MPCE pede impugnação do registro da candidatura e a cassação do atual mandato do prefeito de Araripe, Giovane Guedes Silvestre.

O Ministério Público Eleitoral de Araripe pediu nesta terça-feira (6), a impugnação do registro da candidatura e a cassação do atual mandato do prefeito Giovane Guedes Silvestre e do vice-prefeito Francisco de Assis Sales, que são candidatos a reeleição pela coligação “Araripe para todos”, por captação ilícita de votos e abuso de poder econômico.

Na denúncia oferecida pela promotora de Justiça Nara Rúbia Silva Vasconcelos Guerra, prefeito e vice são acusados de realizarem convenção partidária utilizando-se de veículos (ônibus escolares) para transportar pessoas até o local do comício, caracterizando desvio de finalidade e abuso de poder econômico.

Além disso, a representante do Ministério Público Eleitoral também identificou que máquinas doadas pelo Governo Federal ao Município por meio do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) vinham sendo usadas por correligionários do prefeito, em benefícios particulares, mais precisamente na escavação de barreiros, em propriedade particular, com a finalidade de captar votos. “Os referidos tratores vem sendo utilizados, nas propriedades dos correligionários dos demandados, conforme consta nos autos”, diz a promotora Núbia Rúbia em seu pedido.

IMG-20160906-WA0187 (Copy)Os acusados têm prazo de cinco dias para apresentar defesa no fórum de Araripe.

As informações são do jornalista Amaury Alencar

Foto: Divulgação

Leia também



Multiservice - Fauston
Top Móveis_Crato Janeiro 2020

Enquete

Você acha que motoristas alcoolizados devem ser considerados criminosos?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
© Copyright 2019 — Caririceara.com. Todos os direitos reservados