Ceará tem em 2021 menor número de roubo de carga desde 2009

unnamed

A melhoria dos índices é resultado de um esforço operacional com policiamento preventivo, ostensivo e investigativo pelas Forças de Segurança

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS/CE) divulga mais um balanço positivo em relação à redução dos indicadores criminais do Estado. Os esforços das Forças de Segurança do Ceará resultaram, no ano de 2021, na redução de 28,57% no número de ocorrências de roubo de cargas em todo o território cearense. A comparação é com todo o ano de 2020, quando foram contabilizadas 63 ocorrências, enquanto no ano seguinte (2021) esse registro caiu para 45 casos. É o melhor resultado de toda a série histórica, conforme dados extraídos pela Gerência de Estatística e Geoprocessamento (Geesp) da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp).

Essa diminuição é observada também quando se analisa os números de ocorrências desse tipo de crime no município de Fortaleza. Em 2020, foram registrados 37 casos de roubo de cargas. Já no ano passado foram 23, o que equivale a uma retração de 37,83%. A melhoria desses índices é resultado de um esforço operacional com policiamento preventivo e ostensivo, além da atuação investigativa, capitaneados pelas Forças de Segurança do Estado, em especial pela Polícia Militar do Ceará (PMCE) e pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE).

A Polícia Civil tem contribuído ativamente na redução desses índices ao longo dos anos, contando em sua estrutura com uma delegacia especializada, a Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC). Dotada de policiais especializados no assunto, a DRFVC tem atuado de forma eficaz no combate às ações criminosas no tocante aos roubos e furtos de cargas. “A DRFVC tem procurado identificar, monitorar e desarticular as associações criminosas especializadas em roubos e furtos de cargas, assim contribuindo na diminuição dos índices. Uma vez identificadas as associações criminosas, são desencadeadas operações qualificadas para cumprimento de mandados de busca e apreensão e de prisão preventivas” informa o titular da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas, delegado Pedro Viana.

“Assim que é comunicada uma ocorrência, equipes da DRFVC comparecem ao local para fazer os primeiros levantamentos, buscando imagens do local do crime, bem como nas proximidades, visando identificar os autores e os veículos utilizados na prática criminosa. Antes mesmo do registro do Boletim de Ocorrência (BO), motoristas e ajudantes são submetidos a criteriosa entrevista por parte dos investigadores, os quais visam pegar detalhes do ocorrido, bem como tentar confirmar a veracidade das informações prestadas pelas vítimas. Com o registro dos BOs e tomada de declarações das vítimas, as investigações são iniciadas de imediato, visando identificar os autores e recuperar a carga”, detalha o titular da delegacia especializada.

Videomonitoramento

Uma das ferramentas importantes que tem auxiliado na redução de crimes e na recuperação de cargas roubadas, no Ceará, é o Sistema Agilis. A inteligência artificial faz parte do Núcleo de Videomonitoramento (Nuvid) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS/CE). Atualmente, o Ceará conta com mais de 3.300 câmeras integradas à Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) da SSPDS.

Outros índices divulgados

Nesta semana, a SSPDS tem apresentado outros balanços positivos em relação à redução dos indicadores criminais. Na terça-feira (4), foi divulgada a redução de 18% nas mortes provocadas por crimes violentos no Ceará. Em todo o ano de 2021, foram registradas 3.299 mortes provocadas por crimes violentos. Em comparação com o ano anterior, quando aconteceram 4.039 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), foram 740 casos a menos.

E, nessa quarta-feira (5), foi apresentado o balanço com a redução dos Crimes Violentos Contra o Patrimônio (CVP), que abrangem todos os tipos de roubos. Em todo o ano de 2021, o Ceará apresentou uma redução de 10,8%, com 48.141 casos registrados. O acumulado do mesmo período em 2020 totalizou 53.956.

Valorização dos profissionais de segurança, fortalecimento da inteligência, aquisições de novos equipamentos, interiorização do trabalho especializado e um investimento de cerca de R$ 250 milhões, só em 2021, pelo Governo do Ceará estão por trás desses balanços positivos.

Com informações da SSPD-CE

Leia também



PATOM
WhatsApp Image 2022-07-28 at 08.57.10

Enquete