Pré-candidato a prefeito de Aurora e vereador são suspeitos de facilitar saque do auxílio emergencial, diz Polícia Federal

Agentes da PF deram cumprimento a quatro mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Eleitoral em Aurora.

DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Henrique Macedo – Fotos: Redes sociais

A Polícia Federal e o Ministério Público Eleitoral investigam um esquema de favorecimento envolvendo o pagamento do auxílio emergencial em Aurora. As investigações, segundo o delegado Bruce Miler, tiveram início após áudios divulgados nas redes sociais.

Ainda de acordo com a Polícia Federal, um pré-candidato a prefeito, proprietário da casa lotérica, e um vereador e outra pessoa são suspeitos de envolvimento no esquema que consistiria na entrega de cheques aos beneficiados. Ou seja, essas pessoas furavam a fila para o recebimento do dinheiro, pago na única loteria do município, uma vez que em Aurora não tem agência da Caixa Econômica. A Polícia Federal não informou os nomes dos suspeitos. Ninguém foi preso.

Em um dos áudios, um pastor evangélico incentiva a entrega de documentos por parte dos moradores para um vereador facilitar a retirada do auxílio emergencial. Aqueles que aceitassem, bastariam aguardar receber um cheque com o valor. Desta forma, os beneficiários não precisariam enfrentar a fila, e ainda o uso obrigatório da máscara no local, determinado em decreto estadual devido à pandemia.
ESCUTE O AUDIO QUE CIRCULA NAS REDES SOCIAIS:

O delegado Miler disse que ainda não é possível confirmar se os cheques foram emitidos pela lotérica.

Devido ao município de Aurora não possuir agência bancária, a casa lotérica permanece funcionando normalmente, pois a população recebe os benefícios do governo somente através deste estabelecimento.

Caso seja comprovada a irregularidade, os envolvidos podem responder por crime eleitoral.

Operação Arrebol

A Operação Arrebol foi instaurada mediante requisição o Ministério Público Eleitoral e autorizada pelo Juízo Eleitoral de Aurora. Policiais federais deram cumprimento a 4 mandados de busca e apreensão na manhã desta quinta-feira (21), expedidos pela Justiça Eleitoral na Terra do Menino Deus, sendo dois na sede do município e outros dois no distrito de Ingazeiras. Os mandados tiveram por objetivo arrecadar documentação, equipamentos de comunicação e de informática que comprovem as irregularidades.

A republicação é gratuita desde que citada a fonte.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Multiservice - Fauston
CÂMARA CRATO - CORONA 12.ABRIL-2020
Nilton e Célia
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Você acha que o presidente Bolsonaro está agindo corretamente, defendendo que as pessoas saiam do confinamento contra o coronavírus?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados