Vila da Música Monsenhor Ágio e SOLIBEL realizam a VII edição do Festival de Música Cordas Ágio

Vila da Música Monsenhor Ágio e SOLIBEL realizam a VII edição do Festival de Música Cordas Ágio

Um encontro musical em reconhecimento ao trabalho de sua maior inspiração, o Monsenhor Ágio Augusto Moreira, falecido no último dia 12 de junho de 2019, com 101 anos.

A Vila da Música Monsenhor Ágio, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), e a Sociedade Lírica do Belmonte (SOLIBEL) encerram amanhã (13/07) a VII edição do Festival de Música Cordas Ágio, em Belmonte, na cidade do Crato.

O Festival de Música Cordas Ágio desde a sua primeira edição tem buscado proporcionar ações de formação e fruição, contribuindo assim para a difusão do ensino da Música e para o fortalecimento do potencial transformador das artes.

O Festival de Música Cordas Ágio reúne em sua programação, músicos, educadores, atores, gestores, técnicos e a comunidade do Belmonte, tendo a música como fio condutor das das ações formativas, performances musicais, recitais de música erudita e popular, exposição e feira temática.

No ano passado, foram ofertadas 24 oficinas e 39 apresentações artísticas que atenderam um público estimado em 6.382 pessoas durante os dez dias de programação. O Festival de Musica Cordas Ágio conta com o apoio cultural da Prefeitura Municipal do Crato através das Secretarias de Cultura, Educação e Turismo e a Diocese do Crato. Agradecimento especial a ENEL.

Em memória de sua maior inspiração

Esta edição homenageia o maior incentivador do ensino de música da região do Cariri, o Monsenhor Ágio Augusto Moreira. Filho de Augusto Moreira e Raimunda Moreira, natural da cidade de Quixará hoje Farias Brito, na época terras pertencentes ao município de Assaré. Padre Ágio iniciou sua formação religiosa em Campinas, retornou ao Ceará para estudar no Seminário da Prainha, em Fortaleza, onde aprimorou os estudos em música clássica e Canto Gregoriano, para em seguida concluir os estudos no Seminário São José, no Crato.

A partir de então dedicou sua vida ao ensino e a promoção da música, gosto que o permitiu formar uma orquestra no Seminário São José, bem como tornar-se professor de música por muitos anos no Colégio Estadual Wilson Gonçalves, do qual também foi um dos fundadores.

Á vivendo na comunidade do Belmonte construiu, com a ajuda de agricultores e trabalhadores dos engenhos da redondeza, a Escola de Educação Artística Heitor Villa-Lobos e posteriormente fundou a Sociedade Lírica do Belmonte.

Monsenhor Ágio faleceu no dia 12 de junho de 2019, em sua residência, no sítio Belmonte, em Crato, após 101 anos de vida e amor a música.

Saiba mais:

O Festival de Música Cordas Ágio teve sua primeira edição em 2012, na Sociedade Lírica do Belmonte, no município do Crato-CE. A SOLIBEL desenvolve um trabalho de formação musical com crianças, adolescentes, jovens e adultos da comunidade há 50 anos. A proposta do Festival de Música Cordas Ágio nasceu do entendimento de que seus alunos precisam fortalecer a aprendizagem e, a partir da troca de experiências e conhecimentos, construir

novos patamares de valorização das suas identidades musicais galgando a profissionalização e a formação superior em música, inclusive, para preservar nas gerações futuras o seu patrimônio artístico e cultural.

ASCOM SECULT – (85) 3101 – 6761 / imprensasecultce@gmail.com
Ivna Girão – (85) 98817-5149
Lucas Benedecti – (85) 99693-7303
Paula Candice – (85) 98848-4987

Crato:

Kennedy Saldanha (88) 99842.8083 – kennedysaldanha@gmail.com

Serviço: VII Festival de Música Cordas Ágio

De 07 á 13 de julho de 2019

Local: Vila da Música – Avenida José Horácio Pequeno, 1366 – Belmonte / Crato.Informações: (88) 3521.4335

Solibel – Avenida José Horácio Pequeno, 1386 – Belmonte / Crato.

VII FESTIVAL DE MÚSICA CORDAS ÁGIO – 12/07

PRAÇA ZÉ PAJÉ – 17h

Encontro de sopros com Carlos Malta e alunos.

19h – Missa alusiva ao 30º mês da passagem do Monsenhor Ágio Moreira na Capelinha Nossa Senhora das Graças – Belmonte.

AUDITÓRIO DA VILA DA MÚSICA

20h -Quinteto Vila e Zé do Norte, seguido do resultado das Oficinas do Festival.

ESPAÇO PADRE ÁGIO

22h – Apresentação Cordas Ágio (alunos e professores)

22h30 – Show com Pachelly Jamacaru e Banda.

PROGRAMAÇÃO DE ENCERRAMENTO DO FESTIVAL DE MÚSICA CORDAS ÁGIO – 13/07

Feira de Arte e Cultura da Vila da Música

Local: Estacionamento da Vila da Música

AUDITORIO VILA DA MÚSICA

18h30 – Audição do CD “A LENDA” com composições de Alemberg Quindins e Rosiane Limaverde. Arranjos de Aécio Diniz e produção musical de André Magalhães.

19h30 – Cerimônia de Encerramento com exibição do vídeo homenagem ao Monsenhor Ágio Augusto Moreira

20h – Concerto em Mi bemol maior para Trompete e Orquestra – Franz Joseph Haydn (1732 – 1809) – Ítalo Ferro: Trompete e Tiago Callou: Piano.

20h30 – Resultado das Oficinas do VII Festival de Música Cordas Ágio.

.

ESPAÇO PADRE ÁGIO

21h – Show “América” com o cantor e compositor Cleivan Paiva.

22h – Show com a Banda Fluído Verde.

PRAÇA ZÉ PAJÉ – 17h

12/07– Encontro de sopros com Carlos Malta e alunos

AUDITORIO VILA DA MÚSICA – 19h

12/07 – Resultado das Oficinas

ESPAÇO PADRE ÁGIO – 21h

12/07 – Apresentação Cordas Ágio e show com Pachelly Jamacaru e Banda.

Natural de Crato inicia suas atividades artísticas na década de 70. Compositor, Vídeo-Maker, Poeta e Fotógrafo. Aos onze, compõe a primeira música.Foi integrante do Grupo NESSA-HORA, tocando: sopro e percussão. Em 1978,n vence o Festival Regional da Canção do Cariri, com a música, ”Não haverá mais um dia”. Participa do evento “MASSAFEIRA” em Fortaleza-Ce.Grava a faixa no LP MASSAFEIRA e participa como flautista do LP, Ednardo do então compositor Ednardo.Ocupa a cadeira 22 da secção de Artes e Ofícios, de titularidade perpétua, cujo patrono é o Maestro Joaquim da Cruz Neves, compositor da música do Hino do Crato. Dono de um vasto currículo musical, inúmeras composições. Prêmios em Festivais, apresentações em importantes

palcos do País. Foi Flautista, compôs trilha sonora para o documentário Patativa, o poeta camponês.Tem gravados dois CD´s: BALAIOS DA VIDA 1995 e COM A PALAVRA, AS MÚSICAS 2000 está em Estúdio gravando o Terceiro CD.Atualmente, escreve, compõe e fotografa com a perspectiva de materializar seus trabalhos.

13/07 – Apresentação Cordas Ágio e show “América” do Cleivan Paiva.

Jose Cleivan de Paiva, é brasileiro, natural de Simões – Piauí. Nasceu no ano de 1955. Violonista, guitarrista, poeta, compositor de música instrumental e lítero-musical. Começou a tocar aos 4 anos de idade no cavaquinho de seu pai. Logo após participou de festivais de música do cariri. Compôs a trilha sonora original dos filmes: “o caldeirão da santa cruz do deserto” e “a saga do guerreiro alumioso”. Dividiu palco em shows com Mauro Senise e Gilson Peranzeta e como guitarrista tocou em shows do multiinstrumentista Hermeto Pascoal. Em 1979 foi selecionado como compositor no festival de música da extinta rede tupi de televisão para todo brasil. Logo após foi selecionado para o segundo festival universitário de MPB da TV cultura de São Paulo. Em 2005 apresentou seu show, no encontro internacional de trovadores e violeiros em Quixeramobim-Ce. Em 2006, “apresentou seu show cordas do brasil canção” em Quixadá, no Centro Cultural BNB, na Sociedade de Cultura Artística, na Expocrato, etc. Desenvolve um trabalho de música instrumental em todo o país, valorizando a criatividade e a improvisação, na música instrumental brasileira de vanguarda. Cleivan paiva já registra três discos gravados. São eles: “Guerra e Paz”,” Cleivan “Paiva” e “Sonhos do Brasil”.

22h – SHOW COM A BANDA FLUÍDO VERDE.

O grupo surge a partir de uma pesquisa de tcc onde o tema se trata das células ritmicas mais populares da região do cariri que engloba o cabaçal, côco, reisado, maracatu cearense, maneiro pau e etc. O conceito dos arranjos começa sempre a partir da fusão de ritmos caririenses ou não. O som toma uma proporção além da teoria e toma forma como grupo artístico com a introdução de sintetizadores, controladores e assim nos deixa mais próximo desse lado místico e psicodélico que aparentemente ainda é pouco explorado. Entre afro sambas e danças de roda construímos o que pensamos ser a identidade sonora do lugar que vivemos.

*Programação sujeita a alteração.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade




Facebook

Publicidade

© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados