Morre no HRC em Juazeiro agricultor acidentado no transito há 06 dias em Várzea Alegre.

Rabecao HRC Foto iulustrativa

Redação/Agência Caririceara.com
Foto: Arquivo/Caririceara.com

A violência no trânsito fez mais uma vítima fatal na região cariri. Na tarde desta sexta-feira (10), no Hospital Regional do Cariri, em Juazeiro do Norte o agricultor, Francisco das Chagas Gonçalves de Pinho, 54 anos faleceu após seis dias internado em consequência de uma colisão entre uma moto e um animal ocorrida na BR 230 em Várzea Alegre. Ele residia na Rua Antônio Ancelmo, 01, Bairro Grossos, naquela cidade.

Por volta das 21h00min, do sábado (04), ele viajava como garupeiro de uma motocicleta Honda/CG 150 Titan KS, ano/modelo 2004, cor vermelha, placa HWL-1065, inscrição de Várzea Alegre guiada pelo comerciante, Francisco das Chagas Leandro da Silva, 45 anos residente na Avenida Lucia Correia, 1200, Bairro Grossos, em Várzea Alegre quando na saída daquele município de que dá acesso à cidade de Lavras da Mangabeira/CE o condutor do veiculo atropelou um animal (Jumento) que atravessou a rodovia federal, vindo ambos caírem ao solo.

O fato foi comunicado a policia militar e ao SAMU que compareceram ao local. Os socorristas conduziram as vítimas até o Hospital São Raimundo Nonato de Várzea alegre, sendo que Francisco Leandro sofreu apenas escoriações pelo corpo ficando em observação, enquanto que Francisco Gonçalves foi transferido em estado grave com suspeita de Traumatismo craniano encefálico para o HRC onde morreu.

Outras mortes:

Três suicídios foram registrados nesta sexta-feira no cariri. No Sitio Germana, zona rural, Brejo Santo/CE por volta das 13h00, José Barros da Silva, 51 anos de idade depois de uma discussão com a sua esposa cometeu suicídio por envenenamento. Ele ainda chegou a ser socorrido pelo SAMU ao Hospital local, mas veio a entrar em óbito ainda no trajeto.

Já em Juazeiro por volta das 17h30min, o mecânico José dos Santos Deodato, de 45 anos se matou por meio de enforcamento usando punhos de uma rede. O fato aconteceu no interior de uma oficina de carros sua propriedade que funciona no mesmo endereço que ele resida, na rua Jose de Alencar, 04 imediações da Avenida Chesff no bairro João Cabral. Segundo a esposa dele, Cícera Francisca Moura da Silva, 41 anos, José dos Santos era viciado em crack e quando não tinha a droga fazia de solvente.

O terceiro caso ocorreu no município Missão Velha. A vítima trata-se do adolescente Ytalo Maya Ribeiro,  17 anos de idade. Ele foi encontrado por familiares enforcado em uma árvore na rua da capela da Divina Providência, no sítio Pintado Dois.

Leia também



PATOM

Enquete