CÂMARA DO CRATO Sessão desta terça promoveu reflexões sobre a violência urbana

A Câmara de vereadores realizou sessão ordinária nesta terça-feira (20) onde os vereadores refletiram acerca da violência urbana. No inicio dos trabalhos o Diácono Vinicius Antônio utilizou a tribuna para divulgar a “semana de paz e superação da violência”, evento promovido pela igreja católica juntamente com outras igrejas que acontecerá entre os dias 2 e 6 de abril. O Diácono ainda discursou sobre o momento violento que vive o nosso país e destacou a campanha da fraternidade deste ano que retrata o tema: “Fraternidade e superação da violência”.

Os vereadores ainda lembraram do assassinato da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco (PSOL-RJ) que ocorreu no último dia 14. O vereador Amadeu de Freitas (PT) inclusive afirmou que ninguém tem o direito de tirar a vida do outro e que o assassinato era também uma morte da democracia. O vereador Bebeto Anastácio (PODEMOS) afirmou que aqueles que mataram Marielle eram bandidos e nenhum deles era policial, assim como os que assassinaram o Prefeito Celso Daniel e todas as testemunhas do caso no ano de 2002.

Na sessão desta terça ainda foi aprovado um projeto do vereador Pedro Lobo (PT) que concede o título de cidadania cratense ao Excelentissimo Reverendissimo Dom Gilberto Pastana de Oliveira, bispo diocesano do Crato.

Após a votação dos projetos e requerimentos a sessão foi encerrada. Os trabalhos foram presididos pelo vereador Florisval Coriolano (PRTB)