Maia diz que pronunciamento de Bolsonaro sobre coronavírus foi ‘equivocado’

Foto: Sérgio Lima/Poder360 O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ)

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), usou sua conta no Twitter para criticar pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Nesta 3ª feira (24.mar.2020), Bolsonaro falou em rede nacional de rádio e TV que não há motivos para fechar escolas por causa do coronavírus, causador da covid-19. Ele criticou governadores, disse que a imprensa fomentou “histeria” e fez referência até ao médico Drauzio Varella.

Maia classificou como “equivocado” o pronunciamento de Bolsonaro. Também disse que os brasileiros devem seguir as recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde) e do Ministério da Saúde.

Leia a íntegra do que disse o presidente da Câmara:

© Fornecido por Poder360

Maia e os líderes da Câmara estavam em reunião por videoconferência quando o pronunciamento de Bolsonaro foi transmitido. O Poder360 conversou com 2 líderes de partidos de centro logo depois das falas do presidente da República.

Um deles não tinha conhecimento do conteúdo da manifestação de Bolsonaro. “Nem me fale”, comentou depois de ler breve relato das falas. O outro disse que era uma atitude precipitada do político, e incoerente com o estado de calamidade solicitado pelo próprio governo. “Quem vai entender o presidente? Eu não entendo.”

Opositores também já começaram a se manifestar. O líder do PSB, Alessandro Molon (PSB-RJ), por exemplo, diz que Bolsonaro se “desconectou da realidade”.

O líder da Oposição no Senado, André Figueiredo (PDT-CE), chamou de “inacreditável” a fala de Bolsonaro. Em seu perfil no Instagram, o senador escreveu que “não tem condições mentais de continuar no cargo”.

© Fornecido por Poder360

Alcolumbre mais contundente

O presidente do Senado também divulgou nota sobre as falas de Jair Bolsonaro. Davi Alcolumbre (DEM-AP) foi mais duro do que Rodrigo Maia. Disse que o “país precisa de uma liderança séria e responsável”.

Alcolumbre afirma que a atitude de Bolsonaro está na “contramão das ações adotadas em outros países e sugeridas pela própria Organização Mundial da Saúde (OMS)”.

Tanto a Câmara quanto o Senado instituíram regimes de votação remotos para evitar a aglomeração de congressistas e assessores nos plenários. O objetivo da medida é evitar a propagação do coronavírus.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Top Móveis_Crato Janeiro 2020
Multiservice - Fauston
Banner Câmara do Crato -FEV.2020
Nilton e Célia

Enquete

VOCÊ ACHA QUE BOLSONARO ACERTOU AO BRIGAR COM SEU PARTIDO, O PSL?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados