Icasa denuncia descaso de ambulância no estádio Abilhão

Quixadá venceu o Icasa

Durante a derrota para o Quixadá, na tarde deste sábado, por 2 a 0, o atacante icasiano Benhur teve que ser substituído após sofrer uma contusão no ombro. Segundo o supervisor do Icasa, Robério Silva, o jogador foi atendido pela ambulância do Abilhão, que se negou a removê-lo a um hospital. “Nós estávamos preocupados com o atleta e o motorista (da ambulância) simplesmente se negou a levar o Benhur”, reclamou.

Ainda de acordo com Robério Silva, havia a suspeita de fratura no ombro do jogador. “Isso é um absurdo, porque mesmo que eles estivessem preocupados em parar o jogo (pela ausência da ambulância) eu já tinha consultado o quarto árbitro que me garantiu que o jogo não seria paralisado”, explicou.

Os fatos relatados pelo supervisor do Verdão foram repassados à equipe de arbitragem. “Nossa fase já não é boa e ainda acontece esse tipo de coisa, mas nós vamos formalizar um documento para a Federação Cearense”, prometeu.

VERSÃO DO ABILHÃO – O Blog do Fabiano Rodrigues ouviu o administrador do estádio Célio Alves, que contestou a versão apresentada pelo Icasa. “O jogador foi atendido pelo médico, foi constatada uma luxação e o próprio médico disse que não precisava ir pra um hospital”, contou Célio, ressaltando que o médico Maximiliano Chaves foi o responsável pelo atendimento.

Foto: Cleumio Pinto/Ascom Quixadá

Com informações do Blog do Fabiano Rodrigues

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Eleitorado nas urnas: você é a favor do voto impresso?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados