Defesa de Eike Batista nega acordo de rendição com a Polícia Federal

A defesa de Eike Batista negou que haja um acordo com a Polícia Federal para que o empresário se entregue em seu retorno ao Brasil. A informação foi divulgada pelo advogado Fernando Martins ao G1. De acordo com informações do colunista Lauro Jardim, no O Globo, a defesa de Eike teria garantido, por escrito, que o ex-bilionário desembarcaria no Rio de Janeiro nesta segunda-feira (30), para ser preso.

Ainda de acordo com o colunista, não haveria qualquer acordo para que Eike fique em uma prisão especial. Ele seria encaminhado a um presídio designado a presos que não têm formação universitária.

Eike Batista é acusado de corrupção, lavagem de dinheiro e fraude em licitações de obras públicas no Rio de Janeiro, no âmbito da Operação Eficiência, a segunda etapa da Operação Lava Jato. De acordo com a investigação, o empresário teria pagado propinas ao ex-governador Sérgio Cabral.

Após a PF cumprir mandado de prisão preventiva na quinta-feira (26) e não encontrar o empresário, foi descoberto que Eike havia viajado para Nova York na terça (24), o que levou a Polícia Federal a classificá-lo como foragido.

Eike é dono de um apartamento em Nova York, na esquina da Avenida Madison com a rua 61, ainda de acordo com o colunista Lauro Jardim.

JORNAL DO BRASIL- FOTO: DIVULGAÇÃO

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Você acha que motoristas alcoolizados devem ser considerados criminosos?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados