Homicídio no Gesso em Crato. A vítima foi um ex-presidiário de 19 anos morto a tiros.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Redação/Agência Caririceara/Foto: Arquivo

A polícia do Crato registrou no final da noite deste sábado (19), um crime de morte na comunidade do Gesso,  Bairro Pinto Madeira. Foi o terceiro homicídio ocorrido na cidade na semana. O crime ocorreu por volta das 23h00min, na Rua São Francisco. A vítima trata-se do ex-presidiário Jéfferson Pereira de Morais, vulgo “Chitão“, 19 anos assassinado com cinco disparos de arma de fogo.

“Chitão”, ainda foi socorrido ao hospital são Raimundo falecendo minutos depois. O corpo foi encaminhado ao Núcleo de Ciências Forense (Antigo Instituto Médico Legal-IML) Regional do Cariri em Juazeiro. Equipe de militar do Policiamento Ostensivo Geral (POG) e do RAIO diligenciaram em torno do ocorrido, mas sem êxito na identificação e prisão de quem cometeu o assassinato. A motivação para o crime, bem como a autoria estão sendo investigadas pela polícia.

Na quarta-feira (16), João Nateniel Marinho da Silva, o “Natan” que residia na Travessa Mauriti, 727, Bairro Seminário em Crato foi executado com dezesseis tiros, por volta 21h30min O crime aconteceu no bar do “Galego” que funciona nas imediações da Praça dos quatro bancos, na rua Lavras da Mangabeira, bairro seminário.

Na noite da sexta-feira (18), o estudante Wesley da Silva Ribeiro, o “Tiquim” como era chamado e residia na Rua Pedro Vilar, 193, Conjunto Nossa Senhora de Fátima (O Mutirão da vida) foi morto com disparos de arma de fogo na cabeça. O homicídio ocorreu por volta das 22h00min na Rua Saturnino Candeia à altura do número, 395 no Mutirão. Nos três casos até fechamento dessa matéria, os acusados permaneciam foragidos e desconhecidos.

Leia também



PATOM
IMG-20220706-WA0003

Enquete