Criada a Área de Proteção Ambiental do Horto de Padre Cícero

1

O governador Camilo Santana assinou decreto e criou a Área de Proteção Ambiental (APA) do Horto de Padre Cícero, no município de Juazeiro do Norte. A nova Unidade de Conservação (UC) estadual, categoria de Uso Sustentável, é a 35ª a ser decretada pelo Governo do Ceará. Com área total de 1.003,4606 ha e mais de 16 mil metros de perímetro, a UC fica localizada na Serra do Catolé (Colina do Horto), compreendendo uma área de importante destino do fluxo de turistas e romeiros. A solenidade de assinatura aconteceu no último dia 23, durante solenidade de inauguração do Teleférico do Horto.

O equipamento visa incrementar o turismo na região, principalmente o religioso, já que liga a Praça dos Romeiros à área onde fica a estátua de Padre Cícero. Mesmo com um grande fluxo de pessoas na região, o Governo do Ceará trabalha para que o turismo seja realizado de maneira sustentável, daí a importância da regulamentação do uso do espaço, com a criação da nova APA. A UC foi criada após estudo realizado pela Secretaria do Meio Ambiente (Sema) e pela Universidade Regional do Cariri (Urca), em parceria com o Geopark Araripe.

Objetivos

De acordo com a orientadora da Célula de Conservação da Diversidade Biológica (Cedib), da Coordenadoria de Biodiversidade (Cobio/Sema), “a região foi transformada em UC tendo como principais objetivos: a conservação da fauna e da flora, especialmente as espécies endêmicas, raras ou ameaçadas de extinção; a ordenação dos processos de uso e ocupação em consonância às diretrizes do Plano Diretor; proteção dos ecossistemas e dos serviços ecossistêmicos; conservação dos recursos hídricos superficiais e subterrâneos em consonância com o Plano da Sub-Bacia hidrográfica do rio Salgado; manejo sustentável dos recursos naturais, fundamentado na economia criativa; promoção do turismo de base sustentável; e recuperação de áreas degradadas.”

Flora e fauna

Explica ainda, que “inserida no contexto da Caatinga, compreende um tipo de vegetação caducifólia que cobre a maior parte do Semiárido nordestino. “O tipo vegetacional identificado é pertencente a unidade de relevo denominada Maciço residual (Mata Seca do Cristalino)”. Dentro da variada composição faunística estão espécies vulneráveis ou em perigo de extinção, como é o caso do mocó (Kerodon rupestres) e gato-do-mato (Leopardus emiliae). “Cabe destacar, que a criação da APA deverá contribuir com a gestão das áreas protegidas existentes no Sul do Estado com a possibilidade de implementação de corredores ecológicos e que poderão vir a constituir um mosaico de áreas protegidas, de acordo com Art. 26 do Sistema Nacional de Unidades de Conservação (Snuc)”, destaca.

Leia também



600x600px_Banner_02.04_PMB_2022

Enquete