Polícia Civil de Aurora cumpre mandados de busca e apreensão de aparelhos celulares utilizados em possíveis crimes de coação

Acredita-se que  suspeitos atuem em possíveis crimes de coação de jurados no curso de processos, diz a Polícia.

DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Henrique Macedo – Foto: Divulgação

Policiais civis da Delegacia Municipal de Aurora estão nas ruas cumprindo mandados de busca e apreensão de aparelhos celulares.

A polícia acredita que os suspeitos atuem em possíveis crimes de coação de jurados no curso de processos.

Até a tarde de quinta-feira (10), seis aparelhos foram apreendidos. Como o objetivo da operação é a coleta de provas, ninguém foi preso.

De acordo com o delegado de Polícia Civil de Aurora/Barro, Dr. Paulo Hernesto, diante de notícias de familiares de um réu a ser julgado estava copitando e tentando convencer jurados do tribunal do júri, a Polícia Civil de Aurora não teve outra medida a não ser representar pela busca e apreensão de vários aparelhos celulares.

“O Tribunal do Júri é uma instituição prevista na Constituição Brasileira que tem como objetivo julgar os crimes dolosos contra a vida e dentre as garantias constitucionais que é dada a essa instituição está o sigilo das votações. A partir do momento em que você tem familiares ou amigos da pessoa que vai ser julgada pelo Tribunal do Júri copitando jurados, manipulando o voto de jurados ou de alguma forma tentando interferir no veredito que virá a ser dado por um jurado, isso prejudica e fere gravemente a garantia do sigilo total das votações. Por isso, diante de notícias de familiares de um réu a ser julgado estava copitando e tentando convencer jurados do tribunal do júri, a Polícia Civil de Aurora não teve outra medida a não ser representar pela busca e apreensão de vários aparelhos celulares, até o momento foram apreendidos seis aparelhos celulares que serão extraídas todas as informações relacionadas a manipulação ou tentativa de manipulação do voto dos jurados. Todos os relatórios das conversações ali extraídas serão encaminhados ao Poder Judiciário de Aurora”, afirmou.

O que diz a lei

De a acordo com o Art. 344 do Código Penal Brasileiro (CPB), coagir pessoa envolvida em processo judicial, policial ou administrativo, ou, ainda, em juízo arbitral, com o fim de favorecer interesse próprio ou alheio, contra autoridade, parte, ou qualquer outra pessoa que funciona ou é chamada a intervir em processo judicial, policial ou administrativo, ou em juízo arbitral, a pena é de reclusão, de um a quatro anos, e multa, além da pena correspondente à violência.

O Delegado de Polícia Civil de Aurora e Barro, Dr. Paulo Hernesto falou sobre a ação policial. ESCUTE O ÁUDIO:

Canais da Delegacia Municipal de Aurora

A Delegacia Municipal de Aurora possui ferramentas interativas para o recebimento de denúncias. Todos os canais de contato encontram-se disponíveis:

Fixo: 88 3543 1832.

WhatsApp: 88 98101.2001.

Mensagens/inbox no facebook.

Instagram @delegaciamunicipaldeaurora

Sigilo absoluto

Reprodução autorizada mediante citação da Agência Caririceara

Leia também



Multiservice - Fauston
Nilton e Célia
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Este ano haverá eleições. Qual deve ser a prioridade dos candidatos ao Executivo Municipal?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados
error: Conteúdo protegido!!