PM apreende mais de 05 quilos de maconha ao fechar bocas de fumo em Crato e Juazeiro

PM apreende mais de 05 quilos de maconha ao fechar bocas de fumo em Crato e Juazeiro

PM apreende mais de 05 quilos de maconha ao fechar bocas de fumo em Crato e Juazeiro

DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Redação – Fotos: Cariricear.com

A polícia militar apreendeu no cariri, mais de cinco quilos de maconha, e prendeu dois homens apontados como responsáveis pela droga. A maior apreensão aconteceu na cidade do Crato por volta das 11 horas deste domingo (08), na Rua Marcos Marcílio, 152, bairro Seminário.

A ação policial ocorreu após a CIOPS Crato ter recebido denuncias anônimas de que na residência do jovem, Jose Walmir de Sousa Pereira, 18 anos funcionava um ponto de vendas drogas. O policiamento do Batalhão de Divisas juntamente com militares do serviço Reservado da 5°Cia/2ºBPM coordenados pelo Major Lucivando Rodrigues foram acionados para averiguar a denúncia. Os policiais ao chegarem ao endereço indicado, abordaram o denunciado que indagado a cerca do comércio de droga, o mesmo negou.

Os PMs ao fazerem a busca no interior da casa,  encontraram em cima da cama diversos tabletes de maconha, pesando 5 quilos. O ilícito foi apreendido e junto com Jose Walmir apresentado ao delegado Denis Leonardo Ferraz da Silva na 19ª DRPC.

Em Juazeiro do Norte por volta das 19h00 do sábado, policiais do Raio receberam uma denúncia anônima de que na rua 19 de novembro, 63, Bairro Franciscanos, um indivíduo conhecido por “Jamanta” estaria comercializando drogas ilícitas. A equipe Raio 07 com o apoio da raio 05 diligenciou e ao chegar no endereço supracitado, conseguiu abordar, na calçada o morador do imóvel, Gilberlan Alves dos Santos, vulgo “Jamanta”, 31 anos.

Após autorização do suspeito os militares realizaram buscas na residência vindo a localizarem 50 papelotes de maconha em sacos plásticos, 89,00 reais em moeda nacional e várias embalagens plásticas para acondicionamento de drogas.

Diante do exposto, foi dado voz de prisão a “Jamanta”, que juntamente do material apreendido, foi conduzido à delegacia de Polícia Civil em Juazeiro do Norte e apresentado ao delegado de plantão Victor Timbó, para os procedimentos cabíveis. Após consulta criminal via Ciops, foi evidenciado que o conduzido responde a dois crimes de furto.

Leia também




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade




Facebook

Publicidade

Enquetes

VOCÊ É A FAVOR DO PORTE DE ARMAS PARA QUALQUER PESSOA?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2018 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados

Dois jovens foram executados a bala em Juazeiro neste final de semana, subindo para 22 número de homicídios em 2018 no município

Dois jovens foram executados a bala em Juazeiro neste final de semana, subindo para 22 número de homicídios em 2018 no município

Dois jovens foram executados a bala em Juazeiro neste final de semana, subindo para 22  número de homicídios em 2018 no município

DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Redação – Fotos: Redes Sociais

Com o registro de dois homicídios ocorridos neste final de semana, subiu para 22 o número de pessoas assassinadas em Juazeiro do Norte neste ano, sendo seis somente no mês de abril. Na sexta-feira (06), o servente Cícero Danilo Batista da Silva, de 24 anos, que residia rua Dr. Francisco Monteiro, no bairro Triângulo foi morto a tiros por volta das 14 horas. Ele trafegava em sua motocicleta Shineray XY150 de cor preta e placa ORR-6529 pela rua Construtor José Sabino no bairro São José quando no cruzamento com a rua Maria Tavares, morreu ao ser baleado por dois desconhecidos ocupantes de outra motocicleta que após o ato criminoso se evadiram tomando destino ignorado.

No sábado por volta das 09h22min, Leonardo Caetano Ferreira, que era apelidado por “Bolacha” de 22 anos, e residia na rua Farias Brito bairro João Cabral, veio óbito ao ser alvejado com pelo menos (09)nove disparos de arma de fogo, a maioria na cabeça. O homicídio aconteceu no cruzamento da Avenida Padre Cicero com a rua Zeferino dos Santos, no bairro São José.

Segundo informações de populares repassadas a policia, os autores do crime teriam sido dois indivíduos em uma motocicleta de cor preta, um deles de camisa branca e outro de camisa escura, que após o crime fugiram tomando rumo ignorado. A CIOPS Juazeiro informou em seu boletim enviado a imprensa, que verificado junto ao sistema SIP-Consulta Integrada, consta que a vítima respondia inquéritos policiais por trafico ilícito de drogas, contravenção penal e posse irregular de arma de fogo de uso permitido.

Nos dois casos, apesar das diligências realizadas pela polícia, nenhum dos acusados foi preso. Os corpos de Cícero Danilo e Leonardo Caetano foram encaminhados ao Núcleo de Ciências Forense Regional do Cariri para serem necropsiados.

Leia também




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade




Facebook

Publicidade

Enquetes

VOCÊ É A FAVOR DO PORTE DE ARMAS PARA QUALQUER PESSOA?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2018 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados

Ceará volta a vencer o Fortaleza no Castelão e se torna bicampeão Cearense

Ceará volta a vencer o Fortaleza no Castelão e se torna bicampeão Cearense

Ceará volta a vencer o Fortaleza no Castelão e se torna bicampeão Cearense

Foto: Brenno Rebouças / O POVO

O Ceará voltou a vencer o Fortaleza no Castelão, neste domingo, 8, e garantiu a conquista do Bi-Campeonato Cearense em cima do maior rival, no Castelão. Com gols de Pio e Felipe Azevedo, o Alvinegro bateu o Tricolor e ficou com o título do Estadual. Leão marcou com Adalberto.

Depois de triunfar por 2 a 1 na 1ª partida da final, o Ceará poderia até empatar para conquistar o torneio. Apesar de ter a vantagem, o técnico Marcelo Chamusca colocou a equipe para jogar para frente. Do outro lado, o Fortaleza de Rogério Ceni, que lutava por uma vitória para se tornar campeão, entrou em campo com o esquema 3-5-2, com a proposta de explorar os erros do rival.

Em um duelo equilibrado, os dois times paravam o jogo com faltas e demoravam para criar chances claras. O primeiro gol do confronto saiu após Adalberto cometer falta em Arthur. Ricardinho bateu na barreira e a bola sobrou para Pio, na entrada da área, chutar com força no ângulo do goleiro Matheus Inácio.

O Fortaleza teve a chance de empatar aos 37 minutos da etapa inicial após Osvaldo sofrer pênalti de Pio. Bruno Melo cobrou pra fora. O Leão voltava a balançar as redes em uma jogada na sequência, com o mesmo Bruno Melo, mas o árbitro do jogo apitou, corretamente, impedimento.

Para o 2° tempo, Ceni voltou com Alan Mineiro no lugar de Pablo e Jean Patrick substituindo Ligger, que deixou o campo lesionado após choque de cabeça com Valdo em uma disputa aérea. As substituições surtiram efeito, sendo o Tricolor quem buscava as principais jogadas ofensivas. O Ceará se postava atrás da linha do meio de campo para sair no contra-ataque.

O duelo seguiu bastante travado, com o Fortaleza mais perto de empatar do que o Ceará ampliar. Entretanto, a aparente maior posse de bola do Leão não foi eficaz. O Vovô, aos 38 minutos do 2° tempo, em um contragolpe rápido chegou ao segundo gol com Felipe Azevedo.

O Tricolor do Pici ainda marcou aos 45 minutos com Adalberto, mas já era tarde para uma reação maior. Aos 52, o árbitro apitou o fim da partida, assegurando o Bi-Campeonato do Ceará.

O JOGO

Fortaleza e Ceará fizeram um 1° tempo equilibrado e movimentado, com eventos dentro e fora das quatro linhas. Destaques para o gol de Pio; o pênalti perdido por Bruno Melo; o mal-estar do técnico Marcelo Chamusca, que deixou a área técnica para ser atendido nos vestiários; e o choque entre Valdo e Ligger, que tirou o zagueiro tricolor do jogo.

O duelo no gramado foi marcado por muitas faltas, desde o início da partida. O Fortaleza terminou o 1º tempo como a equipe que mais cometeu faltas: 13. Já o Alvinegro cometeu seis.

A iniciativa do confronto foi do Fortaleza, que abriu as finalizações aos 4 minutos, com Derley, em um chute de longe pra fora. A resposta do Ceará veio aos 11 minutos com Felipe Azevedo, que chutou colocado e viu Matheus Inácio defender.

No toma lá dá cá que se desenhava em campo, o Leão ficou perto de marcar aos 15 minutos. Osvaldo, na ponta esquerda, cruzou e Gustavo, livre, cabeceou para Everson segurar com propriedade.

Após a jogada de perigo do time comandado por Rogério Ceni, o Ceará armou um rápido contra-ataque com Arthur, que foi pra cima de dois marcadores, sofrendo a falta de Adalberto. Na cobrança de falta, Ricardinho bateu, a bola desviou na barreira e sobrou para Pio arrematar de primeira e marcar um golaço.

Mesmo com o gol, o confronto seguiu equilibrado. Aos 33 minutos, Osvaldo cruzou na área e Pablo cabeceou para o gol, mas Everson defendeu. Quatro minutos depois, Pio derrubou Osvaldo dentro da área: pênalti. Bruno Melo bateu pra fora.

Antes do término do confronto, Fortaleza ainda balançou as redes do Ceará com Bruno Melo, mas árbitro marcou corretamente o impedimento na jogada. Aos 45 minutos, Ligger levou a pior na disputa de bola com Valdo. Jogador foi atendido em campo e retirado em uma ambulância. Por conta da paralisação, duelo terminou aos 59 minutos.

No 2° tempo, Ceni apostou em Alan Mineiro e Jean Patrick, que substituíram Pablo e Ligger. Na parte final do jogo, o comandante tricolor ainda lançou Edinho. Do lado do Ceará, Chamusca alterou a equipe com Rafael Pereira, Roberto e Rafael Carioca, nos lugares de Valdo, Wescley e Felipe Azevedo ao longo do confronto.
O embate seguiu travado com muitas faltas, mas com o Tricolor tendo a maior posse de bola. Mesmo assim foi o Ceará que conseguiu criar a primeira chance de gol na etapa final, após jogada envolvendo Romário, Arthur e Wescley.

Aos 20 minutos, a resposta do Leão veio com Gustavo de cabeça. Dois minutos depois, Alan Mineiro cobrou falta com perigo e Everson se esticou para defender.

O Alvinegro voltou a criar uma chance aos 29 minutos com Arthur em jogada individual. Quase dez minutos depois, Felipe Azevedo ampliou a vantagem para o Ceará. O Tricolor ainda diminuiu aos 45 minutos, dando números finais à peleja.

Ficha técnica

Fortaleza 1 x 2 Ceará
Castelão – 16 horas

Fortaleza
Matheus Inácio; Adalberto, Diego Jussani e Ligger (Jean Patrick); Tinga (Edinho), Pablo (Alan Mineiro), Derley e Bruno Melo; Felipe, Gustavo e Osvaldo. Técnico: Rogério Ceni

Ceará
Éverson; Pio, Valdo (Rafael Pereira), Luiz Otávio e Romário; Juninho e Raul; Wescley (Roberto), Ricardinho e Felipe Azevedo (Rafael Carioca); Arthur Cabral . Técnico: Marcelo Chamusca

Cartões amarelos: Adalberto, Felipe, Jussani e Derley (FOR); Arthur, Pio, Rafael Pereira e Felipe Azevedo (CEA)

Público pagante: 39.920

Não pagante: 1.000

Renda: R$ 990.904,00

 

O POVO

Leia também




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade




Facebook

Publicidade

Enquetes

VOCÊ É A FAVOR DO PORTE DE ARMAS PARA QUALQUER PESSOA?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2018 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados

Botafogo faz aos 50, leva nos pênaltis e faz história

Botafogo faz aos 50, leva nos pênaltis e faz história

Botafogo faz aos 50, leva nos pênaltis e faz história
LANCE! Foto: Armando Paiva / Raw image

É difícil elaborar roteiros impecáveis. Talvez, para o torcedor botafoguense, o que mais valha antes da glória seja luta e, como não, alguns obstáculos. Depois de um gol aos 50 minutos de Carli, o Botafogo teve a oportunidade de ir aos pênaltis e encerrar uma história memorável. Depois de 1 a 0 no tempo normal, triunfo nos pênaltis por 4 a 3 e ficar com o 21º título de sua história.

O dono das ações

O Vasco não se apegou a vantagem e, até a expulsão de Fabrício, tinha o domínio das ações e ditava o ritmo sem muito esforço. Além disso, chegou com perigo em duas ocasiões. Na primeira, após vacilo de Gatito, Riascos não teve reflexo para conferir. Depois, em bola alçada pela esquerda, Pikachu completou de chapa; sem sucesso.

Pra que isso?

Como o Botafogo encontrava dificuldades para ter espaços no meio, a impressão que dava era que só um contratempo poderia tirar o sossego dos vascaínos na primeira etapa. E ele veio. Na casa dos 30 minutos, Fabrício foi expulso após uma entrada violentíssima em Luiz Fernando, que, inclusive, deixou o campo pouco depois. Pouco antes do intervalo, o Glorioso cresceu e viu Pimpão desperdiçar a melhor chance até então.

Vai levar para casa?

Com superioridade numérica mas em desvantagem no placar, Valentim optou por queimar as substituições e voltar para o segundo tempo com Kieza e Gilson – este no lugar de Moisés, que sentiu. A pressão inicial resultou em um pênalti não marcado em cima de Carli, em que Rafael Galhardo puxou-lhe a camisa. O árbitro, Wagner do Nascimento Magalhães, não deu. E mais: no rebote, Pimpão arrematou e obrigou a Martín a trabalhar.

E no último lance…

Martín também salvou outra, em seguida. Na frente, o Vasco parecia seguro e que não seria vazado de forma alguma, ainda mais quando Valencia apelou depois de troca de passes e foi expulso no penúltimo minuto. Mas ainda faltava o último… Na bola derradeira, Carli surgiu em bate-rebate e guardou, isso aos 50 e fazendo o Cruz-Maltino provar do próprio veneno: pênaltis.

Gatito pega duas e dá Fogão!

Na cobrança de pênaltis, o Botafogo foi mais preciso e mandou para o espaço a angústia do torcedor, que pôde gritar o título aliviado e de forma heroica. Pimpão parou nas mãos de Martín Silva do lado do Bota, mas Gatito pegou as cobranças de Werley e Henrique.

VASCO 0(3) X (4)1 BOTAFOGO

Local:
Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data/Hora: 8/4/2018, às 16h

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães

Auxiliares: Rodrigo Henrique Corrêa e Thiago Henrique Neto Corrêa

Público/Renda: 64.208 presentes / 58.135 pagantes / R$ 2.219.230

Gols: Joel Carli (49’/2ºT) (0-1)

Cartões amarelos: Paulão, Desábato, Werley (VAS), Marcelo, Pimpão, Leonardo Valencia (BOT)

Cartões vermelhos: Fabrício (VAS) e Valencia (BOT)

VASCO: Martín Silva; Rafael Galhardo (Werley – 15’2ºT), Paulão, Erazo, Fabrício; Desábato, Evander (Andrés Ríos – 13’/2ºT), Wagner; Henrique, Yago Pikachu e Riascos (Ricardo – 38’/2ºT). Técnico: Zé Ricardo.

BOTAFOGO: Gatito; Marcinho, Joel Carli, Igor Rabello, Moisés (Gilson – INTERVALO); Matheus Fernandes, Marcelo (Kieza – INTERVALO), Renatinho; Valencia, Luiz Fernando (Rodrigo Pimpão – 42’/1ºT) e Brenner. Técnico: Alberto Valentim.

Leia também




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade




Facebook

Publicidade

Enquetes

VOCÊ É A FAVOR DO PORTE DE ARMAS PARA QUALQUER PESSOA?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2018 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados

Dudu e Lucas Lima param em Cássio e Corinthians é bicampeão nos pênaltis

Dudu e Lucas Lima param em Cássio e Corinthians é bicampeão nos pênaltis

Dudu e Lucas Lima param em Cássio e Corinthians é bicampeão nos pênaltis

© Getty / Miguel Schincariol Dudu e Lucas Lima param em Cássio e Corinthians é bicampeão nos pênaltis

oGol

O título do Campeonato Paulista segue nas mãos do Corinthians. Ou melhor, nas mãos de Cássio. Depois de vencer o Palmeiras por 1 a 0, mesmo placar da derrota na ida, o time de Fábio Carille contou com duas defesas do goleiro nos pênaltis para conquistar o bicampeonato.

Cássio parou nada mais nada menos que Dudu e Lucas Lima, dois dos principais nomes do rival alviverde. Isso depois de suportar praticamente 90 minutos de domínio palmeirense. O Corinthians fez a festa graças ao goleiro.
Corinthians surpreende no início

A vantagem alviverde conquistada na Arena Corinthians caiu por terra no primeiro ataque. Matheus Vital fez grande jogada pela ponta esquerda e rolou para trás. Rodriguinho aproveitou o espaço para finalizar, a bola desviou em Victor Luís no caminho e deixou Jaílson sem reação.

O Palmeiras sentiu um pouco o golpe, mas por centímetros não chegou ao empate com cinco minutos. Willian completou para o gol depois de cruzamento para a área, com desvio de Thiago Martins no caminho, mas o atacante estava ligeiramente à frente da defesa, em posição de impedimento, bem assinalada pela arbitragem.

O jogo continuou muito movimentado, mas praticamente com apenas um time buscando o ataque. O Palmeiras pressionou até o intervalo, embora com poucos chutes perigosos e abusando de bolas alçadas na área. Marcos Rocha, em grande passe de Dudu, foi quem teve a melhor oportunidade, em finalização defendida por Cássio.
Corinthians leva taça nos pênaltis

O Palmeiras voltou para o segundo tempo com Keno no lugar de Willian, uma substituição que não resolveu o problema principal da equipe na partida: a falta de finalizações. Keno até fez boas jogadas pelas pontas, mas não conseguiu tornar o time mais objetivo.

Do outro lado, Carille percebeu o seu time acuado em campo e tentou mudar com a entrada de Emerson Sheik na vaga de Jadson, visivelmente fora de ritmo de jogo. Com o Corinthians muito recuado, o veterano pouco conseguiu tocar na bola.

A emoção do segundo tempo acabou por ficar por lance polêmico. Ralf derrubou Dudu na área, depois de leve toque na bola, o juiz não viu o desvio na bola e marcou pênalti. Começou ali o que seriam oito minutos de pressão sobre o juiz Marcelo Aparecido, que consultou toda sua equipe de arbitragem, talvez o “vídeo-árbitro informal”, e resolveu voltar atrás, para desespero dos palmeirenses.

O Corinthians, que jogou 88 minutos para defender o resultado, foi feliz e levou a decisão para os pênaltis. Antes disso, quase decidiu nos acréscimos em boa jogada de Sidcley, arrematando ao lado do gol.

Nas penalidades, brilhou Cássio. O goleiro pegou as batidas de Dudu e Lucas Lima, enquanto apenas Fagner desperdiçou para o Corinthians, agora bicampeão paulista.

Leia também




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade




Facebook

Publicidade

Enquetes

VOCÊ É A FAVOR DO PORTE DE ARMAS PARA QUALQUER PESSOA?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2018 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados

Câncer colorretal tem 90% de chance de cura se descoberto no início, diz médico

Câncer colorretal tem 90% de chance de cura se descoberto no início, diz médico

Câncer colorretal tem 90% de chance de cura se descoberto no início, diz médico

FOTO ILUSTRATIVA/INTERNET

O Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima cerca de 600 mil novos casos de câncer no Brasil este ano. Com exceção do câncer de pele não melanoma, os tipos de câncer mais frequentes serão os de próstata (68.220 casos novos), em homens, e de mama (59,7 mil), em mulheres. Menos divulgado, o câncer colorretal ou do intestino grosso vem em seguida com 36.360 novos casos em 2018, dos quais 17.380, em homens, e 18.980, em mulheres.

No Dia Mundial do Combate ao Câncer, lembrado hoje (8), a mensagem do chefe-substituto da Seção de Cirurgia Abdomino-Pélvica do Inca, Rodrigo Araújo, é que o câncer colorretal é uma doença facilmente curável quando descoberta no início. “Se diagnosticada nos estágios iniciais, a chance de cura da doença é de 90%”, disse.

O câncer de cólon e reto é o terceiro tipo de câncer mais frequente em homens e o segundo entre as mulheres no Brasil. De acordo com o Inca, no Brasil, em 2015, 8.163 homens e 8.533 mulheres morreram em decorrência do câncer de cólon e reto.

Segundo o Inca, a maioria desses tumores se inicia a partir de pólipos, lesões benignas que podem crescer na parede interna do intestino grosso. Uma das formas de prevenir o aparecimento do câncer é a detecção e a remoção desses pólipos antes de eles se tornarem malignos.

De acordo com o Inca, alguns fatores aumentam o risco de desenvolvimento da doença, como idade acima de 50 anos, história familiar de câncer colorretal e história pessoal da doença (já ter tido câncer de ovário, útero ou mama).

“Temos visto a incidência crescente desse câncer em pessoas com menos de 50 anos, o que preocupa”, disse Araújo, ao acrescentar que a obesidade e a inatividade física são fatores que aumentam a predisposição ao tumor.

Segundo o Inca, esses tumores podem ser detectados precocemente por meio de dois exames principais: pesquisa de sangue oculto nas fezes e endoscopias (colonoscopia ou retossigmoidoscopias). Esses exames devem ser realizados em pessoas com sintomas sugestivos de câncer colorretal ou naquelas sem sinais, mas pertencentes a grupos de maior risco.

A recomendação para os descendentes diretos de pessoas que tiveram câncer de intestino é que comecem a fazer a colonoscopia dez anos mais jovem do que a idade que o parente teve o diagnóstico.

Entre os sinais de alerta estão a mudança no hábito intestinal (diarreia ou prisão de ventre), desconforto abdominal com gases ou cólicas, sangramento nas fezes, sangramento anal e sensação de que o intestino não se esvaziou após a evacuação.

A principal recomendação do cirurgião oncológico do Inca como forma de prevenção à doença é a adoção de hábitos saudáveis, com uma dieta rica em fibras, composta de frutas, verduras e legumes, além da prática de atividade física regular. “É importante evitar o alto consumo de carne vermelha e processada e de bebidas alcoólicas”, afirmou.

AGÊNCIA BRASIL

Leia também




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade




Facebook

Publicidade

Enquetes

VOCÊ É A FAVOR DO PORTE DE ARMAS PARA QUALQUER PESSOA?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2018 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados

Queda de moto mata Agente de Endemias em Campos Sales e pedestre morre em Crato ao ser atropelado por motocicleta

Queda de moto mata Agente de Endemias em Campos Sales e pedestre morre em Crato ao ser atropelado por motocicleta

Queda de moto mata Agente de Endemias em Campos Sales e pedestre morre em Crato ao ser atropelado por motocicleta

DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Jota Lopes – Foto: Arquivo/ Caririceara.com

Dois acidentes envolvendo motocicletas deixaram dois mortos no cariri num intervalo de menos de 04 horas. A primeira ocorrência aconteceu na noite deste sábado (07), na zona rural de Campos Sales-CE. O Agente de Endemias, Cristiano Leandro dos Santos, 24 anos que residia na rua Dr. Clóvis, 360, bairro Guarani foi socorrido ao Hospital Mário Pinotti daquele município por volta das 21 horas, após ter caído de sua moto de placa OEG-0070, no sítio Varzinha.

Em decorrência da queda, a vítima ficou gravemente ferida. Após receber atendimento no hospital de Campos Sales, Cristiano Leandro foi transferido para o Hospital Regional do Cariri, em Juazeiro do Norte. No entanto, durante o trajeto, veio a óbito no município de Nova Olinda-CE.

O segundo acidente ocorreu no início da madrugada deste domingo (08), em Crato. De acordo com informações colhidas pelo Site Caririceara.com  junto ao operador de plantão na CIOPS local, Francisco Jocicarlos Batista de Lima, 43 anos que morava rua Bolmica, bairro Seminário morreu ao ser atropelado por uma motocicleta modelo Fan, de cor branca de placas DWH 6364.

O fato ocorreu na Avenida Thomaz Osterne de Alencar, (CE 292) no Bairro Vila Alta. O condutor do veiculo atropelador, Carlos Jardel de Sousa Arruda permaneceu no local do ocorrido até a chegada da policia. Em seguida ele foi conduzido a delegacia regional de policia civil do Crato para prestar esclarecimentos sobre o acidente.

O corpo de Francisco Jocicarlos igualmente ao de Cristiano Leandro que faleceu também em consequência de um acidente de moto em Campos Sales, foi traslado pela equipe do rabecão da perícia forense do cariri para ser necropsiado na manhã deste domingo.

Leia também




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade




Facebook

Publicidade

Enquetes

VOCÊ É A FAVOR DO PORTE DE ARMAS PARA QUALQUER PESSOA?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2018 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados