De virada, Flamengo derrota o Vasco em São Januário e mantém jejum do rival

Rubro-negro conseguiu terceira vitória seguida no Brasileiro Foto de Daniel Castelo Branco

A tônica das últimas partidas do Brasileirão se repetiu no clássico entre Vasco e Flamengo em São Januário. Pressionado, o Cruzmaltino enfrentou o embalado Rubro-negro e saiu em vantagem no primeiro tempo. Porém, a equipe de Domènec Torrent mais uma vez voltou outra para a segunda etapa e conseguiu a virada contra o maior rival. Vitória por 2 a 1 para o Flamengo, que continua com a sua sequência positiva no Campeonato Brasileiro. O resultado ainda manteve o jejum de vitórias do Vasco sobre o maior rival. O último resultado positivo foi em 2016.

O resultado ampliou o jejum de vitórias do Vasco no Brasileiro. São cinco jogos sem saber o que é vencer na competição. Em busca de um treinador, o Cruzmaltino precisa voltar para os eixos, porque a zona de rebaixamento a cada rodada fica mais próxima da equipe de São Januário.

Pressionado pelos últimos resultados negativos e atuando contra uma equipe com mais qualidade técnica, o Vasco optou por começar a partida atuando de forma mais recuada em São Januário. O Flamengo tinha a posse de bola e parecia que controlaria a partida desde o começo, sem que o rival conseguisse impor qualquer resistência.

No entanto, nem sempre o mais óbvio acontece no futebol, ainda mais em um Vasco e Flamengo. Aos oito minutos, o Cruzmaltino saiu na frente na primeira finalização da partida. Depois de erro de Bruno Henrique, Cayo Tenório fez bela jogada individual, passou por Bruno Henrique e serviu Talles Magno para colocar a bola no fundo das redes.

O gol logo no começo acabou deixando a equipe de Domènec Torrent abalada. O Vasco conseguiu equilibrar a partida e interromper a pressão inicial do Flamengo. Os jogadores rubro-negros passaram a ter muita dificuldade para impor o ritmo de velocidade que o atual campeão da Libertadores teve nas últimas partidas.
Depois de muito tempo sem que nenhuma das duas equipes finalizasse, o Benítez fez o goleiro Hugo Neneca trabalhar, após cobrança de falta aos 31 minutos. O jovem fez boa defesa e colocou a bola para escanteio. Logo depois, o Flamengo respondeu com Diego Ribas, que finalizou de fora da área, para defesa de Fernando Miguel.

Aos 38 minutos, o Flamengo teve a sua melhor oportunidade no primeiro tempo. Após boa jogada pela esquerda, Bruno Henrique concluiu dentro da área, a bola passou pelo goleiro Fernando Miguel, mas o zagueiro Miranda surgiu, quase que em cima da linha, para salvar o Vasco e evitar o empate do Rubro-negro em São Januário.

Nos últimos minutos do primeiro tempo, o Vasco cedeu um pouco mais de espaço para o Flamengo, que conseguiu ser mais perigoso, por conta dos erros defensivos vascaínos. No entanto, apesar dessas falhas, a equipe de São Januário conseguiu levar a vantagem no placar para o vestiário.

Os dois times voltaram para campo com a mesma equipe do primeiro tempo, mas a vantagem vascaína foi anulada logo aos dois minutos. Depois de falta cobrada por Diego, Léo Pereira subiu mais que a defesa cruzmaltino e cabeceou sem qualquer chance de defesa para Fernando Miguel.

Um minuto depois do empate do Flamengo, o Vasco quase voltou a ficar na frente em lance semelhante ao gol rubro-negro. Após cobrança de escanteio, Leandro Castan subiu sozinho na área e cabeceou, mas a bola acabou indo em cima do goleiro Hugo Neneca.

Aos 13 minutos, o Flamengo teve uma boa oportunidade de virar a partida. Gerson deu belo passe para Diego, o meia cruzou e Miranda apareceu bem dentro da área para evitar que Pedro finalizasse sozinho. A bola já havia passado pelo goleiro Fernando Miguel e o centroavante rubro-negro só teria o trabalho de colocar a bola para o fundo das redes.

O Vasco deu a resposta logo depois. Após boa jogada pela esquerda, a bola foi rolada para Carlinhos, o meia vascaíno finalizou em direção ao gol, mas a bola acabou batendo em Germán Cano, tirando qualquer perigo para o goleiro Hugo Neneca.
Aos 24 minutos, o Flamengo conseguiu o seu segundo gol em jogada assinada por dois jogadores que não estavam bem na partida. Thiago Maia deu belíssimo lançamento para Bruno Henrique, o atacante ganhou de Fernando Miguel, cortou o goleiro e finalizou, a bola ainda tocou na trave, antes de balançar as redes vascaínas.
Com a vantagem no placar, o Flamengo recuou. E por pouco não acabou sendo castigado. Aos 41 minutos, Cano balançou as redes, após bela jogada do Vasco pela esquerda. No entanto, o VAR anulou a jogada, porque Guilherme Parede estava impedido.

O Vasco pressionou até o fim e acabou se expondo bastante. No entanto, nem o Cruzmaltino conseguiu o empate, nem o Flamengo conseguiu fazer mais um no contra-ataque. Melhor para o Rubro-negro que já tinha a vantagem no marcador e levou os três pontos no clássico.

FICHA TÉCNICA
VASCO 1 X 2 FLAMENGO
Estádio: São Januário-RJ
Arbitragem: Flavio Rodrigues de Souza-SP
Cartões Amarelos: Diego (FLA), Thiago Maia (FLA), Vitinho (FLA), Bruno Henrique (FLA), Talles Magno (VAS), Cayo Tenório (VAS)
Cartões Vermelhos: –
Gols: Tales Magno (VAS), Léo Pereia (FLA), Bruno Henrique (FLA)
Flamengo: Hugo Souza; Matheuzinho, Gustavo Henrique, Léo Pereira e Filipe Luís; Willian Arão, Thiago Maia, Diego (Michael) e Gerson (Vitinho); Bruno Henrique (Lincoln) e Pedro / Treinador: Domènec Torrent

Vasco: Fernando Miguel; Cayo Tenório (Vinicius), Miranda, Leandro Castan e Henrique; Marcos Júnior (Gabriel Pec), Carlinhos e Fellipe Bastos; Vinícius, Cano e Talles Magno (Parede)/ Treinador: Alexandre Grasseli

*Conteúdo “O Dia

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Multiservice - Fauston
Nilton e Célia
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Este ano haverá eleições. Qual deve ser a prioridade dos candidatos ao Executivo Municipal?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados
error: Conteúdo protegido!!