Homem monitorado por tornozeleira eletrônica é morto a tiros em Lavras da Mangabeira

rabecão- morte violenta- Arquivo Agência Caririceara.com
rabecão- morte violenta- Arquivo Agência Caririceara.com

A vítima respondia a uma tentativa de feminicídio, e havia saído da PIRC (Penitenciária Industrial Regional do Cariri) há cinco meses, diz a Polícia.


DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Jota Lopes – Foto: Arquivo/Caririceara.com

Um homem de 60 anos foi executado a bala na manhã desta quinta-feira (14) em uma casa, no Sítio Barra da Pendência, Distrito de Amaniutuba, em Lavras da Mangabeira, no cariri cearense.

O crime foi registrado por volta das 06 horas. De acordo com a polícia, os autores dos disparos foram dois indivíduos ocupantes de uma motocicleta de características não anotadas que empreenderam fuga antes de serem identificados. A vítima o açougueiro natural de São Paulo, Júlio Cesar Fernandes Reis, que era mais conhecido como “Magão” foi baleada na cabeça morrendo no local do crime, onde residia.

Vizinhos da vítima disseram a Polícia terem ouvido estampidos de disparos de arma de fogo e em seguida, perceberam que “Magão” estava caído ao solo próximo a porta dentro de sua residência que enquanto dois homens saiam do local numa motocicleta tomando destino ignorado. Diligencias em torno fato foram efetuadas pela PM, mas nenhum suspeito foi preso.

A polícia de Lavras da Mangabeira informou que “Magão” respondia a uma tentativa de feminicídio, ocorrida em 10 de outubro de 2015. Naquele dia ele tentou matar a golpes de faca, Maria do Socorro Galdino de Sousa, na época com 49 anos que sofreu duas profundas facadas, uma na garganta e outra barriga sendo socorrida por populares para o Hospital municipal São Vicente Ferrer. A ação criminosa aconteceu por volta das 20 horas na residência onde o casal morava na rua Luiz Jacinto, 361, bairro Caixa D’água.

Naquela ocasião o policiamento militar de serviço fez diligencias e localizou “Magão” caído num roçado próximo a casa onde residia. Ele estava esfaqueado no pescoço e tórax e também foi socorrido ao hospital do município e posteriormente junto com a mulher foi transferido para o Hospital Regional do Cariri em Juazeiro do Norte.

Após ter recebido alta, “Magão” foi preso e posteriormente condenado pelo crime cometido contra a mulher vindo a cumprir pena na Penitenciária Industrial Regional do Cariri (PIRC). Há cinco meses atrás ele foi posto em liberdade vigiada por tornozeleira eletrônica, vindo na manhã de hoje a ser assassinado por desconhecidos.

A polícia judiciaria deverá abrir inquérito para apurar o homicídio. O corpo de “Magão” foi recolhido pela equipe do rabecão do núcleo de ciências forense do cariri para exame cadavérico na sede do órgão, em Juazeiro do Norte.

A republicação é gratuita desde que citada a fonte.

Leia também



Mult Service_Novembro_2019
IRLANIO LIMA - nov-2019 cortesia (1)

Enquete

VOCÊ ACHA QUE BOLSONARO ACERTOU AO BRIGAR COM SEU PARTIDO, O PSL?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados