Morre no HRC em Juazeiro vigilante que atirou contra a própria cabeça após ter assassinado a ex-mulher no centro do Crato

DA AGÊNCIA CARIRICEARA
Redação – Foto: Redes sociais

O vigilante acusado crime de feminicídio, Paulo Roberto Carlos Ramalho, 34 anos que residia na rua São Francisco, 235, Pinto Madeira,  na cidade do Crato faleceu na tarde desta terça-feira (05), em um dos leitos do hospital regional do cariri, em Juazeiro do Norte.

Ele estava no internado no HRC desde a noite da última quinta-feira (28/02), após ter auto se lesionado na cabeça com um disparo de arma de fogo logo depois de matado a bala a sua ex-companheira, a atendente de farmácia Geane Tavares de Sousa, de 29 anos de idade. O crime aconteceu por volta das 18 horas na Rua Dom Pedro II, Centro, próximo a Prefeitura Municipal do Crato.

Segundo familiares da mulher, o casal estava separado há poucos dias, mas o homem tentava reatar o relacionamento ante a discordância da jovem. Geane tinha acabado de sair do local de trabalho e seguia com destino a sua residência na Rua Sagrada Família, 204,  no centro da cidade quando foi alvejada com vários tiros tendo morte instantânea.

No local do fato o policiamento que atendeu a ocorrência, apreendeu um revólver calibre 38, capacidade para 6 tiros, sendo 4 deflagrados e 1 intacto, numeração suprimida que foi entregue na Delegacia Regional de Policia Civil do Crato. 

A republicação é gratuita desde que citada a fonte.

Leia também



PATOM

Enquete