Comissão de vereadores vai a Fortaleza defender limites territoriais de Juazeiro

CÂMARA DE Juazeiro (3)

Vereadores de Juazeiro se reunirão com deputados em Fortaleza, na próxima terça-feira (11) para tratar sobre a questão da Lei 16.198 aprovada recentemente na Assembleia Legislativa do Ceará e que redefiniu os limites territoriais dos municípios do Crajubar. Pela nova divisão, Juazeiro perde parte de seu território e isso tem causado uma mobilização contra a medida.

Os vereadores Damian Calu, Rita Monteiro, David Araújo, Zé Barreto e Demontier Agra formam a Comissão da Câmara de Juazeiro que percorrerá os órgãos em Fortaleza na tentativa de conseguir apoio para a causa.

O professor Fábio Sousa esteve na Tribuna para falar sobre o assunto na sessão desta quinta-feira (06). Segundo Fábio é preciso levar a discussão para os bairros, para o conhecimento do povo. “É necessário mobilização e esclarecimento da população”. Ele antecipa que dia 22 haverá uma reunião no bairro Frei Damião para levar o assunto as pessoas, e chamá-las para a discussão, pois, segundo ele, ninguém foi ouvido antes de aprovarem a Lei.

Um abaixo assinado está colhendo assinaturas na internet e o professor solicitou da Câmara de Vereadores uma mesa para colher assinaturas na entrada da Casa, em dias de sessões ordinárias. A idéia é conseguir o máximo de adesão para encaminhar a Assembleia, demonstrando a recusa dos juazeirenses à aprovação da Lei. Ele sugere que a Comissão da Câmara vá ao Tribunal de Justiça do Ceará onde pode ser definitivamente resolvida a questão, além da realização de uma audiência pública da Assembleia Legislativa em Juazeiro. “Temos que pressionar os deputados e seus partidos. Não se trata de reformar a Lei 16.198, pois é ilegal, ela precisa ser enterrada”, alega Fábio.

O vereador Zé Barreto declara que com o movimento de mobilização formado, ele será o primeiro a ir às ruas na defesa de Juazeiro.

Para o vereador Capitão Vieira esse é um movimento político. “A Assembleia é o lugar pra se resolver e o que se precisa é vontade política dos deputados”, afirma. Segundo Vieira, o deputado Júlio César, autor da Lei, já reconhece que a Lei precisa ser mudada, a questão agora é de mobilização com os parlamentares estaduais e Governo do Estado.

Demontier Agra também considera ser um movimento político e pede que cada vereador entre em contato com os deputados para cobrar. De acordo com ele todo movimento é válido neste momento.

Rita Monteiro diz que é preciso lutar para reverter a situação.

O presidente Glêdson Bezerra afirma que Juazeiro tem representantes e que devem estar unidos na luta para deixar claro que Juazeiro não vai perder território.

A nova Lei está suspensa por uma determinação do Tribunal de Justiça do Ceará.

Leia também



PATOM

Enquete