Susana Vieira reflete sobre velhice e fala de medo do coronavírus: “Tenho uma vida para viver”

Susana Vieira (Foto: Vinícius Mochizuki/ Divulgação). A atriz diz que no Brasil ser velho é ofensa e sinônimo de prostituta e avisa que vai trabalhar mais 30 anos.

Susana Vieira, 77 anos, é conhecida pela jovialidade e também pela falta de papas na língua. A atriz, que em março encerrou as gravações da novela Éramos Seis, no papel de Tia Emília, participou de uma live no Instagram na qual afirmou que se sente discriminada pela idade – e que teme que isso venha ser um fator de seleção durante a pandemia de coronavírus.

Apesar de não existir orientação do Ministério da Saúde sobre a prioridade do uso de respiradores entre os pacientes com Covid-19 que precisam ser entubados, Susana tem medo que a doença avance no país a ponto de que médicos tenham que tomar essa decisão. “Escolher por idade é uma coisa cruel, deveria ser por fila. Mas você ter uma dúvida entre colocar no respirador uma mulher da minha idade e um rapaz de 28 anos? Eu tenho uma vida para viver, não só para mim, mas para os outros”, desabafou a atriz no vídeo com a jornalista Luiza Zveiter. “Quantas pessoas dependem de mim e que faço rir pela televisão?”, questionou.

Susana teve câncer e por ter mais de 70 anos está no grupo de risco do coronavírus. “Isso me assusta muito, muito, muito”, garantiu. Sempre espontânea, ela assume que tem pavor da morte. “Não estou preparada, morro de medo. Quer me assustar? Se fantasia de morte e vem para cima de mim”, disse ela, que já fez quimioterapia e imunoterapia para vencer a doença.

No Rio, onde vive, a atriz está sem a família. O único filho, Rodrigo, mora em Miami com a mulher – na mesma cidade estão o neto de Susana, a namorada do rapaz e a ex-nora da atriz, de quem ela é amiga até hoje. O irmão de Susana mora em São Paulo e a irmã em Porto Velho (RO).

“Estou sem ninguém aqui. Quando me dou conta fico nervosa, porque eu vejo pela televisão que a pessoa entra no hospital e você não vê mais”, disse a atriz, referindo-se as medidas de prevenção à disseminação do coronavírus, pelas quais os pacientes internados com Covid-19 não podem receber visitas.

Em casa, Susana tem a companhia de seus cachorros e mudou a rotina. Antes da pandemia, ela treinava com personal e fazia alongamento diário; ia ao salão de beleza e resolvia problemas da casa. “Eu adoro ficar em casa, mas a gente nunca escolheu ficar de quarentena”, ressalta, contando que dorme por volta das duas da manhã. Apesar de não ser fã de cozinhar, adora programas de culinária, e está, como diz “quieta”.

Susana Vieira (Foto: Reprodução Instagram)

Susana Vieira (Foto: Reprodução Instagram)

“Não incomodo ninguém da minha casa, não desabafo com ninguém. Não sei meditar, mas consigo ficar quieta e em silêncio; é uma hora em que estou profundamente preocupada”, diz a atriz. “Não posso ficar fingindo que não está acontecendo nada. As pessoas estão falando que a gente vai sair melhor (da quarentena). Eu não acredito porque a ambição do poder é muito maior que a generosidade do povo”, analisou.

Antes de ficar doente, a atriz frequentava o Baile da Favorita, de Carol Sampaio, mas com o diagnótisco de leucemina linfocítica, que é “grave e crônica”, diminuiu o ritmo.

*Conteúdo “Revista Quem

Leia também



Multiservice - Fauston
CÂMARA CRATO - CORONA 12.ABRIL-2020
Nilton e Célia
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Você acha que o presidente Bolsonaro está agindo corretamente, defendendo que as pessoas saiam do confinamento contra o coronavírus?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados