Instabilidade no PP derruba Zé Ailton

O governador Camilo Santana (PT) sofreu mais uma reversão com relação à sua indicação para disputa da Prefeitura do Crato. Sem consistência política no Partido Progressista (PP) e enfrentando

muitos questionamentos dos partidos da base aliada, agora, o deputado estadual Zé Ailton Brasil, pré-candidato a prefeito, deve ter abortada sua candidatura.

As últimas decisões da justiça cearense, devolvendo o partido ao deputado federal Adail Carneiro e a outra desfazendo, deixa o partido sem estabilidade e pode levar a intervenção na Comissão Provisória da legenda no Crato.

Na sexta-feira (22), Adail Carneiro, foi reconduzido à presidência da sigla no Ceará por decisão do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), através de liminar da Desembargadora Vera Correia. Na segunda-feira (25), outra decisão liminar, desta vez do juiz Washington Oliveira Dias, da 11ª Vara Civil de Fortaleza, anulou a decisão do TJCE e retornou o padre Zé Linhares ao comando do partido.

A decisão interfere, na autonomia do Diretório Nacional do partido. Adail foi nomeado pelo presidente nacional da sigla, Ciro Nogueira,como presidente estadual.

Sob o comando do padre Zé Linhares, a sigla sofre forte influência do presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, deputado Zezinho Albuquerque (PDT), do ex-governador Cid Gomes e do seu irmão Ciro Gomes. Somente com o controle da cúpula do Governo sob a sigla existe a garantia da candidatura de Zé Ailton.

Ao assumir a sigla, a direção estadual, comanda por Adail, havia colocado a decisão de, já na segunda-feira, 25 de julho, todas as Comissões Provisórias sob controle do Governo sofreram intervenção,incluindo a do Crato.

No TJCE, não se comenta a decisão, por receber oficialmente a comunicação. Apesar de não se pronunciar sobre a peça jurídica, a assessoria do TJCE não descarta nova derrubada da decisão deprimeira instância

Um provável retorto de Adail ao comando do partido deve mudar novamente o quadro político cratense

Mudança de cenário

Em caso de retorno de Adail Carneiro ao comando do PP e a intervenção na Comissão Provisória no Crato, o cenário da disputa vai sofrer alterações. Com saída do deputado estadual Zé Ailton Brasil do páreo, Camilo terá duas alternativas: indicar o segundo colocado na pesquisa realizada pelo Governo, o promotor Francisco Moura Leitão (Dr. Leitão), ou fazer uma nova pesquisa.

Além de Dr. Leitão, outros pré-candidatos de partidos da base, como o empresário Rafael Branco (PSD), o professor Cacá Araújo (PCdoB), e o articulador social Pedro Lobo (PT), esperam por uma nova definição do governador Camilo Santana. Outro que espera uma palavra de Camilo é o prefeito Ronaldo Gomes de Mattos (PSC). Na última semana, Ronaldo anunciou que não votaria em Zé Ailton.

Apesar de não estar na pesquisa bancada pelo Governo, critério para a indicação, o prefeito Ronaldo se articula junto aos partidos da base para viabilizar sua reeleição. Na última semana manteve contato com o pré-candidato petista, onde foi conversado sobre o cenário cratense. Ronaldo tem a simpatia do deputado federal José Guimarães, líder do PT no Ceará.

Sobre o novo critério para a indicação do nome para disputar a Prefeitura cratense, o governador Camilo Santana ainda não se manifestou. Segundo informações, Camilo deve reunir os partidos aliados para decidir o que fazer. Já a assessoria de Zé Ailton nega que a sua pré-candidatura tenha caído por terra e assegura que o seu nome será mantido na disputa.

Com informações do Jornal do Cariri

 

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Você acha que motoristas alcoolizados devem ser considerados criminosos?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados