Bispo Coadjutor da Diocese do Crato faz reflexão sobre o dia de finados

Bispo Pastana FOTO DIVULGACAO

No dia 02 de novembro, na maior parte dos países ocidentais, ocorre um dos mais importantes rituais religiosos da tradição cristã católica, isto é, o Dia de Finados.

Essa data tem por objetivo principal relembrar a memória dos mortos, dos entes queridos que já se foram, bem como (para os católicos) rezar pela alma deles, haja vista que, de acordo com a doutrina da Igreja Católica, a alma da maioria dos mortos está no Purgatório passando por um processo de purificação.

Por essa razão, a alma necessita de orações dos vivos para que intercedam a Deus pelo sofrimento que as aflige. Nesse contexto, o Dia de Finados era conhecido na Idade Média como “Dia de todas as Almas”, dia esse que sucedia o “Dia de todos os Santos” (comemorado no dia 1º de novembro).

Desde a época do cristianismo primitivo, que se desenvolveu sob as ruínas do Império Romano, que os cristãos rezavam por seus mortos, em especial pelos mártires, onde estes eram frequentemente enterrados: nas catacumbas subterrâneas da cidade de Roma.
O costume de rezar pelos mortos foi sendo introduzido paulatinamente na liturgia (conjunto de rituais que são executados ao longo do ano) da Igreja Católica.

Sobre o dia de finados o Bispo Coadjutor da Diocese do Crato, Dom Gilberto Pastana fala a Reportagem do Site Caririceara e Jornal da Princesa FM……………………….


Dom Gilberto Pastana fala das boas recordações neste dia de finados………………….

Foto: Divulgação
Por: João Vieira//Agência Caririceara
*Colaboração do radialista Paulo Dimas

Leia também



PATOM
WhatsApp Image 2022-06-20 at 16.09.29

Enquete