Luislinda Valois, ministra dos Direitos Humanos, pede demissão

Desembargadora criou polêmica ao afirmar que se sentia “escrava” com salário de R$ 30 mil

A ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois, entregou nesta segunda-feira (19) sua carta de demissão ao presidente Michel Temer. Quem assume o cargo é o subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil, Gustavo do Vale Rocha.

Em dezembro do ano passado, Luislinda Valois se desfiliou do PSDB, com o objetivo de permanecer no governo de Michel Temer por mais tempo, já que, à época, ganhava força entre os tucanos o desembarque do partido da base aliada do Planalto.

Desembargadora aposentada, Luislinda estava no comando do ministério desde o início de fevereiro e protagonizou episódios polêmicos no governo, como quando afirmou que se sentia “escrava” por ganhar “apenas” R$ 30 mil mensais.