Beatificação da Menina Benigna revela histórias de fé; Ceará terá santuário em Santana do Cariri

unnamed (6)

Dia histórico para a cidade do Crato, para o Ceará e o Brasil. A arquidiocese do Crato celebrou uma cerimônia oficial na qual Benigna Cardoso da Silva – a Menina Benigna – foi consagrada como beata: a primeira mártir cearense a receber o título concedido pela Igreja Católica. A beatificação ocorreu no Parque de Exposições Pedro Felício Cavalcanti, no Crato. Enquanto isso, em Santana do Cariri, terra natal da homenageada, um projeto do Governo do Ceará realiza melhoria e ampliações no centro de peregrinação. A governadora do Ceará, Izolda Cela, participou da celebração, ao seu lado estavam o senador e o governador eleitos do Ceará, Camilo Santana, e Elmano de Freitas.

A governadora destacou o teor emotivo deste momento único. “O governo do Ceará tem planejado, preparado e participação nessa importante celebração. E hoje é o momento de culminância. Nós ouvimos palavras lindas, inspiradoras, que nos leva a crer que a determinação da Menina Benigna, de seguir a Jesus, representa e com certeza inspira, nos fortalece nessa luta que é de hoje, que ainda tão atual, relacionada a violência contra a mulher, a violência contra crianças e adolescentes”, pontuou Izolda Cela.

Turismo religioso

A beata possui um espaço em sua homenagem no distrito de Inhumas, em Santana do Cariri, local onde nasceu e que recebe pelo menos duas vezes por ano milhares de pessoas, nas romarias e caravanas em devoção à Menina Benigna. No intuito de ampliar a estrutura existente na área, formada por uma capela e um memorial, e oferecer mais conforto e segurança ao público, que deve aumentar com a beatificação, a nova área do santuário terá aproximadamente 48 mil metros quadrados (m²). A construção é supervisionada pela Superintendência de Obras Públicas (SOP), e encontra-se com 35% da execução concluída.

“O turismo religioso promove muitas oportunidades. Que a Menina Benigna seja uma luz assim, que ilumine outras tantas paragens para além do Cariri, para o Ceará. Que as pessoas possam nos visitar em busca dessa graça, de inspiração, e de força. Estamos estruturados e continuamos a estruturar as cidades do Ceará para receber bem todos, isso é desenvolvimento e prosperidade”, explicou a governadora Izolda Cela.

O complexo religioso será integrado com monumento em memória à jovem, templo para celebração de missas campais, uma trilha pavimentada de cerca de 500 metros conhecida como Caminhos do Martírio, além de estacionamento para motos, carros e ônibus, e jardins arborizados. No momento, as equipes de engenharia se concentram nos serviços de terraplanagem da área de fundações da estátua e na pavimentação das vias de acesso, passeios e estacionamento em piso intertravado.

São mais de R$ 15 milhões investidos através do Tesouro do Estado para ampliar e requalificar a área que compreende o santuário da Menina Benigna, equipamento que, ao término da obra, passará a fazer parte do circuito de atrações regionais do Cariri, coordenadas pela Secretaria da Cultura (Secult), dessa forma estimulando o turismo religioso e fortalecendo as tradições culturais do povo cearense.

Menina Benigna

Santanense aclamada como “Heroína da Castidade”, Benigna Cardoso da Silva nasceu em 15 de outubro de 1928, vindo a falecer aos 13 anos de idade, em 24 de outubro de 1941, vítima de assassinato cometido por Raul Alves ao tentar violentá-la. A resistência da moça às agressões tornou-se símbolo da fé popular e da luta contra abusos sofridos por mulheres, crianças e adolescentes. Em 2011, a Diocese do Crato deu início ao seu processo de beatificação. Em 2019, o martírio de Benigna foi reconhecido pelo Vaticano.

Histórias de fé

A dona Gorete Machado foi para a celebração para pagar uma promessa, e que ela jamais esquecerá. “Eu passei por uma operação de estômago, tirei três metros, seria um câncer. Mas para quem ora, a fé cura. Isso aconteceu há quatro anos, e fiz a promessa, se ficasse curada, todo dia 24 de outubro eu me vestiria de Benigna e rezaria por ela, por mim. Estou aqui, toda vestida, e rezando, agradecendo pela vida, dá até vontade de chorar, só estou aqui viva por causa de Menina Benigna. E que imensa alegria ter a beata cearense, que olha por nós “, disse, emocionada.

Já com a vovó Fátima Honório, o milagre veio da cura de sua neta, Bruna Gabrielle, de apenas três anos. “Eu e meu filho tivemos nossas preces atendidas pela Menina Benigna. Minha neta nasceu com pneumonia, teve de ficar internada e fizemos a promessa, de vesti-la de Benigna todo ano. Estamos celebrando no Crato e também irei para Santana do Cariri, para agradecer pela saúde da minha neta”, finalizou a agradecida vovó. (Texto com informações da SOP)

*Governo do Ceará

Leia também



PATOM

Enquete