Liceu Diocesano realiza I Mostra Cultural de Raiz Terreirada e conta com a participação de várias escolas cratenses

A escola Liceu Diocesano de Artes de Ofícios realizou na última sexta feira, 28, a I Mostra Cultural de Raiz Terreirada, com o tema “Cultura de Raiz”. O evento, desenvolvido por alunos do ensino fundamental I, II e EJA, mobilizou toda a equipe da escola com o objetivo de oferecer aos alunos a oportunidade de estudar e reconhecer as diversas manifestações culturais do país e com especialidades desenvolvidas no nosso Estado.

A diretora Mylena Moreira fez a abertura do evento e destacou a importância de respeitar e valorizar os diversos costumes culturais. “O saber do povo é algo riquíssimo e, tem características próprias de cada região, por isso faz-se necessário construir uma consciência crítica onde se procura valorizar a cultura popular”, disse a diretora.

A mostra contou com a participação da Secretária de Educação do município, Tereza Mônica; a Secretária Adjunta da Cultura, Cleia Feitosa e as cordelistas homenageadas, Josenir Lacerda e Bastinha.

Tereza Mônica parabenizou a iniciativa da escola em promover o resgate da cultura em um projeto grandioso como uma mostra cultural. “Educação é escola viva. Acredito em escola que abre as portas para a comunidade. Em nome do prefeito Zé Ailton e de toda a gestão, agradeço a todos que compõem essa escola que merecem cada vez mais o nosso apoio”, ressaltou a gestora.

Representando a Secretaria de cultura, Cleia Feitosa ressaltou a importância da mostra para manter viva a cultura da nossa região. “A secretaria de cultura apoia e está sempre aberta para receber essas manifestações que mantem viva a nossa história”, comentou.

O evento contou com várias apresentações artísticas, entre elas, a participação das alunas do 6º ano, Iane Beatriz e Rayliane Silva, que recitaram o cordel “Advinhas”, das cordelistas Josenir Lacerda e Bastinha.

Após as apresentações artísticas, os alunos apresentaram em salas com os mais variados temas entre eles, comidas típicas; danças populares; medicina caseira; poetas e cantadores regionais; folguedos, crenças e mitos; brincadeiras folclóricas e festas tradicionais.

A mostra contou com a visita de outras instituições de ensino, como Colégio Diocesano, Tia Linard, Ciranda do Saber, Sonho Infantil, Fonte da Sabedoria, Escola 8 de Março, Creche Nossa Senhora Aparecida, Liceu Raimundo Bezerra, Escola Polivalente e a Creche Madre Esmeraldo