Jovem conhecido por “Cabeludo” foi excetuado com cinco tiros no bairro Muriti, em Crato

Jovem conhecido por “Cabeludo” foi excetuado com cinco tiros no bairro Muriti, em Crato

DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Jota Lopes – Foto: Reprodução/WhatsApp

CRATO. Nesta quarta-feira (19),  mais pessoa foi assassinada em Crato. Por volta das 21h00min um que de principio foi identificado apenas pelo apelido de “Cabeludo” morreu ao ser atingido com cinco tiros no Bairro Muriti.  A polícia informou que segundo informações extraoficiais, dois indivíduos ocupantes de uma motocicleta Bros teriam perseguido a vítima que ao ser alcançada foi executada.

O SAMU ainda foi acionado, mas os socorrista ao chegarem apenas constataram a morte. O policiamento que atendeu a ocorrência solicitou a presença de uma equipe Pericia Forense, que verificou que o homem morreu ao baleado duas vezes na região do tórax, uma no braço esquerdo, uma no braço direito e outra na parte posterior da cabeça para em seguida fazer o traslado do cadáver  para ser necropsiado.

O delegado Denis Leonardo também compareceu também ao local do homicídio adotando os devidos procedimentos. No início da tarde familiares  estiveram Núcleo de ciências forense vindo a reconhecer o corpo como sendo do jardineiro  Paulo Henrique Gomes da Silva, de 26 anos, vulgo “Cabeludo”, que residia na Rua A2, número 53 da segunda etapa do Conjunto  Minha Casa Minha Vida no bairro Nossa Senhora de Fátima (Barro Branco) em Crato.

Este o segundo homicídio ocorrido em Crato no intervalo de 24 horas, sendo também o sétimo neste mês de setembro e trigésimo sétimo de 2018 no município. O último ocorreu por volta das 22h30min desta terça-feira (18) em que teve como vítima, o auxiliar de produção Antonio Ademir Batista Rodrigues, de 37 anos, mais conhecido como “Demizinho”, foi morto a facadas, por um companheiro de farra no bairro Seminário. Dois irmão acusado desse crime foram presos na manhã de ontem.

Disparos em via pública

CAMPOS SALES  por volta das 23h00min, a policia militar recebeu uma ligação via telefone de emergência (190), na qual o interlocutor afirmava que na Travessa Cícero de Alencar, Bairro Aparecida, dois elementos encapuzados e usando capacetes, transitavam sucessivamente numa motocicleta nos dois sentidos da via, em atitude suspeita, como se buscassem alguém.

Uma patrulha militar foi deslocada para averiguar a informação vindo apurar que os suspeitos pararam em frente à residência da agricultora, Francisca Rinilda dos Santos Lima, 27 anos,  na Travessa Cícero Simão de Alencar, 57, Bairro Aparecida, e efetuaram um disparo de arma de fogo em direção ao imóvel que atingiram um aparelho de televisão, para depois se evadirem  em seguida do local na direção do Bairro Poço.

Os militares realizaram diversas buscas no último bairro e localidades adjacentes, verificando-se também outras supostas rotas de fuga, porém ainda sem obter êxito na localização, identificação e prisão dos infratores. Ressalta-se que no local ninguém soube prestar informação que pudesse conduzir a identificação dos criminosos e veículo utilizado, bem assim a vítima afirmou desconhecer o motivo que levou os criminosos a praticar o atentado em comento.

A republicação é gratuita desde que citada a fonte.

Leia também



PATOM

Enquete