354 famílias seguem fora de casa devido às fortes chuvas em Várzea Alegre e Cedro, no Ceará

FOTO: REPRODUÇÃO
FOTO: REPRODUÇÃO

Onze localidades da zona rural de Cedro foram afetadas. Em Várzea Alegre, moradores das comunidades de Canindezinho e Caraíbas relataram os prejuízos causados pelas fortes precipitações.

No Ceará, 354 famílias seguem fora de suas casas por conta das fortes chuvas registradas nos municípios de Cedro e Várzea Alegre, nas regiões Centro-Sul e Cariri. Em Várzea Alegre o rompimento de barragens de açudes da região deixou várias localidades do município inundadas. No Cedro a cheia do Açude Ubaldinho afetou a rotina da população do entorno.

Conforme o Corpo de Bombeiros, 300 famílias seguem afetadas nesta segunda-feira (14), no Cedro. Foram afetadas as localidades de Cariuzinho, Tapera, Casa Nova, Recanto, Lagoa Seca, Lagoa da Onça, Jenipapeiro, Catolé, Curral de Várzea, Peixoto e Baixio dos Patos.

Segundo a prefeitura de Cedro, equipes da assistência social, secretaria de saúde e defesa civil vão visitar comunidades afetadas e prestar ajuda para as famílias.

Já em Várzea Alegre, nesta segunda, 54 famílias que moram perto do açude Canindezinho, no distrito de Caraíbas, seguem longe de suas residências. A prefeitura municipal afirmou que as famílias mais afetas são das comunidades de Canindezinho e Caraíbas. O órgão disse que disponibilizou para as famílias três caminhões para ajudar na mudança.

Os moradores transferiram para casas de amigos e de outros familiares móveis e eletrodomésticos como geladeiras e fogões. A Defesa Civil de Várzea Alegre disse que choveu cerca de 200 milímetros na localidade de Canindezinho o que ocasionou os prejuízos.

O agricultor Alfredo Gomes reside na comunidade de Cariuzinho há 30 anos e nunca havia visto uma cena de destruição. “Faz 30 anos que moro aqui e nunca vi uma situação dessas. Tivemos muitas perdas. Muitas cercas quebradas, irrigação danificada, muita coisa levada por conta da força da água da chuva. O pasto do gado cobriu todo e muito triste a situação”, afirmou.

Equipes do Corpo de Bombeiros com a Defesa Civil do Estado continuará com as visitas às comunidades afetadas para avaliar os danos e os riscos para as famílias.

*Conteúdo do Portal G1 Ceará

Leia também



PATOM
WhatsApp Image 2022-07-28 at 08.57.10

Enquete