Clínica Escola de Fisioterapia atende crianças com microcefalia

A Clínica Escola de Fisioterapia da Estácio FMJ há duas semanas vem prestando atendimentos ao público regional, em diversas áreas, de forma gratuita e com agendamentos feitos previamente, a partir de encaminhamentos médicos para os tratamentos. Alguns já estão sendo realizados há mais de um mês, como é o caso das crianças com microcefalia, com o método Padovan, oferecido apenas pela rede privada. A perspectiva é estender os atendimentos a até 700 pacientes a cada mês.

Com equipamentos para tratamentos pioneiros no interior do Estado, a Clínica Escola conta com especialistas em reabilitação cardíaca, além de atendimentos na área de neurologia, pediatria, ginecologia, obstetrícia, dermatologia, traumatologia e ortopedia, distúrbios funcionais do assoalho pélvico, além de reabilitação pulmonar.

A coordenadora da Clínica Escola, Luciana de Pádua Cardoso, docente do curso de Fisioterapia da Estácio FMJ, afirma que essa vivência prática, voltada para o aprendizado discente, é uma forma de levar aos estudantes a consciência da responsabilidade profissional na clínica na área da saúde e social, associando a instituição à prática por preconizar a responsabilidade junto à comunidade. “O aluno desde o princípio vivencia isso e ainda damos a contribuição para a comunidade no tratamento de várias patologias”, diz ela.

O setor da pediatria funciona de duas formas: com a parte motora e respiratória. No caso da motora, para crianças que têm sequelas no desenvolvimento psicomotor, principalmente para assistir à nova demanda, de bebês com microcefalia. O método adotado, o Padovan, que preconiza a estimulação precoce dessas crianças, proporciona uma vida mais independente, apesar da lesão.

Mesmo com uma alta demanda de atendimentos, já no início dos trabalhos, que ocorrem no período da tarde, aos poucos todas as especialidades estão sendo contempladas. O comerciante autônomo, Cícero George Leite Tavares, iniciou seu tratamento na Clínica Escola e afirma estar satisfeito, pois pôde optar pela hidroterapia, opção que não tinha em outros espaços, com tratamento acessível, para se recuperar de um trauma de acidente motociclístico que o impediu de caminhar há vários meses.

A dona de casa Jéssica dos Santos Costa não esconde a sua felicidade com a oportunidade de poder ter um espaço para tratamento da sua filha de 9 meses, acometida pela microcefalia. Ela ressalta a qualidade de vida da filha e a constante evolução em seu tratamento com o método Padovan. “Cheguei a percorrer outros locais, mas não tive acesso pelo SUS, e nem poderia pagar particular”, afirma ela, ao destacar o bom atendimento obtido no local.

A primeira turma do Curso de Fisioterapia da Estácio FMJ se forma no final do ano. Com apenas quatro anos e meio, já se encontra com uma clínica de atendimento ao público e um trabalho de prestação de serviço à sociedade caririense. Segundo o coordenador do Curso de Fisioterapia, Rodrigo Luiz Mousinho Gomes, a média de atendimentos poderá ser ampliada, de acordo com as adaptações que poderão ser feitas no espaço da clínica. Ele ainda destacou que o projeto leva em consideração um trabalho dinâmico, em que diversos pacientes poderão ser atendidos ao mesmo tempo no local. Os atendimentos, que serão realizados por professores especialistas nas respectivas áreas, deverão ser agendados durante a semana, pelo telefone (88) 3572. 7840.

Saiba mais sobre o Método Padovan

O Método Padovan de Reorganização Neurofuncional, desenvolvido por Beatriz Padovan, é uma abordagem terapêutica que recapitula as fases do neuro-desenvolvimento. Recapitula o processo de aquisição do Andar, Falar e Pensar de maneira dinâmica, estimulando a maturação do Sistema Nervoso Central, com intuito de tornar o indivíduo apto a cumprir seu potencial genético e a adquirir todas as suas capacidades, tais como locomoção, linguagem e pensamento.

É usado como estratégia para reabilitar o Sistema Nervoso depois que perdeu suas funções, como no caso de um acidente; para impulsionar o desenvolvimento, como nos casos de atraso e distúrbios do desenvolvimento; para melhorar a qualidade de funcionamento e integração do Sistema Nervoso, e nos casos de disfunções tais como: transtorno de aprendizagem, hiperatividade, distúrbios e dificuldade de atenção e concentração, (TDAH) etc.

A técnica pode ser aplicada em todas as faixas etárias, do bebê à terceira idade, com excelentes resultados. Para ser aplicado, o Método Padovan não necessita sequer da colaboração do paciente, pois não é preciso que seu nível de consciência esteja normal para que as estimulações tenham efeito e pode ser aplicado em consultórios, em leitos, UTIs de hospitais e também a domicílio.

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Qual sua avaliação das ações do governo do presidente Jair Bolsonaro?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados