Equador suspende condição de garantidor do diálogo de paz com ELN

Agência AFP  – Foto: AP. Foto: Archivo/ EL COMERCIO/Divulgação/Internet

O Equador suspendeu sua condição de garantidor do processo de paz com a guerrilha colombiana do ELN que acontece em Quito desde fevereiro de 2017, anunciou o presidente Lenín Moreno nesta quarta-feira (18).

Moreno não especificou se com a decisão seu país deixará de sediar as negociações de paz.

“Solicitei à chanceler do Equador que freie essas negociações e nossa condição de garantidor desse processo de paz, enquanto o ELN não se comprometer a deixar de cumprir essas atividades terroristas”, declarou Moreno em uma entrevista ao canal colombiano RCN.

O presidente parece ter endurecido sua posição com a ofensiva enfrentada pelo Equador na fronteira com a Colômbia por parte dos guerrilheiros dissidentes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), acusadas de sequestro e assassinato de uma equipe do jornal El Comercio de Quito.

bur-vel/llu/cc/mvv