Crato terá Centro de Valorização da Vida

SETEMBRO-AMARELO-CUIABA Foto-Divulgação CVV

Através de ligações gratuitas para o número 188, o equipamento oferece apoio emocional com a ajuda de voluntários. Foto: Divulgação/CVV

A Câmara de Vereadores de Crato receberá, na próxima segunda-feira (19), representantes do Programa Nacional de Prevenção ao Suicídio que apresentarão o projeto de implantação do Centro de Valorização da Vida (CVV) no município – o primeiro em uma cidade do interior do Estado. A sessão solene acontece a partir das 18h30 e contará com a participação do coordenador nacional de Expansão do CVV, João Régis Silva, e representantes do comitê regional.

O trabalho do CVV consiste no diálogo compreensivo, através de ligações gratuitas para o número 188. O atendimento busca oferecer apoio emocional, com a ajuda de voluntários, que trabalham no sentido de compreender a pessoa que procura o CVV, dessa forma, valorizando sua vida.

O atendimento também pode ser feito pessoalmente, por correspondência, chat, voip ou e-mail. A pessoa que procura o CVV tem o sigilo assegurado, a total privacidade e anonimato.

Já os voluntários que trabalham no equipamento passam por um curso teórico e prático oferecidos pelo Posto. Esse curso é gratuito e ministrado periodicamente com prévia divulgação na comunidade. São pessoas maiores de 18 anos, de boa vontade, que acreditam no valor da vida e dispostas a conversar com outras pessoas em seus momentos de vulnerabilidade emocional.

Histórico

Fundado em São Paulo em 1962, o CVV é uma associação civil sem fins lucrativos, filantrópica, reconhecida como de Utilidade Pública Federal em 1973. Através dos Postos, espalhados em quase todas as capitais e diversas cidades do interior do Brasil, são aproximadamente 95 Postos e mais de 2.450 Voluntários que se revezam em plantões de 4 horas e meia por semana, para o atendimento 24 horas por dia, inclusive aos domingos e feriados, atendendo mais de 2,5 milhões de pessoas por ano.

Preocupação

Segundo dados do relatório de setembro de 2007, a ocorrência de suicídios aumentou 60% nos últimos 50 anos. Atualmente é uma das principais causas de morte entre os jovens e adultos de 15 a 34 anos, embora a maioria dos casos ocorra entre as pessoas com mais de 60 anos. Organismos internacionais como a Organização Mundial de Saúde e a Associação Internacional para Prevenção do Suicídio reconhecem a importância de programas como o do CVV e, no Brasil, outras iniciativas foram criadas, inclusive pelo Ministério da Saúde.

*Diário Cariri

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade




Facebook

Publicidade

© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados