Com peças inventivas e originais, Museu Casa de Corrinha Mão na Massa é inaugurado

JPA9287-scaled

Foi inaugurado na tarde deste sábado, 27, o Museu Casa de Corrinha Mão na Massa, o 10º Museu Orgânico na região do Cariri. O evento fez parte da programação da 24ª Edição da Mostra Cariri de Culturas.

“Os Museus Orgânicos são um dos projetos mais bonitos do Sesc Ceará, que agregam valor não apenas para o setor da cultura, mas também para todo o desenvolvimento econômico da região”, destacou o vice-presidente do Sistema Fecomércio Ceará, Luiz Fernando Bittencourt, na abertura.

Maria do Socorro Nascimento, a Corrinha Mão na Massa, contou a história da sua olaria e como se tornou referência nessa arte no Cariri. Ela agradeceu ao Sistema Fecomércio, através do seu braço social, o Sesc, pelo reconhecimento. “Quero compartilhar com vocês essa alegria, é um momento importante”, resumiu a artesã.

O acervo do Museu conta com peças inventivas e originais ilustrando a trajetória da ceramista que extrai sua inspiração da natureza. São Estátuas de barro, potes de parede, biojóias e peças decorativas.

“No museu orgânico a cultura é gerenciada pelo próprio mestre. O Museu Casa de Corrinha traz a história da cerâmica do Cariri e faz uma ponte importante com a economia, o turismo e a educação”, ressaltou o gerente de cultura do Sesc, Alemberg Quindins.

A proposta do novo equipamento é oferecer visibilidade e reconhecimento para a ceramista cujo trabalho foi moldado na tradição do barro, presente na região desde o período pré-colonial. A iniciativa é uma contribuição do Sistema Fecomércio, por meio do seu braço social, o Sesc, no sentido de ressaltar a linhagem perene de mestres da cultura caririenses.

Sobre os Museus Orgânicos

A Iniciativa tem como principal premissa estabelecer vínculos entre patrimônio material e imaterial justamente onde essa tradição pulsa e está enraizada: em suas moradas. As casas se constituem em lugares de memória e de afeto, assim, tudo o que está ali marca a história daquele território, inclusive os moradores, suas vestimentas, fotografias, objetos, instrumentos e tudo aquilo que marca o cotidiano de mestres e artistas. Com a proposta de reunir 17 museus em uma rota de preservação da cultura e suas manifestações, de maneira orgânica, o projeto também tem a missão de fomentar o turismo social.

Leia também



PATOM

Enquete