Deficiente mental morre ao ser atropelado por carro na CE 292 em Araripe; e ajudante de pedreiro em colisão entre veículos em Brejo Santo

MARCELO AGOSTINHO DA SILVA

DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Jota Lopes – Foto: Redes Sociais

Duas mortes em decorrência da violência no transito foram registradas na noite deste sábado (08), no cariri cearense. De acordo com a Polícia Militar, por volta das 19h30min populares informaram que um veículo tipo Sedan, cor escura, que seguia pela CE 292 sentido Campos Sales / Araripe, e ao chegar na entrada deste último município, atropelou o deficiente mental Marcelo Agostinho da Silva, que no próximo dia 13 completaria 36 anos e residência na Rua 105, COHAB III, Araripe/CE.

A vítima ainda chegou a ser socorrida por populares ao Hospital local, porém não resistiu aos ferimentos e veio a óbito minutos depois. A composição PM de serviço no destacamento de Araripe sargento Xavier, cabo R. Costa, soldados Alencar e Nascimento foi acionada e apurou que após o fato o veículo atropelador seguiu sentido a cidade de Potengi. Os militares diligenciaram no intuito de prender o infrator, mas não se lograram êxito no referido intento.

No mesmo horário na BR 116, à altura do KM 513, no sitio Boqueirão, município de Brejo Santo/CE, o ajudante de pedreiro Zélio José da Silva, 38 anos, que morava no sitio Boqueirão foi vitima fatal de uma colisão entre veículos. Segundo relatos de populares repassados a polícia, a vitima pilotava uma moto Honda XLR 125, de cor azul, ano/modelo 2002, de placa HYE-3450/Brejo Santo/CE, quando colidiu frontalmente com um micro-ônibus da marca Mercedes Benz Micruss, de cor branca, ano/mod2005, de placas JQH-8779/Brejo Santo/CE, licenciado em nome de Araújo Turismo Transporte Ltda.

A policia apurou ainda que o coletivo seguia sentido Jati/CE – Brejo Santo/CE na sua mão de direção e o condutor que seguia no sentido contrário teria invadido a contramão ocasionando o acidente. O ônibus transportava um grupo de jovens.

Após o ocorrido o motorista do micro-ônibus evadiu-se do local, não podendo ser identificado. O SAMU também se fez presente, mas só para constatar o óbito. As Polícias Civil e Rodoviária Federal foram acionadas e tomaram todas as medidas cabíveis.

A Polícia Militar de Brejo Santo informou que, Zélio José da Silva respondia judicialmente pelos crimes de Ameaça, Lesão Corporal, embriaguez ao volante e violação de domicilio. O corpo dele, igualmente ao de Marcelo Agostinho da Silva morto atropelado em Araripe,  também encaminhado ao Núcleo de Ciências Forense (Antigo Instituto Médico Legal-IML) regional do cariri a fim de serem necropsiados e posteriormente entregue aos familiares para providenciarem os sepultamentos.

A republicação é gratuita desde que citada a fonte.

Leia também



PATOM

Enquete