Adolescente é encontrado com a cabeça decepada, em Juazeiro do Norte.

DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Jota Lopes Foto: Reprodução/WhatsApp

Um crime cometido com requintes de extrema crueldade e envolto em grande mistério emudeceu a população de Juazeiro do Norte no final da noite desta segunda-feira (29). Na localidade, reina a ‘lei do silêncio’: ninguém sabe de nada, ninguém viu nada. A Polícia Civil, no entanto, apura quem teria participado do assassinato de um adolescente que teve a cabeça arrancada do corpo.

A vítima trata-se de Luís Manoel Rodrigues Bento, 17 anos que morava na Avenida Carlos Cruz, 889, Bairro Pio XII. O corpo foi localizado em um terreno baldio na rua Francisco Martins de Sousa, próximo ao número 1972 B, na comunidade da Baixa da Raposa, bairro Frei Damião por volta das 23h53min, por um guarda municipal que informou o fato a polícia.

Após realizar os exames preliminares no corpo, a perícia afirmou que a vítima foi lesionada com um golpe de faca ou facão na cabeça, sendo posteriormente degolada. Após o trabalho da perícia o cadáver foi trasladado pelo rabecão do Núcleo de Ciências Forense (Antigo Instituto Médico Legal-IML) regional do cariri para ser necropsiado.

De acordo com informações colhidas junto a CIOPS Juazeiro do Norte, Luís Manoel possuía passagens na polícia como testemunha de furto. Ele foi décima pessoa a ser vítima de homicídio nesse mês de maio em Juazeiro e a 56º do ano no município.

©Todos direitos reservados a Caririceara.com. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível de ação judicial com base na Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998 dos Direitos Autorais.

Leia também



PATOM

Enquete