Bebê de dois dias de vida é salvo de engasgo por tio orientado por telefone por médico do Samu, em Juazeiro do Norte; ouça

Profissional da saúde indicou como fazer a técnica Heimlich e, com as orientações, ajudou a salvar a criança.

Um bebê de apenas dois dias de vida foi salvo de um engasgo, na noite de quinta-feira (13), por um médico da Central de Regulação de Urgências do Samu Ceará durante um atendimento por telefone, em Juazeiro do Norte, no interior do Ceará.

O profissional da saúde indicou como fazer a técnica Heimlich e, com os apontamentos, ajudou a salvar a criança, que estava com os sinais vitais comprometidos (ouça no vídeo acima). A técnica é um procedimento padrão utilizada em casos deste tipo.

Escute o áudio: 

Com as indicações do médico, o tio da criança, Nilton Araújo, conseguiu realizar a manobra da forma correta e desobstruiu as vias aéreas do recém-nascido. De acordo com o Samu Ceará, um veículo da unidade chegou à casa da família em seguida e deu continuidade ao atendimento. Segundo o tio, o bebê teria se engasgado com leite.

“Eu tive que manter a calma e ouvir bem as orientações do médico e fazer os procedimentos certos pra dar tudo certo, como deu, graças a Deus. Foi uma emoção porque a mãe desesperada chorando, o pai também do lado emocionado. Quando a criança chorou, me aliviou muito e, graças a Deus, deu tudo certo”, disse o tio.
Para o médico Marco Rulim, que é coordenador da Central do Samu em Juazeiro e atendeu o caso, “isso nos traz um momento de muita felicidade, por conseguir atingir o objetivo, trazer essa criança de volta de uma parada [cardiorrespiratória]. Toda a equipe que estava de plantão ficou muito emocionada, muito emotiva. Cada vida que salvamos é motivo para comemorarmos”.

Uma viatura do Serviço chegou ao local em seguida, dando continuidade ao atendimento e assegurando a saúde da criança.

A técnica Heimlich é utilizada em primeiros socorros em casos de asfixia, provocada por um pedaço de comida ou algo que fique preso nas vias respiratórias. O procedimento requer que uma pessoa faça pressão sobre o diafragma da vítima, “o que provoca uma tosse forçada, expulsando dos pulmões o corpo estranho”, explicou a entidade.

*Conteúdo G1 Ceará

Leia também



PATOM

Enquete