Meningite: saiba como a doença se manifesta e como preveni-la

unnamed-2-2

Febre, vômito em jato, cefaleia, convulsões, manchas vermelhas pelo corpo, dor e rigidez na nuca são sintomas específicos da meningite e demandam atendimento médico imediato. Caracterizada pelo processo inflamatório das camadas mais internas de tecido que cobrem o cérebro, a patologia pode ser desencadeada por vírus, bactérias, fungos e protozoários. Potencialmente grave, a doença impõe relevantes desafios à saúde pública em virtude, sobretudo, do risco de surtos. Nessa perspectiva, em alusão ao Dia Mundial de Combate à Meningite, celebrado neste domingo (24), a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) orienta a população acerca da importância de medidas preventivas e assistenciais.

Dentre as condutas mais eficazes contra a enfermidade, destaca-se o cumprimento do calendário vacinal preconizado pelo Ministério da Saúde. “Manter o cartão de vacina atualizado é indispensável. De forma geral, a vacinação de rotina é muito importante para reduzir a incidência de doenças evitáveis. Os postos de saúde dos 184 municípios cearenses estão disponíveis para acolher essa demanda”, informa Vilani Matos, coordenadora da Vigilância Epidemiológica e Prevenção em Saúde (Covep) da Sesa.

Contágio

A transmissibilidade da doença acontece, principalmente, por meio do contato com as secreções respiratórias de um paciente contaminado. “É importante destacar que pessoas assintomáticas também são potenciais agentes disseminadores”, acrescenta.

Conforme a gestora, a constante e adequada higienização corporal é fundamental aliada e, diante de quadros suspeitos, deve estar associada ao distanciamento social.

Meningite em bebês

A titular da Covep alerta, ainda, para as possíveis particularidades da meningite em crianças com idade inferior a um ano de vida. “Nessa faixa etária, os sintomas clássicos podem não ser tão evidentes. Portanto, é preciso estar atento aos sinais de irritabilidade, como choro persistente, além de abaulamento de fontanela e recusa alimentar”, descreve.

Assistência

Ao apresentar indícios sugestivos, a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima deve ser procurada. Em casos mais complexos, as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) funcionam 24 horas por dia para acolher a demanda espontânea.

“Para evitar complicações, o cuidado precoce é um fator diferencial. Após a primeira avaliação, caso seja identificada a suspeita do diagnóstico, o paciente será encaminhado a um equipamento de referência. O tratamento é realizado com medicamentos específicos para cada tipo de agente causador”, esclarece.

Notificação compulsória

A Portaria nº 1.061, de 18 de maio de 2020, estabelece que a doença meningocócica (DM) e outras meningites são de notificação compulsória imediata e devem ser direcionadas, em até 24 horas, às secretarias de saúde municipal e estadual.

Dessa forma, todo o processo de vigilância, incluindo a investigação e a análise do perfil epidemiológico, além das medidas de prevenção e controle, devem ser enfatizados e intensificados pelos profissionais de saúde e gestores de cada localidade.

*Governo do Ceará

Leia também



600x600px_Banner_02.04_PMB_2022

Enquete