Governo do Ceará investe R$ 245 milhões e cria 574 leitos extras para enfrentamento ao coronavírus

Governador anunciou ainda medidas na área social para beneficiar a população mais vulnerável do Ceará

O Governo do Ceará tem investido R$ 245 milhões para reestruturação do sistema de saúde, aquisição de equipamentos e insumos para enfrentamento ao coronavírus no estado. Além disso, até o momento, 574 leitos extras foram autorizados pelo governador Camilo Santana para atender pacientes em Fortaleza e no interior. Entre as medidas sociais para beneficiar os cearenses mais vulneráveis, destaca-se ainda a isenção da conta de água para 338 mil famílias que se encontram no padrão básico da tarifa social.

Atualmente, foram confirmados 238 casos de coronavírus e 3 mortes no Ceará. “A vida de cada um dos cearenses está em primeiro lugar. Trabalhamos 24 horas por dia, sempre com total transparência na divulgação dos números de casos confirmados, casos suspeitos e testes em andamento aqui no Ceará. Para se ter um planejamento de uma ação é preciso testar, nos bairros, nas cidades. Há um esforço de uma equipe muito competente da saúde para se manter um planejamento de ações, e eu destaco que aqui as condutas partem de orientações científicas, técnicas e de profissionais de saúde, além das orientações da OMS e de tudo que sido feito no mundo para combater o vírus”, destacou o governador.

Reforço da rede

Parte das medidas foi anunciada pelo governador antes mesmo da confirmação do primeiro caso (16 de março) de coronavírus no estado. No dia 12 deste mês, o chefe do Executivo liberou R$ 45 milhões para investimento na rede da saúde. Ontem, durante live nas redes sociais, Camilo Santana anunciou R$ 200 milhões do tesouro estadual para a compra de respiradores, insumos (Equipamento de Proteção Individual) e reforço na rede de saúde da Capital e interior.

Leitos

Além dos recursos, o Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Saúde, está ampliando a rede pública em 574 leitos até o momento (224 de UTI e 350 de internação). Foram 230 leitos com a solicitação do hospital Leonardo da Vinci para atender com exclusividade pacientes com o coronavírus; autorização da montagem de três Hospitais de Campanha anexos ao Hospital Geral de Fortaleza (HGF), Hospital do Coração e Hospital Geral Cesar Cals, com 50 leitos em cada, totalizando mais 150 na Capital; e outros 150 leitos no interior, sendo 50 em cada hospital regional – Sobral, Quixeramobim e de Juazeiro do Norte. Além de mais 44 leitos em parceria com a Prefeitura de Fortaleza com o IJF2.

O Governo do Estado solicitou junto ao Ministério da Saúde a habilitação de novos leitos de terapia intensiva para sete municípios – Itapipoca, Icó, Iguatu, Tauá, Crateús, Tianguá, Aracati. A autorização para a ampliação deve sair em até 15 dias.

Testes

O Governo do Ceará adquiriu ainda 350 mil testes rápidos para detecção do coronavírus. As coletas serão prioritárias para o teste em profissionais da saúde, com resultados para a doença entre cinco a dez minutos.

Comitê

Para ajudar no enfrentamento ao coronavírus, o governador assinou decreto que cria o Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia do Coronavírus no Ceará, que  reúne 25 entidades/órgãos – Assembleia, Tribunal de Justiça, Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal, Tribunal de Contas do Estado, Ministério Público do Trabalho, Tribunal Regional do Trabalho, OAB, Justiça Federal, Defensoria Pública, Prefeitura de Fortaleza, Aprece, Uece, UFC, Fiec, Fecomércio, Acert, CDL, Anvisa e as secretarias da Saúde, Casa Civil, Segurança, Proteção Social, Educação e Administração Penitenciária.

Telesaúde e treinamento

Como parte do Plano de Enfrentamento ao Coronavírus, a Secretaria da Saúde criou o sistema Telesaúde 24h. Por meio do telefone 08002751475 a população pode tirar todas as dúvidas sobre prevenção ao coronavírus e os sintomas da doença.

A Sesa realizou, ainda, o treinamento e orientação das unidades hospitalares públicas e privadas do Ceará para enfrentamento ao coronavírus e cancelou as férias de todos os profissionais de saúde do Estado.

Área social

Para beneficiar a população mais vulnerável do Ceará, o governador Camilo Santana anunciou a isenção da conta de água para 338 mil famílias que se encontram no padrão básico da tarifa social, com consumo até 10 metros cúbicos pelos próximos três meses. Foi suspensa, ainda, a taxa de contingenciamento para 221 mil domicílios que estejam dentro dos padrões básico e popular. Camilo Santana articulou junto a Aneel a suspensão do corte de energia durante o período de quarentena.

No último dia 24 de março, o Governo do Ceará realizou a antecipação do pagamento do Cartão Mais Infância para auxiliar as famílias cearenses mais vulneráveis neste momento de pandemia do coronavírus. O valor de R$ 85 que seria depositado apenas em 15 de abril foi depositado na conta dos beneficiários, totalizando um investimento superior a R$ 4 milhões. Mais de 47 mil famílias com crianças na primeira infância e em situação de extrema pobreza foram contempladas.

Cultura

O Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Cultura (Secult), publica nesta sexta-feira (27/3) o edital “Festival Cultura DendiCasa: Arte de Casa para o Mundo”, com a seleção de 400 projetos com conteúdos artísticos, para compor uma programação especial de difusão em plataformas digitais, das mais variadas linguagens artísticas. O objetivo é movimentar a economia artística, criativa e cultural, no contexto do enfrentamento ao coronavírus no Ceará.

Voos

O Governo do Estado já havia solicitado o cancelamento de todos os voos internacionais para Fortaleza. Além disso, com autorização da Justiça, as equipes de Saúde do Ceará estão examinando os passageiros vindos de outros estados do país.

SAIBA MAIS

CORONAVÍRUS (COVID-19) Governo do Ceará libera R$ 200 milhões para comprar insumos e pede alinhamento nas decisões do Brasil

Na noite nesta quinta-feira (26), o Governo do Ceará liberou R$ 200 milhões em recursos para combater o coronavírus no Estado. O governador Camilo Santana utilizou suas redes sociais para listar também uma série de ações que sido feitas, como a ampliação dos número de leitos na Capital e no Interior, pediu um alinhamento de ações de combate ao vírus no Brasil, e adiantou que haverá uma reunião sobre a economia com o setor produtivo nesta sexta-feira (27).

R$ 200 milhões

Camilo destacou que mundo inteiro tem sido um grande desafio adquirir equipamentos nesse momento do combate à pandemia, mas que no Ceará ele já havia liberado R$ 45 milhões no investimento da reestruturação da saúde pública, e que nesta quinta-feira (26) anunciou mais recursos, totalizando quase R$ 245 milhões, oriundos do tesouro estadual. “Autorizei mais uma compra, agora de quase R$ 200 milhões em equipamentos e insumos para o enfrentando contra o coronavírus, inclusive com uma grande parte já paga. Isso significa a compra de mais respiradores, insumos e custeio de despesas na rede de saúde da Capital e de municípios no interior”, enumerou.

Mais leitos em todo o Estado

O governador listou os números da ampliação de leitos no Estado, além de garantir o aumento no número de leitos aos hospitais do interior também. “Vamos lembrar que adquirimos temporariamente o Hospital Leonardo da Vinci, com 230 leitos, sendo 30 de UTI, para atender com exclusividade pacientes com o coronavírus. Autorizamos a montagem de três Hospitais de Campanha, se valendo das estruturas básicas do Hospital Geral de Fortaleza (HGF), Hospital do Coração e Cesar Cals, onde cada um terá 50 leitos disponíveis, totalizando mais 150 em Fortaleza. E também temos confirmados outros 150 leitos no interior, sendo 50 em cada hospital regional de Sobral, Quixeramobim e de Juazeiro do Norte”, disse Camilo.

Falta de alinhamento no Brasil

O governador do Ceará se reuniu com o Comitê Estadual de Enfrentamento ao coronavírus, e na ocasião, demonstrou preocupação da falta de alinhamento de ações entre os Estados e o governo federal no combate da pandemia no Brasil. “Há uma preocupação da falta de alinhamento no Brasil. No mundo inteiro percebe-se uma diretriz de ação, algo a ser seguido pelo inistério da Saúde, com orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), e especialistas de saúde de cada localidade. E isso tem forçado para que cada governador tome decisões importantes, e aqui no Ceará estamos tomando as decisões considerando que em primeiro lugar está a vida das pessoas.”

Proteção social e a economia

“Nesta sexta-feira (27) terei reunião com o setor produtivo, comércio e indústria do Ceará, com o objetivo de avaliarmos os efeitos do vírus em relação a nossa economia. Temos a preocupação com o emprego do povo cearense, principalmente em relação aos vendedores ambulantes, os informais. Mas o governo federal ainda não saiu com nenhum medida de auxílio para o caso. Mas é importante notar que o enfrentamento tem de ser feito por todos, no mundo inteiro estão saindo medidas de proteção ao setor produtivo de cada país, e quem pode fazer isso aqui é o governo federal, fazer essa rede de proteção social aos que mais precisam nesse momento. A Câmara Federal está prestes a votar medidas que podem garantir uma complementação de renda para essas famílias mais vulneráveis no Ceará e no Brasil, decisão acertada e que vai de encontro ao que prego aqui, pois o meu compromisso é de proteger as vidas das pessoas.”

Medidas guiadas pela ciência

Camilo Santana reforçou ainda que o Ceará é um dos Estados do Brasil que garante mais transparência no diagnóstico dos casos de coronavírus, e das ações de enfrentamento. “Trabalhamos 24 horas por dia, sempre com total transparência na divulgação dos números de casos confirmados, casos suspeitos e testes em andamento aqui no Ceará. Para se ter um planejamento de uma ação é preciso testar, nos bairros, nas cidades. Há um esforço de uma equipe muito competente da saúde para se manter um planejamento de ações, e eu destaco que aqui as condutas partem de orientações científicas, técnicas e de profissionais de saúde, além das orientações da OMS e de tudo que sido feito no mundo para combater o vírus”, destacou o governador.

Condolências

Por fim, Camilo Santana lamentou os três primeiros óbitos confirmados no Ceará, acometidos pelo covid-19. “Quero aqui lamentar, me solidarizar com as famílias, e desejar muita força e energia para superar esse momento difícil que é perder um ente querido”, finalizou o governador.

*Governo do Ceará

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Você acha que motoristas alcoolizados devem ser considerados criminosos?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados