente do inquérito, Cleyber Lopes, poderá ser aberto um procedimento administrativo disciplinar contra o delegado.

Na nota a associação afirma que “nenhum dirigente deve se manifestar sobre investigações em andamento”, e que “nenhum delegado pode ser alvo de apuração por fazer perguntas a um investigado, independentemente de quem seja ele ou do cargo que ocupe”. Ainda segundo a nota, a associação diz esperar que “o diretor-geral garanta, nas palavras e nos atos, os instrumentos necessários para que os delegados exerçam suas atribuições de forma técnica e republicana.”

Veja na íntegra a nota da associação:

Independentemente da posição que ocupe na instituição, nenhum dirigente deve se manifestar sobre investigações em andamento. Seja para fazer observações sobre os elementos colhidos ou para antever conclusões, que são de atribuição exclusiva da autoridade policial que preside o inquérito policial, quando do relatório final, conforme estabelece o artigo 10, § 1º do Código de Processo Penal, sob pena de violar prerrogativas dos delegados e fragilizar os resultados, quaisquer que sejam eles, dos trabalhos investigativos.

Toda representação dirigida à Polícia Federal deve ser analisada e, se admitida, apurada nos termos das leis e regulamentos. É prerrogativa do Delegado de Polícia ouvir testemunhas e investigados. Nenhum delegado pode ser alvo de apuração por fazer perguntas a um investigado, independentemente de quem seja ele ou do cargo que ocupe. É natural que interrogados se melindrem com alguns questionamentos da autoridade policial, porém cogitar qualquer tipo de punição seria forma de intimidação e mitigação da autonomia investigativa prevista no ordenamento jurídico.

Portanto, uma representação que verse sobre desconforto do Presidente da República em relação às perguntas que lhe foram encaminhadas deve ser liminarmente arquivada, por falta de justa causa, uma vez que no inquérito policial não vigem relações hierárquicas de qualquer natureza.

A ADPF espera que o diretor-geral garanta, nas palavras e nos atos, os instrumentos necessários para que os delegados exerçam suas atribuições de forma técnica e republicana, sem temor por reações do poder político e econômico e declare publicamente o compromisso com a aprovação da PEC 412, que prevê a inclusão da autonomia da Polícia Federal na Constituição Federal e dormita no Congresso Nacional desde o ano de 2009.

Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF)

Leia também




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade




Facebook

Publicidade

Enquetes

VOCÊ É A FAVOR DO PORTE DE ARMAS PARA QUALQUER PESSOA?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2018 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados

Dupla é conduzida a 19ª DRPC do Crato ao ser flagrada de posse de maconha no centro da cidade.

Dupla é conduzida a 19ª DRPC do Crato ao ser flagrada de posse de maconha no centro da cidade.

Dupla é conduzida  a 19ª DRPC do Crato ao ser flagrada de posse de maconha no centro da cidade.

DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Redação – Fotos: Vc repórter/WhatsApp

Ricardo Verediano Pereira do Nascimento, 29 anos, residente na rua Raimundo Bezerra de Farias, 125, bairro Pinto Madeira e Fernando Luiz de Souza Ribeiro Teles, 23 anos que reside no local da ocorrência, na rua Nelson Alencar, 256-A no centro do Crato foram conduzidos a Delegacia Regional de Polícia Civil local por volta das 17h40min desta sexta-feira (09), após serem flagrados por militares do RAIO de posse de duas balança de precisão, certa quantidade de maconha prensada, bem como uma certa quantia de dinheiro e embalagens plásticas para embalagem da droga.

Segundo o tenente Régis do policiamento do RAIO, a ação policial se deu após ao acusado de trafico de drogas, Fernando Luiz ter sido abordado pelos policiais na residência dele. Ainda de acordo com o oficial, diante do histórico do mesmo já ter sido preso por tráfico, foi solicitada a permissão para entrar no imóvel onde foi localizado Ricardo Verediano juntamente os produtos da apreensão. A dupla e o material apreendido foram apresentados ao delegado de plantão na 19° DRPC para realizar os procedimentos cabíveis.

Outra ocorrência
Várzea Alegre. Ontem por volta das 22h00min, no sítio Rosado de Dentro, o agente endemias Francisco Fiuza Sousa, 56 anos, teve tomado de assalto e queimada sua motocicleta Honda/CG 125 Fan KS, ano e modelo 2014, cor vermelha, placa PMC 5510. Ele dirigia seu veículo sentido zona rural centro da cidade por uma estrada carroçável quando se deparou com dois elementos que de posse de uma arma branca anunciaram assalto levando seiscentos reais em dinheiro, além da moto.

A vítima disse a policia, que após subtraírem seus pertences os acusados ordenaram que o mesmo andasse sem olhar para trás. Francisco ainda firmou, que ao se distanciar dos bandidos, pediu socorro a uma pessoa que estava passando de moto, e ao passar retornando ao local do assalto, viu sua moto queimando. A polícia militar diligenciou n tentativa de identificar e prender os criminosos, mas, contudo obter êxito. A vítima foi orientada a prestar queixa do crime na DP.

Leia também




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade




Facebook

Publicidade

Enquetes

VOCÊ É A FAVOR DO PORTE DE ARMAS PARA QUALQUER PESSOA?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2018 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados

Ex-presidiário é morto com seis tiros em Lavras da Mangabeira

Ex-presidiário é morto com seis tiros em Lavras da Mangabeira

DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Jota Lopes – Foto: Caririceara.com

O plantão policial em Lavras da Mangabeira registrou na madrugada deste sábado (10), um crime de morte por disparos de arma de fogo. O fato aconteceu por volta das 02h40min, na rua Raimundo Augusto, por trás da Igreja Matriz, precisamente em frente ao Mercadinho das Frutas, no bairro Centro.

A vítima trata-se do ex-presidiário Valdenizio Paulino de Souza, que era apelidado por “Joquinha”, 31 anos de idade, desocupado que residia atualmente no Sitio Cabaceiras, que fica a 07 km da sede do município. Segundo a perícia forense, nos exames preliminares realizados do local do ocorrido foi possível constatar que a vítima sofreu seis tiros, dois à altura do abdômen e quatro nas costas, sendo provavelmente a arma utilizada, um revólver.

A patrulha militar composta pelo sargento Ferreira, soldados Fernandes e Siqueira estive no local do homicídio, mas ninguém soube repassar qualquer informações que pudesse a colaborar para identificação e prisão do acusado ou acusados da ação criminosa. Os militares realizaram buscas em torno do fato, mas ninguém foi preso.

A polícia informou que Valdenizio Paulino de Souza já havido respondido inquéritos policiais por lesão corporal, furto e dentre outros delitos. Ele havia saído da cadeia pública de Lavras da Mangabeira há poucos dias.

Leia também




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade




Facebook

Publicidade

Enquetes

VOCÊ É A FAVOR DO PORTE DE ARMAS PARA QUALQUER PESSOA?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2018 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados