Ano de 2021 inicia com melhor volume nos açudes dos últimos sete anos

A região Norte apresenta o quadro mais favorável. Apesar da situação, os açudes precisam de bons aportes na quadra chuvosa para continuar garantindo a segurança hídrica

Desde quando se iniciou o período intenso de estiagem no Estado do Ceará, o ano de 2020 foi o que apresentou o melhor aporte hídricos nos açudes. Segundo a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos – Cogerh, o ano terminou com 25,8% de volume médio nos 155 reservatórios monitorados. Os três maiores reservatórios do Estado Castanhão (11,19%), Orós (20,87%) e Banabuiú (12,02%), ainda estão em situação de alerta, porém, os dados são os mais positivos dos últimos anos.

Apesar da situação ser favorável, a segurança hídrica do Estado vai depender de boas precipitações na próxima quadra chuvosa. O cenário indica uma melhora na reserva de água cearense.

Dados

A quadra chuvosa de 2020, terminada em 31 de maio, teve o volume médio dos reservatórios em 34,8%, o melhor dos últimos 7 anos. Os últimos bons volumes foram nos ano de 2013, com 46,6% e 2012, com acumulado de 64%.

Atualmente, a região Norte apresenta o quadro mais favorável. As quatro bacias hidrográficas com maiores aportes se encontram lá: Acaraú (72,5%), Litoral (70,8%), Ibiapaba (68,4%) e Coreaú (67,2%). A situação mais crítica verifica-se no Médio Jaguaribe (10,7%) e no Banabuiú (11,0%).

Chuvas: 2020 registrou o maior índice pluviométrico desde 2009, foi registrado entre fevereiro e maio, 730mm. A média histórica do Estado é de 695.8mm, segundo a Funceme.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Multiservice - Fauston
Nilton e Célia
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Você acha que motoristas alcoolizados devem ser considerados criminosos?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados
error: Conteúdo protegido!!