Homicídios à bala foram registrados nesta quarta-feira em Araripe e Mauriti.

Dois crimes de morte foram registrados no dia de hoje (21) na região do cariri. No município de Araripe, uma discussão banal entre marido e mulher acabou em homicídio. Segundo informações da polícia militar, o casal de agricultores, Eva

Eva Ribeiro Nunes, 35 anos assassinado com tiro de espingarda pelo companheiro na zona rural de Araripe
Eva Ribeiro Nunes, 35 anos assassinado com tiro de espingarda pelo companheiro na zona rural de Araripe

Ribeiro Nunes, 35 anos e Antônio Laércio Freire de Andrade, 45 anos que convivia maritalmente por volta das 08h00min, por motivos alheios vieram a discutir ocasião em que a mulher apoderou- se de uma espingarda tipo socadeira e efetuou um tiro no peito esquerdo do esposo que também de posse outra espingarda de fabricação caseira revidou matando a companheira.

O fato aconteceu no interior da residência do casal na Serra Caldeirão, no Sítio Mundéu, distante 18 km do centro de Araripe. A polícia ao chegar no local do ocorrido já encontrou Eva Ribeiro sem vida e socorreu Antonio Laércio para o hospital do município, o qual em seguida foi transferido para o Hospital regional do Cariri em Juazeiro do Norte onde está internado sob escolta policial. As duas espingardas usadas no duplo delito foram apreendidas e apresentadas na delegacia de polícia civil de Brejo Santo, de plantão nesta quarta-feira no cariri.

Já por volta das 12h40min, na Rua José Teodorico Leite, bairro Serrinha, em Mauriti/CE, o jovem Yago Moreira Brito, 21 anos, foi vitima de homicídio por arma de fogo. A polícia apurou junto a testemunhas que o crime foi cometido por dois indivíduos desconhecidos. A dupla chegou a casa onde a vítima morava, na Rua José Teodorico Leite, bairro Serrinha, numa motocicleta de cor preta e de capacetes, invadiram o imóvel e efetuaram vários disparos contra Yago que morreu no local, enquanto os atiradores fugiam seguindo destino ignorado.

De acordo com informações da polícia de Mauriti, Yago respondia por crime de furto (art. 155), lesão corporal (art. 129) e ameaça (art. 147). Diligências foram efetuadas em torno do fato pela equipe de militares sob o comando do Sargento Damasceno, na tentativa de identificar e prender os acusados, mas sem êxito. O corpo de Yago igualmente ao de Eva Ribeiro foi trasladado pela equipe do rabecão do Núcleo de Ciências Forense (Antigo Instituo Médico Legal-IML) Regional do Cariri para necropsia.

Por: Jota Lopes /Agência Caririceara.com

Todos direitos reservados a Caririceara.com. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização sob pena, de punição de acordo a Lei dos Direitos Autorais.

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Você acha que motoristas alcoolizados devem ser considerados criminosos?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados