Cicloturistas percorrem o Geopark. Na Chapada do Araripe, os visitantes tiveram a oportunidade de pedalar 200 quilômetros, conhecendo trilhas, geossítios e a cultural local

O cicloturismo é mais uma atividade a fim de atrair mais visitantes para o Cariri ( Fotos: Ernesto Rocha )

Durante três dias, grupo formado por integrantes de clubes de ciclismo de vários Estados brasileiros, jornalistas e profissionais de agências de turismo conheceram o potencial da região para o cicloturismo
Cicloturistas de todo o País estiveram no último fim de semana na região do Cariri conhecendo um pouco do roteiro turístico que percorre o território do Geopark Araripe. Durante três dias, este grupo formado por integrantes de clubes de ciclismo de vários Estados, jornalistas e profissionais de agências de turismo, pedalaram cerca de 200 km, conhecendo trilhas, geossítios, além de entrarem em contato com a cultura do povo Kariri, desfrutando de sua culinária e hospitalidade.

O evento foi organizado pela empresa Trilhar, receptivo de cicloturismo da região do Cariri, com o objetivo de promover o lugar como um destino para a prática de cicloturismo. De acordo com o proprietário da empresa, Ernesto Rocha, a ideia é que estes convidados pudessem conhecer a funcionalidade deste roteiro de cicloturismo e fosse possível a partir do compartilhamento de suas experiências ajudarem a divulgar a rota. "Esse foi apenas mais um passo na efetivação desta Rota Cicloturística, um trabalho começado lá atrás pelo Grupo Eco Biker´s, onde hoje estamos conquistando cada vez mais espaço e tornando o sonho cada dia mais real", afirmou.

A programação do passeio começou na sexta-feira (22), com saída da sede do Geopark Araripe, no Crato. De lá, o grupo percorreu cerca de 55 km até Nova Olinda. A aventura continuou no sábado pela manhã, onde os ciclistas seguiram em direção a Santana do Cariri e depois mais 50 km até o Hotel Brisa da Serra, no Crato, totalizando 75km no segundo dia.

No domingo, eles cruzaram a Floresta Nacional do Araripe pedalando dentro do maior "Singletrack" do Brasil até o Distrito do Caldas em Barbalha, sendo recebidos no Hotel das Fontes, parada para lanche e banho nas Termas. O roteiro seguiu até Juazeiro do Norte, encerrando no Restaurante Taberna da Carne, na Lagoa Seca, em um total de cerca de 68km percorridos. 

O território do Geopark está inserido em uma região caracterizada pelo importante registro geológico do período Cretáceo, sendo o primeiro das Américas a ser reconhecido pela Rede Global de Geoparques

De acordo com Ernesto Rocha, ação só foi possível graças ao apoio de importantes parceiros como o Sebrae. Além da instituição, também auxiliaram na iniciativa o Hotel Brisa da Serra, o Hotel Encosta da Serra, Iu-á Hotel, Restaurante e Hotel das Fontes Caldas, Verdes Vales Lazer Hotel e Restaurante, Padaria Recanto Verde, Geopark Araripe, ICMBio, Sest Senat, Eco Biker´s, ONG Beatos, Aquassis, Instituto Kariús e Fundação Casa Grande.

Fortalecimento do turismo

O gestor do projeto de turismo do Sebrae no Cariri, Édio Callou, acredita que esta ação irá contribuir para o desenvolvimento da atividade turística da região e consequentemente para o surgimento de novos negócios. "O Cariri já é conhecido pelas suas belezas naturais e culturais, mas com o fortalecimento do cicloturismo é mais um produto que pode contribuir para a atração de mais turistas e o surgimento de novas empresas".

A própria empresa Trilhar, segundo ele, é um exemplo de negócio que surgiu a partir desta diversificação da atividade turística na região. "No Cariri nós temos uma boa estrutura de hotéis e de restaurantes, mas temos uma deficiência de receptivos. Por isso, o Sebrae vem realizando um trabalho com os pequenos empreendedores locais para preencher esta lacuna. A Trilhar é um exemplo disso. Sempre estivemos próximos, orientando na formalização, no desenvolvimento do plano de negócio, na definição de mercados-alvos, no estabelecimento de alianças estratégicas até o acesso a novos mercados", diz.

Geopark Araripe

Grande atrativo no Cariri, o Geopark Araripe é o primeiro das Américas a obter reconhecimento da Rede Global de Geoparques, sob os auspícios da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). Ele é formado por nove geossítios, distribuídos nos municípios do Crato, Nova Olinda, Santana do Cariri, Barbalha, Missão Velha e Juazeiro do Norte.

Este território está inserido em uma região caracterizada pelo importante registro geológico do período Cretáceo, com destaque para seu conteúdo paleontológico, com registros entre 150 e 90 milhões de anos, que apresenta um excepcional estado de preservação.

Diário do Nordeste

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Eleitorado nas urnas: você é a favor do voto impresso?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados