Acirramento nas Câmaras do CRAJUBAR antecipam eleições de 2020

As últimas sessões de 2019, nas Câmaras de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha, já podem ser consideradas como as de maior acirramento entre vereadores aliados a prefeitos e opositores. O Legislativo de cada município colecionou, em menos de 15 dias, embates ferrenhos protagonizados por parlamentares. Em um dos casos, na Câmara de Barbalha, o vereador Rildo Teles (MDB) trocou socos com um homem durante a votação de um veto do prefeito Argemiro Sampaio (PSDB). O homem teria afirmado que a derrubada do veto serviria para “aumentar a roubalheira” na Câmara. O contexto de disputas revela a antecipação da campanha eleitoral de 2020.

Em Juazeiro do Norte, o vereador Capitão Vieira Neto (PEN) tem se posicionado como um dos principais defensores da gestão do prefeito Arnon Bezerra. Para o parlamentar, muitas das críticas feitas ao gestor têm como pano de fundo as eleições de 2020. Exemplo disso, segundo relata, é a postura do ex-presidente da Câmara, Glêdson Bezerra. “Tem vereador aqui que, agora, porque está na oposição e pleiteando uma vaga no Executivo, tudo está errado. Não devemos simplesmente querer fazer uma retórica bonita quando me interessa e, quando não me interessa, eu fico calado e aceito? Quando eu estava participando era bom e, agora, quando não participo, não presta?”, declarou Vieira Neto

Ofendida com declarações de Demontier Agra, a vereadora Auricélia Bezerra acionou o parlamentar no Conselho de Ética do Legislativo. Na semana passada, Agra criticou posicionamentos de vereadores da base aliada ao prefeito Arnon Bezerra (PTB) e teve de enfrentar duras críticas de Márcio Jóias. “Você fala e depois corre atrás do prefeito. O senhor quer aparecer? Se inscreva no Big Brother, aí vai aparecer. (…) Não sou vereador que bate e assopra, que bate e corre atrás de prefeito. Tenho minha postura”, disse Márcio Joias sobre Demontier Agra. Em relação às críticas que recebeu, Demontier declarou que “se a gente for ficar com raivinha de colega vereador e toda vida querer dar de volta, não vai ter sessão”

Caso raro
A votação de um título de cidadania cratense para o ex-prefeito de Barbalha, Zé Leite (PT), colocou os vereadores Roberto Anastácio (Podemos) e Pedro Lobo (PT) em rota de colisão – votos contrários a título de cidadania não são frequentes. “É porque o agraciado foi condenado com nota de improbidade”, justificou Anastácio, que votou contrário a honraria. “A casa é democrática. O vereador vota de acordo com sua consciência”, respondeu Pedro Lobo, acrescentando contribuições de Zé Leite para a cidade cratense. Outra votação, relacionada à adesão de Crato a uma agência reguladora, resultou no vereador Amadeu de Freitas (PT), chamando Jales Velloso de mentiroso. Ele respondeu conjecturando que o parlamentar petista responderia nas urnas pela postura favorável à iniciativa.

* Robson Roque/Jornal do Cariri

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Qual sua avaliação das ações do governo do presidente Jair Bolsonaro?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados