Homem de 26 anos morre no HRC em Juazeiro após ter sido lesionado a bala e a faca durante madrugada de terror em Assaré

Após ser baleado na “Faixa de Gaza” em Juazeiro, jovem com passagens morre no HRC. _Rabecão

DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Jota Lopes – Foto: Arquivo/ Caririceara.com

Um homem de 26 anos morreu assassinado, horas depois de junto com outros dois terem promovido uma madrugada de terror na cidade de Assaré-CE. De acordo com o registro policial, por volta de 00h30mim, desta terça-feira (11) o Destacamento PM recebeu uma informação de que três indivíduos estariam tentando invadir a Churrascaria Laudir, que funciona na Rua Euclides Onofre, 442, no bairro centro sendo deslocada para atender a ocorrência a composição militar, Sargentos Haroldo e Josenaldo, soldado Xavier.

Os militares ao chegarem ao estabelecimento comercial foram informados pelo proprietário que os indivíduos conhecidos por Zé Paulo, Val e Lindomar estavam armados e tentando adentrar no comércio. Segundo os PMs, o comerciante relatou que os denunciados teriam dito palavrões e ameaçado atirar enquanto desferiam chutes no portão, e como não conseguiram invadir o local, foram embora. O policiamento diligenciou em torno do fato, mas não encontrou nenhum dos suspeitos.

Cerca de 30 minutos depois, Os PMs receberam outra informação de que três homens armados, estava em frente a residência de uma senhora identificada por Vanda, na rua Alexandre da Silva Pereira, no centro de cidade. Os policiais ao chegarem foram informados pela mulher e demais familiares, que Zé Paulo, Val e Lindomar portando armas de fogo, inclusive com uma arma longa, teriam arrombado a porta de sua casa e perguntado por seus filhos, Iago e Emanuel, pois iriam matá-los tendo o Val encostado um revolver na cabeça da mãe dos dois rapazes que eles procuravam, ameaçando a mulher de que se ela não apontasse o paradeiro dos procurados, iria morrer, mas que diante da gritaria e pedido de socorro dos familiares os acusados se retiraram do imóvel.

A equipe policial prosseguiu com as diligencias vindo por volta de 01h30min, receber nova informação de mais uma investida do trio, desta vez os elementos teriam ido a casa do desafeto identificado como sendo o Servente de Pedreiro, Cicero Jean Aguiar Xavier, vulgo “Jean”,24 anos, na rua José Daniel, 157, Bairro José Dodô no intuito de prestarem contas. Os policiais ao chegaram a residência, tomaram conhecimento através de familiares do homem procurado por Val, Lindomar e Zé Paulo que estes já haviam tentado invadir sua casa pelo telhado, chegando a destelharem o imóvel aos gritos e ameaçando e perguntando por Jean que fugiu para a casa vizinha, ocasião em que os acusados arrombaram a janela da casa vizinha para onde seu desafeto teria ido se refugiar, mas este, já tinha se evadido pelos fundo, vindo mais uma vez o trio não conseguindo seu intento saindo do local

Diante dos fatos, a PM de Assaré solicitou apoio ao Destacamento de Antonina do Norte, que fica há 17km e de pronto foi atendida pelo subtenente Cosmo, soldados Gleidson e Lima e mais uma vez, continuaram as diligencias, com objetivo de prender Val, Lindomar e Zé Paulo, mas como as diligencias não obtiveram êxito, por volta das 03h00 a composição PM de Antonina do Norte retornou a sua área. Contudo a guarnição militar de Assaré prosseguiu diligenciando e por volta das 03h30min , novamente a Sra. Vanda entrou em contato com os policiais informando que Zé Paulo, Val e Lindomar, teriam retornado a sua residência, atrás de seus filhos(Iago e Emanuel) e que dessa vez passaram atirando. Em seguida pessoa do Jean veio a informar aos militares que os acusados teriam passado novamente em sua casa com armas em punho fazendo ameaças.

Em continuidade as buscas em torno do ocorrido, por volta das 04h20min, a composição policial encontrou na Rua Abel Mota, bairro José Dodô, caído numa calçada lesionado e sangrando, o Pedreiro Lindomar Caetano da Silva, que era mais conhecido por Lindomar, 26 anos e residia na rua Sagrada Família, 412, Bairro José Dodô,. Os militares solicitaram a presença do SAMU para o socorro, que durante o atendimento, o irmão do Lindomar identificado por “Val” chegou com o RG e o Cartão do SUS para que o ferido fosse atendido no hospital de Assaré.

Na unidade hospitalar em conversação mantida com o médico plantonista, os policiais foram informados que o agredido sofreu dois ferimentos graves, um de arma de fogo e outro profundo e possivelmente feito por um objeto cortante. Ele foi transferido para o Hospital regional de Juazeiro do Norte, aonde veio a falecer por volta das 08h30min.

Segundo a guarnição policial, ao ser indagado que seria seu nome, Val se identificou apenas como Antonio Caetano, mas devido a desconfiança dos militares, ele foi levado aos locais por onde o trio teria passado e este foi reconhecido por todos, como sendo um dos homens que estariam provocando o terror armado na cidade, ameaçando e arrombando as casas de seus desafetos com intuito de mata-los. Posteriormente “Val” foi identificado como sendo o servente de pedreiro, Antonio Caetano da Silva, 21 anos, residente no endereço do lesionado e acabou preso e apresentado ao delegado Municipal de Assaré Dr. Bruno Rafael Vital Sampaio na DP local, enquanto Zé Paulo continua sendo procurado pela polícia.

Em seu depoimento na delegacia “Val” afirmou explicitamente que Jean foi o autor do disparo de arma de fogo e da outra lesão que matou seu irmão. Diante da denúncia, a policia militar se dirigiu a casa do denunciado efetuando a prisão dele que foi autuado em flagrante por homicídio e enquanto que Val pelo crimes de ameaça, lesão corporal, invasão de domicilio e dano.

Após os procedimentos na delegacia, Cicero Jean ficou preso sobre a custódia da Polícia civil, em seguida recambiado para a cadeia publica da cidade do Crato-CE por medida de segurança; já Antonio Caetano, o “Val”, encontra-se recolhido na cadeia publica da cidade de Assaré, estando os dois a disposição da Justiça do município assareense.

A republicação é gratuita desde que citada a fonte.

Leia também



PATOM

Enquete