Juazeirense é encontrado morto à pedradas em cemitério na zona rural do Crato.

Um rapaz de 28 anos foi preso acusado de ser o autor do crime. Segundo a  polícia militar, ele confessou  autoria.

Redação/Agência Caririceara.com
Fotos: Vc/Repórter/WhatsApp

Neste domingo (18) por volta das 10h30min, populares denunciaram a CIOPS Crato a localização de um cadáver no interior do cemitério público do sitio Serraria, distrito de Bela Vista. A patrulha militar composta pelos sargentos Nascimento e Sergio e Soldado Venilson foi acionada e ao chegar no local  constatou que o corpo se encontrava caído ao solo com uma pedra sobre a cabeça. A vítima foi identificada como sendo, José Roberto Teles Gomes, mais conhecido por “Betinho” 28 anos, que residia na Vila Santo Antonio, em Juazeiro do Norte.

Fabiano dos Santos Cruz, 26 anos, segundo a polícia militar, no momento da prisão ele confessou ter cometido o homicídio.
Fabiano dos Santos Cruz, 26 anos, segundo a polícia militar, no momento da prisão ele confessou ter cometido o homicídio.

Segundo informações de populares repassadas a polícia, “Betinho” era homossexual. O corpo dele foi encaminhado ao Núcleo de Ciências Forense (Antigo Instituto Médico Legal-IML) regional do cariri, em Juazeiro do Norte para exame cadavérico.

A polícia militar realizou diligencias em torno do fato, vindo duas horas depois identificar e prender o acusado, o auxiliar de serviços Fabiano dos Santos Cruz, 26 anos residente na rua Bruno de Menezes, no Bairro Alto da Penha, em Crato. Fabiano foi apresentado na 19ª Delegacia Regional de Polícia Civil para adoção dos devidos procedimentos. Segundo a polícia militar, no momento da prisão ele confessou ter cometido o homicídio.

Prisão a mando da justiça

Neste domingo por volta das 10h30min, policiais do Ronda do Quarteirão ao realizarem rondas pelo Bairro Seminário quando abordaram na Rua Rio Grande do Sul, Antonio Elton Dos Santos, 31 anos, residente a Rua Antonio de Alencar Araripe, Bairro Sertãozinho. Após ser consultado o nome do mesmo junto ao Banco Nacional de mandados de prisão do CNJ, constatou existir contra ele um mandado de prisão em aberto, expedido pelo DR Renato Belo Viana Velloso (juiz da 1ª vara da comarca do Crato).

Diante dos fatos, Antonio foi conduzido a 19ª DRPC de Crato para o procedimento cabível. A Ciops Crato informou que ele possui antecedentes criminais por homicídio doloso, furto e ameaça.

Leia também



PATOM
IMG-20220706-WA0003

Enquete