JUAZEIRO Coordenação de Arte e Cultura se reúne com representantes de Quadrilhas Juninas

Quadrilhas Juninas foto reprodução tv verdes mares cariri

Visando o planejamento das ações do Município para os festejos juninos desse ano, o Coordenador de Arte e Cultura de Juazeiro do Norte, Alemberg Quindins, convidou para uma reunião os representantes de grupos de quadrilhas juninas de Juazeiro do Norte, com o objetivo de entender a dinâmica de ensaios, apresentações em festivais e os relacionamentos que os grupos têm entre si, no sentido de se elaborar algumas políticas voltadas para esse segmento.

Entre várias propostas discutidas, uma ganhou ênfase na reunião: a ideia de Alemberg Quindins para que as quadrilhas apoiadas pelo Município realizem apresentações dentro de suas comunidades, de modo que o investimento feito pela Prefeitura possa beneficiar, além dos grupos, um maior número de pessoas.

Segundo Alemberg, essa ideia pode criar um clima de harmonia entre os grupos de quadrilha, que poderão circular também em outros bairros da cidade. Além disso, as comunidades poderão ser beneficiadas na realização desses eventos, com o envolvimento de seus membros desde a organização da festa, até a comercialização de comidas típicas juninas. Os visitantes podem consumir esses produtos e fomentar a economia nas comunidades.

“Nós podemos transformar o São João em um movimento social que auxilie na independência dos grupos e no desenvolvimento das comunidades onde eles estão inseridos”, comentou Alemberg Quindins, citando exemplos bem sucedidos de festas populares que cresceram a partir da conscientização de seus participantes e do engajamento das comunidades.

Novas reuniões serão realizadas com o objetivo de se aprofundar as discussões em tornos das ideias apresentadas, como também abrir espaços para novas opiniões. As datas ainda serão definidas pela Coordenação de Arte e Cultura.

No ano de 2016, o Município catalogou 21 quadrilhas juninas. Elas passam boa parte do ano se organizando entre ensaios, confecção de figurinos e arrecadação de recursos. Além das tradicionais Quadrilhas compostas por adolescentes e adultos, na cidade existem alguns grupos de quadrilhas infantis que realizam trabalhos sócio-educativos com crianças. Muitas dessas quadrilhas viajam por várias cidades do Nordeste disputando festivais, algumas conquistando importantes premiações.

Leia também



PATOM

Enquete