Casal mata agricultor a faca e enterra nas proximidades da casa onde reside em Campos Sales

DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Jota Lopes – Fotos: Reprodução/WhatsApp

Um agricultor de 26 anos foi localizado assassinado a golpes de faca e o corpo enterrado numa cova rasa na noite desta sexta-feira (10), no assentamento Lagoa do Miguel, em Campos Sales. O achado foi registrado pela polícia após uma irmã da vítima denunciar ao operador de plantão da Ciops da 4ª cia/2ºBPM sediada naquele município que o irmão da mesma, Roberto Alexandre da Silva, se encontrava desaparecido a mais de 24 horas.

A mulher afirmou que a vítima saiu de casa na agrovila Santa Maria por volta das horas das 19 horas da quinta-feira, guiando numa Honda de cor vermelha, ano 99, de placa não anotadas, dizendo que ia em direção ao assentamento Lagoa do Miguel para beber com os amigos. A denunciante acrescentou ter tomando conhecimento através de populares minutos de avisar a policia, de que seu irmão teria sido encontrado sem vida, enterrado numa cova, num terreno no Sítio Queimadas, onde reside o casal suspeito de cometer o crime, o agricultor Dionio Joaquim de Sousa, 21 anos e a esposa dele Jaqueline da Silva de Barros, de 22 anos.

A composição policial militar, sargentos Juca e Arlindo, cabo Antônio e soldado Fernandes foi deslocou para atender averiguar a informação, e ao chegar no local indicado localizou o corpo do rapaz enterrado num buraco. Os militares se dirigiram a residência do casal denunciado que negou a autoria do homicídio, acrescentado não ter conhecimento dos fatos que levaram a morte do agricultor.

No entanto, uma testemunha que reside em frente a casa dos denunciados, o deficiente visual de nome Zé Arnon, relatou que por volta das 20h30min da quinta-feira escutou barulho de uma motocicleta estacionando na residência do casal vindo minutos depois a ouviu gritos de pedido de socorro de uma pessoa para em seguida Dionio e Jaqueline irem até sua casa para assistir a uma novela na TV aparentando estarem bastantes nervosos.

Ainda de acordo com o que disse a testemunha a policia, a desconfiança de que algo errado teria ocorrido envolvendo seus vizinhos aumentou quando, por volta das 08h00 desta sexta-feira, a mulher lhe procurou para pedir uma pá emprestada. Horas depois, Jaqueline procurou a testemunha novamente e, então, entregou-lhe o instrumento pedido emprestado junto com uma faca peixeira, que Zé Arnon disse não ser sua.

Após ouvir a testemunha o policiamento observou marcas de arrastamento no chão, oriundo da residência do casal acusado até a cova onde a vítima estava. Diante dos fatos os policiais deram voz prisão aos suspeitos, momento em Dionio apresentou um documento da justiça do Estado de São Paulo, de progressão de regime de pena por prática de roubo a pessoa. O casal juntamente com os supostos instrumentos utilizados no delito foram apresentados ao delegado plantonista na Delegacia Regional de Polícia Civil do Crato, onde o bacharel Flávio Santos determinou a autuação do marido e mulher por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. Após os procedimentos na 19ª DRPC, o casal foi recambiado a cadeia pública de Campos Sales, ficando recolhido a disposição da justiça.

Leia também

Uma resposta

  1. parabéns as autoridades de campos sales. esse casal tinha que ir mesmo atras das grades, pq aqui em sp já seram muitos problemas a poçulação fazendo traficos de drogas… foram tarde… que continuem presos. cadeia pra esses marginais é pouco.

Os comentários estão desabilitados.



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Qual sua avaliação das ações do governo do presidente Jair Bolsonaro?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados