Deficiente físico possuidor de longa ficha criminal executado a tiros em Crato

Luiz Antonio dos Santos, o Luiz Pezinho , 15.03.17

Redação/Agência Caririceara.com
Foto recebida via WhatsApp

Um homem deficiente físico que na sua ficha criminal constam vinte e seis inquéritos policiais, foi executado a tiros na noite desta quarta-feira (15) em Crato. Por volta das 18h30min, Luiz Antonio dos Santos, o “Luiz Pezinho”, 35 anos eu morava na Rua Francisco de Assis, Bairro Seminário, se encontrava na Praça quatro Bancos na rua Lavras Mangabeira, no mesmo Bairro onde residia, quando indivíduos não identificados chegaram numa motocicletas de características não anotadas, se aproximou dele e o alvejou com dois tiros na cabeça.

Após o ato criminoso a dupla empreendeu fuga seguindo destino ignorado, enquanto a vítima falecia no local. A polícia militar solicitou a presença do Samu que ao chegar apenas atestou o óbito. A morte foi comunicada a pericia forense que se fez presente ao local do crime e removeu do corpo para ser necropsiado.

Familiares informaram aos militares que atenderam a ocorrência que “Luiz Pezinho”, dias atrás estava numa clínica de recuperação de dependentes químicos e que havia saindo há pouco tempo. Uma irmã dele de nome Maria José disse que ele estava devendo a um “agiota”, mas não citou o nome do credor.

As viaturas de serviço da policia cratense efetuaram rondas na tentativa de identifica e prender os acusados, mas sem êxito. Segundo o tenente-coronel Paulo Hermann, comandante do Batalhão policial militar, Luiz Pezinho possuía antecedentes por três lesões (Artigo 129 da lei 2848), dois crimes de injúria (Artigo 140 da lei 2848), sete por ameaça (Artigo 147 da lei 2848), por uma invasão de domicílio (Artigo 150 da lei 2848), por dois danos (Artigo 163 da lei 2848), por um crime sexual (Artigo 213 da lei 2848), por resistência a prisão (Artigo 329 da lei 2848), por desacato (Artigo 331 da lei 2848), por uma Contravenção penal (19 da lei 3688), além de sete por violência doméstica.

Leia também



PATOM

Enquete