Jornais estrangeiros repercutem manifestações no Brasil

Os veículos noticiaram manifestações pró e contra impeachment

As recentes manifestações contra o impeachment da, agora ex-presidente, Dilma Rousseff repercutiram na imprensa internacional.

O jornal inglês “The Telegraph” citou o ocorrido em São Paulo, na noite de quarta-feira (31) para quinta-feira (1), onde policiais fecharam as vias e usaram da violência e de gás lacrimogêneo para conter os manifestantes. Além disso, citou os “panelaços” que ocorreram no Rio: “No Rio, houve barulhos de panela e coisas se batendo enquanto o mais novo presidente proclamava seu primeiro discurso enviado para a população.”, disse o jornal.

O noticiário falou ainda sobre as manifestações de pessoas que são a favor do impeachment, postando vídeo da comemoração na Avenida Paulista quando o afastamento definitivo da presidente Dilma Rousseff foi confirmado.

Por outro lado, o jornal “El País”, da Espanha, mencionou o caso da menina de 19 anos que ficou cega do olho esquerda ao ser atingida por estilhaços de uma bomba lançada pela Polícia Militar: “Um grito constante ao longo da marcha era o de “Debora presente”, a estudante ferida no protesto de quarta-feira, que perdeu a visão do olho esquerdo.”

O jornal enfatizou a repressão da PM paulista que, segundo o veículo, jogou bombas de gás lacrimogêneo e de efeito moral, até mesmo em lugares sem manifestantes.

O jornal americano, “The New York Times”, fez uma menção no site postando um vídeo das diversas manifestações ocorrendo por todo o Brasil, no Rio de Janeiro, São Paulo, Florianópolis, enfatizando a ocorrência de protestos por ambas as partes: os pró e contra impeachment.
JORNAL DO BRASIL

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Eleitorado nas urnas: você é a favor do voto impresso?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados