Falta de segurança restringe acesso a igrejas históricas de Icó

Os templos em estilo barroco, construídos no século XVIII, que compõem o Sítio Histórico do Município, ficam a maior parte do tempo fechados devido – FOTO: HONÓRIO BARBOSA

A falta de segurança tem limitado o acesso a importantes templos religiosos de Icó, edificados nos idos do século XVIII, em estilo barroco sertanejo. A importância histórica atrai centenas de turistas e romeiros todos os meses. O problema é que nem todos conseguem adentrar estes locais sagrados. As quatro Igrejas – que ainda preservam seus traços originais e compõem o Sítio Histórico da cidade, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1997 – ficam fechadas a maior parte do tempo.

Embora tenham ampla procura, as Igrejas Nossa Senhora da Expectação e do Rosário, o Santuário do Senhor Bonfim, e a Igreja do Monte não dispõem de vigia ou circuito de câmera. “É uma questão que precisa ser revista pela Igreja Católica, talvez em parceria com o Município, para que se mantivesse vigilância e segurança, possibilitando assim que esses locais religiosos ficassem abertos para o uso comum e total do povo”, avalia o advogado e historiador Getúlio Oliveira. O coordenador de Cultura de Icó, Cláudio Pereira, antecipa que o Município “já estuda a implantação de alguns projetos para viabilizar a abertura dos templos em horário mais estendido do que ocorre atualmente”.

Vigias

O frade Juraci Barbosa confirma que há em curso um “esforço conjunto entre Igreja e a gestão pública para contratar vigias”. Juraci ressalta, entretanto, que sem o auxílio efetivo da Prefeitura, a “Igreja não conseguirá, sozinha, arcar com os recursos financeiros”.

A professora aposentada Maria Anunciação Bezerra viajou de Assaré, com a família, para conhecer a cidade de Icó. “Os meus filhos estão empenhados em curtir os shows do Forricó, já meu marido e eu vamos explorar a cidade. Ela é muito rica, a arquitetura guarda muita história”, contou, ao lamentar as portas fechadas do Santuário do Senhor do Bonfim. “Era um dos locais que estava no nosso roteiro, mas, infelizmente, quando chegamos lá, estava fechada”.

As igrejas de Icó aglutinam valores históricos culturais singulares. O templo de Nossa Senhora da Expectação, erguido há mais de duzentos anos, guarda imagens sacras antigas e preserva traços originais de seu altar, assim como ocorre com a arquitetura da Igreja do Rosário, construída por escravos. Todas elas reúnem traços do estilo barroco sertanejo, que apresenta algumas diferenças do tradicional.

“O nosso barroco é diferente do de Ouro Preto, por exemplo, que surgiu com o ciclo do ouro e diamante. O nosso é um barroco simples, feito pelo sertanejo sem nenhum adorno”, pontua o historiador Altino Afonso Medeiros, referindo-se às características arquitetônicas presentes no Sítio Histórico da cidade icoense, que reúne cerca de 300 edificações.

Diário do Nordeste

Leia também



Mult Service_Novembro_2019
Dr. João Henrique
CRISTO

Enquete

VOCÊ ACHA QUE BOLSONARO ACERTOU AO BRIGAR COM SEU PARTIDO, O PSL?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados