Acidentes de motos deixam dois mortos no cariri num intervalo 09 horas. As mortes ocorreram em Lavras e Barbalha.

Jota Lopes/Agência Caririceara.com
Fotos: Agência Caririceara.com

Dois homens vieram a óbito, um na tarde deste domingo e outro na madrugada de hoje na região do cariri, em consequência da violência no transito. Ontem por volta das 16 horas na estrada que liga o distrito de Quitaiús a sede de Lavras da Mangabeira, o motorista da ambulância daquele município José Ribamar Gonçalves de Lemos, 52 anos de idade que residia no distrito de Mangabeira morreu vítima de queda de moto.

Ele dirigia uma motocicleta Honda CG 125 Fan KS, ano modelo de fabricação 2014/2015, de cor vermelha e placa PMH 5857 quando ao chegar na conhecida “Curva do riacho unha”, imediações de um posto de combustíveis perdeu o controle do veiculo e caiu batendo a cabeça na pista de rolamento sofrendo esfacelamento do crânio e morrendo no local.

Segundo informações chegadas a polícia, a vítima ainda estava aprendendo dirigir a motocicleta e seguia do distrito de Quitaiús sentido centro de Lavras. Uma equipe da policia militar estive no local do acidente dotando os devidos procedimentos.

Já por volta das 02 horas desta segunda-feira na rodovia CE 293, nas imediações da Prisma em Barbalha, o vigilante Francisco Everardo de Assunção, 38 anos, que residia naquela cidade vinha conduzindo uma motocicleta Yamaha XTZ 125, cor preta, ano 2005, de placa HXD 3973, quando perdeu o controle do veículo, e chocou-se com um poste de iluminação pública, sofrendo forte pancada na cabeça que foi partida ao meio.

Motocicleta Yamaha XTZ 125, cor preta, ano 2005, de placa HXD 3973 que era dirigida por Francisco Everardo
Motocicleta Yamaha XTZ 125, cor preta, ano 2005, de placa HXD 3973 que era dirigida por Francisco Everardo.

Além da vítima fatal, a mulher de nome Alexia Escarião Roque, de 28 anos, residente na Rua Zuca Sampaio, 415, Vila Santo Antônio, Barbalha, viajava como garupeira. A mesma sofreu apenas escoriações pelo corpo sendo socorrida pelo SAMU ao hospital São Vicente de Paulo, onde após ser medica foi liberada.

A PRE esteve no local e fez a condução da motocicleta ao depósito do DETRAN, bem como recolheu uma carteira contendo documentos pessoais de Francisco Everardo que foram entregues a policia civil.

Leia também



PATOM
IMG-20220706-WA0003

Enquete