Suspeito de matar criança de 07 anos em 2014 em Juazeiro, preso pelo Raio nesta terça-feira (12), na zona rural do Crato

junho 13, 2018 00:020 comentários

DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Redação – Foto: Redes Sociais

Um rapaz de 21 anos suspeito de matar uma criança de 07 anos em 2014 em Juazeiro do Norte, foi preso por policiais do Raio na tarde desta terça-feira (12), na zona rural do Crato. A prisão ocorreu após os militares receberem a denuncia de que o procurado da justiça juazeirense, Weslen Alves Calixto, apelidado por “Juju” estaria residindo com seus pais na rua Carmelho de Sousa, 25, distrito de Dom Quintino, em Crato-CE.

O jovem ao perceber a chegada da policia, tentou se evadir pulando o muro da residência, sendo perseguido pelos PMs. Após ser preso, Weslen foi conduzido a delegacia regional de polícia civil do Crato, aonde foi constatado um mandado expedido pela 1° vara Juazeiro do Norte.

A reportagem do site Caririceara apurou que por volta das 19h45min da sexta-feira, dia 12 de setembro de 2014, na Rua Ministro Colombo de Sousa, a altura do numero 1345, no bairro Pedrinhas, em Juazeiro do Norte “Juju” efetuou vários disparos de arma de fogo contra o seu desafeto identificado apenas por “Jonas” que não foi alvejado.

No entanto, a criança de nome José Jeferson de Oliveira Souza, de 7 anos, que residia na Rua Engenheiro João Francisco Landim, brincava na rua vindo a ser atingida nas costas. Populares ainda socorreram o garoto para UPA-unidade de Pronto Atendimento, do bairro Limoeiro, mas José Jeferson não resistiu a gravidade do ferimento e veio a óbito minutos depois.

Outra ocorrência

Por volta das 09h30min desta terça-feira (12), a policia militar do Crato foi acionada para Rua Pedro Gomes de Norões, 738, Muriti, para uma ocorrência de furto. Chegando ao local a vítima, Maria Angelita, residente no local, informou que Thiago de Lima Cunha, de 30 anos, teria destelhado sua residência para furta, vindo a ser pego por populares, o policiamento conduziu o acusado a Delegacia Regional de Policia Civil de Crato para os procedimentos cabíveis

Tags:

Deixe um comentário