A Semana da Água e da Árvore e as Zonas Especiais Ambientais

© Rio Batateira, em Crato-CE – Foto: Ed Alencar/Arquivo/Caririceara.com

Pela importância que tem a água em nossas vidas e pela necessidade que há de cuidarmos para que ela não falte em estado de uso foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1992, o Dia Mundial da Água, celebrado no dia 22 de março de cada ano.

O Município do Crato, há alguns anos, unificou a comemoração dessa data ao dia da árvore e realiza a “Semana da Água e da Árvore” com uma programação de atividades voltadas para a reflexão da população sobre a preservação do meio ambiente.

Este ano, entre tantos eventos, o Prefeito Municipal do Crato deverá anunciar a criação da primeira Unidade Municipal de Conservação em parceria com o Governo do Estado do Ceará. O estudo para determinar a extensão e o caráter da unidade aponta que ela vai contribuir para a preservação das fontes na encosta da Chapada do Araripe e permitir a reprodução, em primeiro lugar, do Soldadinho-do-Araripe.

Enquanto muitos municípios no semiárido nordestino discutem formas de solucionar o problema da falta de água, no Crato nós discutimos como fazer para que a água que temos não falte. Por isso a responsabilidade de cada um de nós com a Floresta Nacional do Araripe, com o Parque Estadual do Sítio Fundão e com as Reservas Particulares existentes no Crato. Por isso a importância da criação da Unidade de Conservação Municipal e incluo aqui, as Zonas Especiais Ambientais, criadas pela legislação urbana do Crato.

As Zonas Especiais Ambientais (ZEA) são formadas pelas “áreas sensíveis e de interesse ambiental, pelas áreas de preservação ecológica, pelas faixas de preservação e proteção de todos os recursos hídricos incidentes no território da Cidade do Crato”. A maioria das Zonas Especiais Ambientais está localizada nos vales dos rios, chamados de brejo. Nelas não é permitido edificações, mas seus imóveis podem ser usados para a produção agrícola, atividades esportivas, de lazer e outras que não alterem as características naturais do local.

Com a manutenção das Zonas Especiais Ambientais, o Crato pode ter um grande corredor ecológico em sua zona urbana ligando a Chapada do Araripe ao Rio Salgado, em Juazeiro do Norte, através do Parque Estadual do Sítio Fundão e das ZEAs do Rio Batateiras e do Rio Granjeiro. São poucas cidades que podem dispor de uma riqueza ambiental dessa magnitude em favor da qualidade de vida da sua população.

Na semana da Água e da Árvore deste ano quero chamar a atenção da população do Crato para a necessária manutenção das Zonas Especiais Ambientais e das autoridades competentes para a adoção de medidas administrativas com vista à demarcação, fiscalização e controle das nossas ZEAs.

Amadeu de Freitas – Vereador do Crato pelo Partido dos Trabalhadores – PT.